Por Renato Vargens

Em 2010 eu escrevi as minhas razões porque eu não votaria em Dilma Roussef para presidente da República (leia aqui).  

Pois é, Dilma foi eleita e como eu temia o seu governo foi péssimo para o Brasil.

Hoje, quatro depois, mantenho meu posicionamento escrevendo 13 motivos porque eu não irei votar na candidata do PT, senão vejamos:

  1. Pelo fato inequívoco de que o PT aparelhou o Estado visando exclusivamente um projeto partidário.
  2. Pela corrupção instalada no país, vide Petrobrás e outros tantos escândalos mais que nos fazem ruborizar de vergonha.
  3. Pela volta da inflação. A inflação voltou e com ela inúmeros problemas que já haviam sido vencidos pelo Plano Real.
  4. Pela perpetuação da pobreza. Dilma e seu governo mantiveram os programas assistencialistas não oferecendo aos que viviam abaixo da linha da probreza uma porta de saída 
  5. Enquanto presidente, Dilma não promoveu as reformas necessárias para tornar a vida das pessoas melhor.
  6. Dilma e seu partido defendem um Estado grande, que intervém na vida privada dos cidadãos deteminando o que acreditam ser certo ou errado.
  7. Pelo fato de que Dilma e seu partido subscrevem o Foro de São Paulo.
  8. Dilma  e seu partido defendem e apoiam  países totalitaristas como Cuba, Venezuela e Irã.
  9. Dilma defende o diálogo com  terroristas (ISIS) demonstrando assim possuir uma política externa que nos envergonha. 
  10. Além da volta da inflação, Dilma não conseguiu fazer o Brasil crescer economicamente. Dados afirmam que o nosso país é um dos que menos cresce na América Latina.
  11. Pelo relacionamento e parceria de Dilma  com sanguessugas da politica brasileira como Sarney, Collor, Genuíno,  Maluf, Dirceu e tantos outros mais.
  12. Pelo apoio do seu partido a valores anticristãos e pelo seu incentivo a descontrução da familia.
  13. Dilma é conivente com corrupção. Ela demitiu 9 ministros do seu governo por suspeita de roubalheira, mas não mandou apurar ou investigar nenhum deles.
Caro leitor, se depender de mim e do meu voto, Dilma e seu partido não serão eleitos. Tenho plena convicção que o Brasil precisa mudar e para tanto, tanto essa senhora como o seu partido precisam deixar Brasilia.

É o que penso, é o que digo!

Renato Vargens

Por Renato Vargens

Por três anos consecutivos eu tenho estado na Espanha (leia todos os relatos aqui) pregando o Evangelho e confesso que regressarei ao Brasil satisfeito com tudo aquilo vi e testemunhei.

Pela graça de Deus estive juntamente com pastores da Irlanda, Espanha, EUA, Portugal e Brasil pregando na 2a Conferência Teológica de Granada. Verdadeiramente foram momentos especiais onde através da exposição da espistola aos Gálatas desafiamos a igreja espanhola a não se apartar de Cristo e a pregar de forma exclusiva o evangelho.

Nessa viagem revi amigos,  conheci pastores e irmãos preciosos cujo compromisso com o Reino se faz notório em atos, ações e atitudes. Testemunhei também o crescimento da Escuela Teologica de Granada, cujo reitor é o querido João Cardoso. Estive em Igrejas diferentes, dentre estas, a Iglesia de La Restauracion, onde preguei o Evangelho da Salvação Eterna.  Participei de uma reunião de pastores onde juntos intercedemos pela expansão do Evangelho na terra de Cervantes e muito mais.

Prezado amigo regresso ao Brasil com a sensação de missão cumprida. 

Sem a menor sombra de dúvidas afirmo que experimentamos dias preciosos onde Deus pelo sua bondade falou aos nossos corações.

Minha oração é que o Deus Eterno continue com suas mãos poderosas sobre este país livrando os espanhois do poder do pecado e trazendo ao povo dessa nação o poder libertador do Evangelho.

Estou voltando para casa com a sensação do dever cumprido.

Deus foi honrado. Com gratidão no coração!

Pr. Renato Vargens

Espanha,esperança de um avivamento

Por Renato Vargens

Agindo Deus quem impedirá? Que verdade maravilhosa não é verdade? Se o Senhor resolver operar a favor de uma nação  quem ousará opor-se a sua Soberana vontade?

Pois bem, olho com esperança a fé cristã aqui em Granada. Já tinha estado por aqui antes. (leia aqui) e confesso que estou empolgado e feliz por ver o avanço do evangelho no sul da Espanha. 

Preguei na 2a conferência Teológica pregada pela Escuela Teologica de Granada (aqui) e fiquei impressionado com o número de pastores, líderes e principalmente membros de Igreja que participaram deste relevante evento. 

