O evangelho de vergonha dos apóstolos brasileiros.

Por Renato Vargens

Ontem eu escrevi um artigo onde demonstrei a minha indignação e perplexidade em saber que já existem igrejas coroando os seus pastores.

Confesso que esse triunfalismo neopentecostal já passou dos limites. Lamentavelmente esse tipo de gente, só fala, pensa e deseja fama e poder. Para piorar a situação seus slogans não falam de serviço e sim de triunfo; não falam de lavar os pés dos santos, mas de conquistar o mundo; não falam de sofrimento, mas de vitória sobre a pobreza; não falam de humildade e sim de luxúria.

Há pouco fiquei sabendo da história de um pastor que foi a um restaurante participar de uma reunião de ministros do evangelho. Como, ele não estava almoçando como os demais, um apóstolo lhe perguntou: "Por que você não está comendo? O pastor meio sem graça respondeu dizendo que estava em jejum. Para supresa dele, o tal apóstolo replicou dizendo:  - "eu sou apóstolo, eu te libero do seu Jejum!"

Caro leitor, que loucura é essa? O que essa corja pensa que é? Esses apóstolos se sentem acima do bem e do mal. Será que eles de fato pensam que possuem este poder todo?

Ao final da tarde, com a alma angustiada em virtude deste evangelho de vergonha  pregado pelos apóstolos brasileiros, assisti um vídeo do Pr. John Piper que muito falou ao meu coração, o qual reproduzo abaixo.

Que Deus teha misericórdia de cada um de nós!

Renato Vargens

6 comentários:

Caro Renato,

Já parei de dar atenção a esses tipos. Desisti de ficar doente por tanta indignação. Dar atenção a eles é como ladrar de volta para um cão que estar tirando o seu sossego. Quanto mais o tempo passa pior as coisas ficam!

Lex
23 de setembro de 2010 06:23 comment-delete

Paulo que foi feito por ultimo como apóstolo em sua fala há humildade e submissão, nos dias de hoje homens revestidos de sua vaidade adicionada a suas necessidades de auto afirmação acarretam a vida espiritual das pessoas que os seguem por ignorancia da falta da leitura biblica, estão com a sindrome de David/Salomão pois querem trono, ouro e poder, lamentável a exploração atravéz do evangélho.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

23 de setembro de 2010 07:03 comment-delete

Eu, como vice Deus recebo seu Jejum, pode comer meu filho!
Ou.... Eu decreto que hoje não é dia de Jejum, como o homem com a unção de patriarca, tenho poder para isso!

É meu amado, é só a misericórdia! Que Deus nos ajude a permanecer firme no seu evangelho simples: Sem coroa, sem glória, sem honra, sem buscar meu interesses, sem buscar algo para me exaltar. Mas buscar somente a glória de Jesus, a honra de Jesus e as riquezas do reino que não se comparam com nenhuma riqueza corruptivel e carnal deste mundo!

Soli Deo gloria

Blog Emunah

23 de setembro de 2010 08:16 comment-delete

"EU TE LIBERO DO JEJUM!
Vá, reze 100 ave-maria, 40 pai nosso..."

É só Deus que conhece o íntimo do nosso coração,
que conhece os nossos motivos para orar,
se prostrar, chorar, jejuar, cantar...

Ontem discutíamos no blog do Daniel Grubba (http://dlgrubba.blogspot.com/)
justamente sobre a liberdade que temos em Cristo Jesus.

"A soberba do teu coração te enganou..." (Obadias 3)


Oremos pelo apóstolo que "libera" do jejum!


Carol.

23 de setembro de 2010 08:18 comment-delete

Fico angustiado sempre que sei de mais uma arbitrariedade, auto-glorificação ou loucura destes sangue-sugas! Malditos sejam (Gl 1:8)!

Me ponho a pensar: O que passam as ovelhas destes crápulas?

Entristeço-me, mas tenho esperança que o dia do Senhor não tarda a vir! E a condenação destes, não dormita! (II Pe 2:3)

Abraços carinhosos!

nEle

Carlos

23 de setembro de 2010 09:18 comment-delete

O Evangelho da prosperidade não ira fazer ninguém louvar a Jesus, ira fazer as pessoas louvar a prosperidade.

27 de dezembro de 2010 23:30 comment-delete