Antenados pergunta é um programa especial onde  artistas, políticos, líderes religiosos, atletas cristãos ou não, em são entrevistados.

 O programa Antenados Pergunta vai ao ar As 16:30 horas (horário Brasília) toda Terça-Feira e é apresentado pelos pastores André Câmara, Michel Medeiros, Lincoln Lyra e Raphael Chedid.

 

O governo do Acre iniciou no dia 23 de fevereiro a campanha para arrecadar doações para a população dos municípios atingidos pelas recentes enchentes dos rios acreanos. A ação faz parte do movimento "Acre Solidário", encabeçado pela primeira dama do estado, Marlúcia Cândida. O foco da campanha é arrecadar alimentos não perecíveis, com destaque para o leite em pó e massa para mingau, além de outros itens, como fraldas descartáveis, roupas e calçados.

Na capital, os donativos podem ser entregues na Central de Serviço Público (OCA), na Avenida Brasil; Palácio das Secretarias; Quartel da Polícia Militar; Casa Civil; Igreja Batista do Bosque; Supermercados Araújo do Tangará, Aviário, Izaura Parente e Via Chico Mendes; Secretarias e autarquias estaduais.

Existe ainda uma conta oficial para o recebimento de doações, seguem os dados:

Nome: SOS ENCHENTE RIO ACRE
Agência: 0071-X
Conta Corrente: 500-2
Banco do Brasil
Por Renato Vargens

O Brasil está passando por uma de suas mais severas crises. Corrupção, mal uso do dinheiro publico, falência estatal, alta do dólar, economia desaquecida, volta da inflação e a aprovação de leis arbitrárias, tem nos trazido a sensação de que estamos mergulhados num mar de lama.

Diante disto, uma enorme parcela da população  tem demonstrado sua insatisfação com o governo Dilma Rousseff. Nessa perspectiva, juristas de renome tem falado do impeachment e de improbidade administrativa, além é claro, de milhões de cidadãos, que  tem defendido a ideia de que mediante as vias legais, Dilma  sofra um  impeachment governamental.

Pois bem, diante da defesa do impeachment da presidente, cristãos defensores do partido dos trabalhadores, e por conseguinte de Dilma, tem afirmado que todo aquele que apoia o impedimento da presidente está desobedecendo a Biblia (Rm 13) e que em virtude disto está pecando contra o Senhor.

Caro leitor, isto posto, julgo que seja necessário, explicar à luz das Escrituras que defender o impeachment de um governante não significa de maneira alguma ou desrespeitar as Escrituras, senão vejamos:

Primeiramente torna-se necessário que entendamos que as Escrituras ensinam que  nossa obediência a Deus não é opcional. Na verdade, somos chamados a obedecer ao Senhor em tudo e em todas as coisas. Todavia, ao contrário disto,  a nossa submissão às autoridades governamentais, devem ser constantemente avaliadas. Na verdade, o cristão necessita averiguar se as leis aplicadas e defendidas pelos governantes infringem os princípios bíblicos, induzindo assim o servo de Cristo  a cometer atos contrários à inerrante Palavra de Deus. O reformador francês João Calvino afirmava que a desobediência civil ou a rebelião somente se justificam quando o Estado quer obrigar as pessoas a desobedeceram a Deus. Segundo as Escrituras, se isso efetivamente acontecer devemos recusar obedecer as leis contrárias a Palavra do Senhor  permanecendo fiéis àquele que nos salvou. (Atos 4. 19-21, 31; Daniel 3:14-23). Calvino também dizia que apesar do Estado ser fruto de uma ordem divina, ele não pode ocupar em hipótese alguma o lugar de Deus. O reformador também afirmava que apesar de Deus ter  ordenado o governo, Ele continua sendo Senhor sobre a sua ordenação, e o governo continua  sujeito a Ele.

Em segundo lugar, o processo de impeachment em nosso país não é um golpe de Estado, nem tampouco uma insubordinação ao governo estabelecido. No Brasil. o Impeachment de um governante é uma regra constitucional e republicana, portanto, lícita. Segundo a constituição brasileira, (Constituição Brasileira, Artigo 85, V) o presidente da República dentre inúmeras responsabilidades, deve zelar pela probidade da administração, o que não tem sido feito pela presidente Dilma Rousseff, visto que órgãos públicos como a Petrobrás foram nos últimos anos saqueados por políticos inescrupulosos.

Vale a pena ressaltar que a lei suprema de  um Estado Democrático de Direito é a sua Constituição, portanto, ao defender o impeachment da presidente, o cidadão não comete nenhum tipo de desobediência civil. Antes pelo contrário, ele submete ao Congresso Nacional o desejo de grande parte da população, que investida de direito constitucional, clama aos seus congressistas que mediante votação justa e transparente, intervenha no governo de um presidente, destituindo-o do cargo, reconduzindo assim o país as vias da decência, moralidade e probidade administrativa.

Renato vargens
Por Renato Vargens


A grande quantidade de canções estapafúrdias com heresias hediondas se multiplicam a olhos vistos em todo Brasil. Confesso que algumas delas são tão heréticas que me fazem ruborizar de vergonha. 

Diante do exposto, gostaria de elencar algumas preciosas dicas que visam ajudar aos compsitores cristãos a escreverem músicas desprovidas de heresias e que glorifiquem a Deus.

1- Não escreva letras focadas no homem. Lembre-se :seu louvor não pode e nem deve ser antropocêntrico, até porque, suas composições precisam estar centradas exclusivamente no Senhor.

2- Cante mais as Escrituras. Use textos inteiros da inerrante Palavra do Senhor.

3- Fundamente suas canções nas Escrituras. Agora, cuidado com o uso de textos "isolados". Lembre-se que o fato de alguém usar em suas canções versiculos bíblicos não torna o ensino verdadeiro. Aliás, o diabo é "expert" nisso. Ninguém como ele fundamenta tão bem seus ensinos em textos bíblicos. Isto posto, cuidado com aquilo que lê, mesmo porque, sem que perceba você pode estar abrançando uma terrivel heresia.

4-Escreva letras que tratem das doutrinas fundamentais das escrituras. Cante sobre redenção, expiação, perdão de pecados, imputação de pecados, salvação pela graça,  e outras doutrinas mais.

5- Cuidado com a licença poética. Em nome dela cada aberração tem sido cantada. Lembre-se que nem sempre nos é possível usar dela.

6- Não componha canções de autoajuda. Lamentavelmente boa parte dos hinos de nossos cancioneiros estão repletos de canções que visam o bem estar do homem e não glória de Deus.

7- Em suas composições use menos o "eu" em detrimento ao "nós". Quando cantamos o fazemos na solene assembleia e como igreja manifestamos nosso louvor e gratidão por aquilo que Deus é, tem sido e feito em nossas vidas.

8- Abandone e esqueça as malditas doutrinas da prosperidade, confissão positiva, além é claro dessa funesta teologia da vinagança.

9- Verifique se a letra que escreveu está de acordo com os ensinamentos bíblicos, para isso, seja humilde e submeta sua composição a um pastor versado nas Escrituras , conhecedor da sã doutrina, que com propriedade lhe dirá se aquilo que escreveu está de acordo com a Palavra de Deus.

10- Seja sincero e responda com sinceridade se a música que escreveu efetivamente glorifica a Deus.

Agindo desta forma, com certeza será mais difícil compor canções que firam a palavra da Deus.

Pense nisso,

Renato vargens