No sábado, em meio a pregação do pastor da Iglesia Bautista de Córdoba, Isarel Sans, foi necessário que mais cadeiras fossem colocadas no templo onde nos reunimos.  Um irmão querido, emocionado e tocado por ver tanta gente junta ouvindo o evangelho me disse: "Pastor, estamos com 100 cadeiras e tivemos que colocar mais 20 no auditório. Aleluia! Que coisa maravilhosa não é mesmo?

Durante todo o dia o espaço de culto estava lotado de irmãos ávidos por Cristo e sua Palavra. À noite, depois de 07 plenárias e palestras  coube a mim encerrar a conferência fazendo a exposição de Galatas 5:16. Confesso que foi impactante ver irmãos em Cristo, tocados, sensibilizados e acima de tudo dispostos a servir a Cristo com intrepidez e ousadia dispondo-se assim a pregarem as Boas Novas do Evangelho.

Verdadeiramente Deus é bom! Diante do que vi e ouvi, nutro o meu coração de que a terra de Cervantes seja impactada pelo evangelho e venha experimentar um marvilhoso e genuíno avivamento.

Soli Deo Gloria!

Renato Vargens

Por Renato Vargens

A Escuela Teologica de Granada está fazendo um trabalho fantástico no sul da Espanha. Além de trabalhar com pastores e líderes, a ETG tem feito um notável trabalho com crianças, isto porque, paralelamente a conferência com os adultos, está acontecendo um abençoado congresso infantil.

Confesso que fiquei feliz e esperançoso com o número de crianças envolvidas nesse projeto, mesmo porque, isso significa dizer que uma nova geração está sendo formada no temor do Senhor.

Gostaria de compartilhar uma cena que muito me comoveu: No intervalo entre uma plenária e outra, uma criança se aproximou da pequena livraria, pegou uma Bíblia infantil e com os olhos brilhando folheou as Escrituras com grande alegria. Ora, somente quem entende a sequidão européia, bem como a apostasia dos moradores deste continente poderá discernir o que estou a dizer.

Confesso que naquele instante meu coração saltou de júbilo por perceber que Deus pela sua misericórdia tem agido na vida dos pequeninos levando-os a desejar conhecer as Escrituras. Aleluia! Louvado seja o Senhor porque a sua misericórdia ainda se faz presente em meio ao caos espiritual.

Diante do exposto rogo aos irmãos que orem para:

  • Que Deus levante professores e professoras para trabalhar com as crianças espanholas.
  • Que o Espírito Santo de Deus desperte nas crianças o desejo de conhecer Cristo e seu evangelho.
  • Que o Espírito Santo de Deus convença o pecador do pecado do juizo e da justiça.
  • Que o Senhor salve crianças para a gloria de Deus.
Soli Deo gloria!

Renato Vargens



Por Renato Vargens

Encontro-me em Granada, na província de Andaluzia, Espanha pregando ao lado de pastores de nacionalidades diferentes o Evangelho da Salvação Eterna.

Andaluzia, no sul da Espanha, é uma região famosa por sua beleza, tradições e por ter sido palco de muitas batalhas entre católicos e mulçumanos. Nessas províncias espanholas centenas de milhares de pessoas nunca ouviram a mensagem do evangelho. Em Granada, onde estamos pregando em uma Conferencia para pastores e líderes, existem 15 igrejas, a maior delas com  setenta membros. 

Pois é, confesso que ao andar pelas ruas de Granada a impressão que tive era que uma geração inteira de espanhóis caminhava a largos passos em direção ao inferno. Se não bastasse a frieza espiritual, a apostasia reinante, o secularismo e o mundanismo tem sido usado por satanás como meios de aprisionar a Espanha levando-a a uma vida completamente distante de Deus.

Que tristeza tem sido ver multidões inteiras perdidas sem Cristo!

Isto posto, gostaria de tecer algumas considerações importantes:

  • A igreja brasileira precisa, pode e tem condições de  ajudar na capacitação e treinamento de pastores locais para desempenho do ministério cristão. A ETG,(aqui)  através do seu reitor João Cardoso tem tido papel preponderante nessa missão. 
  • A igreja brasileira pode ser uma grande parceira missionária da ETG, ajudando-a na compra de livros teológicos em Espanhol.
  • A igreja brasileira pode ser uma parceira da ETG contribuindo financeiramente enviando recursos a Espanha. Vale a pena ressaltar que a terra de Cervantes ainda encontra-se em crise financeira. Para que você tenha idéia do que estou a dizer, o indice de desemprego por aqui ainda é bem elevado.
  • A igreja brasileira pode e deve interceder pela a Espanha, bem como toda a Europa cujos habitantes encontram-se sem Cristo.
Pense nisso! 

