Pelé 70 anos. Uma bela homenagem ao maior jogador de futebol de todos os tempos.

Por Renato Vargens

Sempre gostei de futebol. Desde criança costumava acompanhar os jogos do Fluminense pelo rádio. Lembro com carinho da máquina tricolor que ganhou o bi-campeonato estadual de 75/76; do Flu campeão estadual de 1980; do campeonato brasileiro de 1984, e do tri estadual 83,84,85. 

A primeira vez que assisti um jogo em um estádio de futebol foi em 1978, onde o Fluminense de Rivelino sapecou uma goleada de 8 a 1 no São Cristóvão.

Quanto aos jogos da seleção brasileira, minha memória me leva a Copa do Mundo da Argentina, onde o Brasil foi descaradamente roubado, perdendo o titulo de campeão do mundo para "los hermanos" que na final venceram a poderosa Holanda.

Infelizmente não tive a oportunidade de assistir Pelé jogar. Tudo aquilo que vi foi através da televisão. Entretanto, apesar de não ter tido o prazer de ver o maior jogador do mundo em campo, tenho plena convicção de que jamais existiu um jogador deste quilate no futebol mundial.

Hoje, o maior jogador de todos os tempos está completando 70 anos de vida e merece o respeito e o conhecimento por parte do povo Brasileiro, pensando nisso, a Vivo, homenageou o rei do futebol produzindo um vídeo lindissimo, o qual reproduzo abaixo.

Renato Vargens

4 comentários:

O jogador Pelé merece todo reconhecimento, mas o homem Édson não...

23 de outubro de 2010 22:09 comment-delete

Realmente, pastor, foi uma homenagem muito bem feita, e merecida. Embora como a Letícia bem lembrou, não admiro tanto assim o homem, mas o atleta merece a distinção que lhe fazem.

E já que estamos falando em futebol, que pena que meu Furacão cedeu o empate ao seu Flu.

Em Cristo,

Clóvis

24 de outubro de 2010 18:11 comment-delete

Se o Pelé na vida pessoal fosse o mesmo crack que foi nas quatro linhas com certeza toda homenagem feita para ele seria merecida.

Ele foi um covarde ao se negar a reconhecer a Sandra Regina como a sua filha. E tudo simplesmente por ganância.

Não bastasse esse ato covarde ele não aceitava a presença dela em sua casa.
Inclusive ela faleceu por conta de um câncer e ele apenas enviou uma coroa de flores no dia do enterro.

Dentro de campo genial, mas fora dele uma grande decepção.

Márcio Gomes Olegario
24 de outubro de 2010 18:34 comment-delete

Que coisa doentia o modo como os evangelicos tem por esporte julgar o outro. Numa simples homenagem, um momento "relax" as pessoas tem que fazer comentérios agressivos. que saco! Viva pelé, viva eu, viva tú...Relaxa gente.Um sorriso, uma graça não é pecado.

29 de outubro de 2010 12:02 comment-delete