Renato Vargens


Por Renato Vargens 

Encontro-me na Espanha pregando o evangelho na 2a Conferência Teológica Promovida e organizada pela Escuela Teológica de Granada.(Leia aqui

Conforme já escrevi anteriormente, a terra de Cervantes é extremamente carente do evangelho de Cristo,  Para nossa tristeza  o secularismo e o mundanismo tem sido marcas inquestionáveis desta nação  que vive completamente  distante do Senhor. 

Lamentavelmente o número de cristãos e igrejas evangélicas por aqui são inexpressivas em virtude da enorme demanda de evangelização. Em Granada por exemplo, uma região com mais de 300 mil habitantes, só existem 15 igrejas, o que transforma a pregação do Evangelho num hercúleo desafio.  Para piorar a situação o Islamismo se multiplica a olhos vistos em toda a Espanha, levando a pequena igreja espanhola a gemer diante importante missão.

Ontem, num auditório com mais de 100 conferencistas ( o que num contexto europeu é um número excepcional) preguei no livro de Gálatas para pastores e líderes que ávidos por Cristo não tiravam os olhos do púlpito ingerindo com grande alegria o evangelho de Deus.

Hoje, sábado, durante todo o dia , nos reuniremos em oito plenárias, Por mais de 12 horas, nossos irmãos espanhois ouvirão exposiçãos sobre o livro de Galátas através de pastores do Brasil, Irlanda, Portugal e Espanha. 

Diante do exposto peço aos irmãos que nos ajude orando:

1- Para que o Senhor conceda graça e sabedoria na pregação do Evangelho em terras espanholas.

2- Ore ao Senhor para que nos  ajude a edificar, estimular, bem como incentivar os pastores e líderes espanhóis na árdua missão de pregar Cristo e proclamar o evangelho da Salvação Eterna.

3- Ore ao Senhor para que Ele abra portas para treinamento de lideres autóctones e de outras nações.  Sem sombra de dúvidas precisamos investir pesado na capacitação teológica e missional de pastores espanhois.

4- Ore para que o Senhor desperte a pequenina igreja espanhola a pregar com ousadia e intripidez o Evangelho da Salvação Eterna.

5- Ore pela a Escuela Teológica em Granada, pelo seu coordenador, o pastor João Cardoso, rogando ao Senhor que lhes conceda graça e sabedoria na formação de pastores comprometidos com o Reino de Cristo.

Caro leitor, estou convicto de que este é o tempo de Deus para que a Igreja de Cristo arregace as mangas trabalhando com fé e ousadia cumprindo assim a missão que o Senhor lhe deu. 

Que Deus use a igreja do Brasil para abençoar não somente a Espanha, como também toda a Europa levando as nações vizinhas a esperança que só é possível encontrar em Jesus. 

Pense nisso! 

Renato Vargens



Por Renato Vargens

O brasileiro gosta muito de música e isso se reflete é claro, nas igrejas evangélicas. 

Nessa perspectiva existem inúmeros pastores que valorizam muito mais o tempo de louvor à pregação da Palavra. 

Certa ocasião, ao chegar numa igreja evangélica onde pregaria num congresso de missões, fui alertado pelo líder de que de que a sua comunidade não gostava muito de estudar a Bíblia e sim adorar a Deus. Naquela ocasião fui informado que a liturgia do culto reservava uma hora e meia de música e trinta minutos de louvor.

Pois é, participar daquele culto foi um verdadeiro martírio, isto porque, as músicas tocadas possuíam letras sofríveis e em alguns casos,  graves distorções teológicas.

Visando ajudar aos pastores a escolherem quais canções devem tocar em seus cultos escrevo abaixo algumas dicas que julgo serem preciosas:

  1. Cuidado com as letras humanistas. A maioria das canções entoadas nos cultos evangélicos são focadas nos homens em suas necessidades.
  2. Cuidado com as canções que promovem auto-ajuda. Evite músicas cujo o objetivo seja massagear o ego do "adorador"
  3. Cuidado com os mantras religiosos. Lamentavelmente existem igrejas que promovem verdadeiras lavagens cerebrais repetindo a mesma canção 20 vezes no período de louvor com música.
  4. Cuidado com canções dirigidas ao diabo. Tenho visto ministros de louvor cantando para o diabo ou mencionando o nome do capeta mais que o nome de Deus.
  5. Cuidado com as interrupções no louvor. Infelizmente muitos dirigentes de louvor costumam fazer  pequenas pregações entre uma música e outra o que em muito prejudica o momento de adoração.
  6. Cuidado com os erros teológicos. Na verdade, ouso afirmar que existem uma grande quantidade de igrejas cantando heresias pelo fato de não possuirem um crivo teológico quanto àquilo que se canta em seus cultos. 
  7. Cuidado com o modismo evangélico. Para nossa tristeza boa parte dos cristãos se deixam levar pelo tema da moda. Um claro exemplo disso foi o período em que os ministros de música compuseram músicas sobre chuva. Eu constuma dizer que nem o pajé pediu tanta chuva como os evangélicos.

Pense nisso!

Renato Vargens