5 razões porque não devo tocar música secular no culto


Ultimamente tenho lido que algumas igrejas evangélicas tem no seu momento de louvor tocado músicas seculares. Lamentavelmente tornou-se comum o povo de Deus em meio a adoração, cantar as canções de artistas como Tribalistas, Tim Maia, Raul Seixas, Chico Buarque, J.Quest e outros compositores da música popular brasileira.

Diante deste fato inusitado a pergunta que fazemos é: Será isso correto? Por acaso está certo entoar canções deste naipe nos cultos evangélicos?

Bom, antes de qualquer coisa é preciso afirmar que não sou dualista sacralizando algumas atitudes e comportamentos bem como  demonizando outros. Alias, como reformado acredito que Deus estabeleceu o conceito de graça comum, e que esta é a fonte de toda, cultura e virtude que encontramos entre os homens, isto é, em outras palavras isto significa que Deus em sua infinita graça e bondade concedeu aos homens a capacidade de fazer coisas boas, dentre as quais podemos enumerar os talentos para a arte, música, oratória, literatura, arquitetura, comércio, invenções e etc. (Para ler mais sobre o assunto clique aqui), 

Caro leitor, o fato da graça comum ser uma doutrina no meu ponto de vista inquestionável, isso não me dá o direito de entoar canções seculares no culto.

Veja abaixo cinco motivos pelos quais acredito que não devemos entoar canções seculares nos cultos:

1-) As canções seculares não foram compostas para a glória de Deus. Na verdade, a base e constituição delas fundamenta-se exclusivamente no bem estar humano.

2-) As canções seculares não servem para adoração congregacional, visto não terem sido compostas por alguém regenerado pelo Espírito Santo. Nessa perspectiva o mesmo que entoa uma canção cuja letra dignifica Deus ou as causas do reino, é o mesmo que canta cânticos com impropérios e blasfêmias absolutamente antagônicas ao modelo de adoração ensinado pelas Escrituras.

3-) As canções seculares não servem para a adoração congregacional visto que o simples fato de entoá-las em nossos ajuntamentos aponta para a secularização da igreja, bem como a implementação dos valores deste mundo, cujo foco é o bem estar de quem canta e não a glória de Deus.

4-) As canções seculares não servem para a adoração congregacional pelo fato que sua base, inspiração e objetivo é promover entretenimento e satisfação do ouvinte, isso em falar é claro, da proposta politica e ideológica encontradas em algumas delas. 

5-) As canções seculares não servem para a adoração congregacional, pelo fato de que todas as vezes que louvores congregacionais foram entoados pelo povo de Deus, (tanto no Antigo Testamento, como Novo Testamento,) foram feitos por aqueles que o Senhor anteriormente havia salvado. Para confirmarmos essa premissa basta olharmos  para o livros de Salmos e Apocalipse que não veremos um  louvor sequer com músicas não compostas por crentes no Senhor.

Isto posto, concluo dizendo que estão equivocados todos aqueles que defendem, entoam e cantam músicas seculares em seus cultos e que mais do que nunca devemos referendar nossas liturgias e comportamentos na infalível Palavra do Senhor contrapondo-nos assim a qualquer ensino que fira a santidade de Deus. 

Lembre-se: Culto,  oferecemos a Deus e não a nós mesmos! Que tem que ser glorificado é ele! 

Pense nisso!

Renato Vargens

10 comentários:

Muito bom seu raciocínio. Parabéns!

2 de fevereiro de 2016 16:25 comment-delete

Excelente texto pastor. Não podemos misturar as coisas: culto à Deus deve ser prestado somente a Ele. Não tenho nada contra a musica secular(lógico depende da música ), mas eu ouço em casa! Não podemos confundir adoração com comodidade aos frequentadores de reuniões religiosas! Deus abençoe pastor!

3 de fevereiro de 2016 12:14 comment-delete

Concordo Pastor. Eu ouço musicas ditas "seculares", porém toca-las em cultos já é totalmente desnecessário. Pra tudo tem hora e lugar!

3 de fevereiro de 2016 14:55 comment-delete

Sede santos.pois Eu vosso Deus sou santo.

3 de fevereiro de 2016 22:30 comment-delete

Acho que certas músicas gospel é que nao deveriam ser tocadas nem na igreja e nem em canto nenhum do universo

4 de fevereiro de 2016 03:08 comment-delete

Típico. Dentro do Templo é uma coisa. Fora é outra.
Cristo derruba o Templo e ainda assim criam santuários e casa para Deus...

HP
4 de fevereiro de 2016 16:27 comment-delete

Mt. cantores mundanos fazem pacto com o diabo, para alcançar fama e sucesso e isto todo mundo sabe! Mt. deles recebem músicas psicografadas,isto acontece qd eles vão a um centro espírita,lá o bicho baixa no chefe do centro (ou vc não acreditam no diabo?) e faz a letra e a música pro cantor que foi lá (O Chico Xavier faz muito isto,ele morreu mas continua baixando nos centros) o que acontece com a maioria deles,ex: Fábio Junior, Paula Fernandes,Anita,Daniela Mercury,Ivete Sangalo,Sula Miranda,Roberto Carlos... é uma gama infinita ! E agora, como saber se a música secular que eu estou cantando(coisa que eu não faço nunca !) é do capeta ou não ? Não é pq mt músicas gospel não presta,que eu vou cantar essas músicas imundas!

8 de fevereiro de 2016 15:55 comment-delete

Ainda falando de cantores mundanos que fazem pacto com o diabo para fazer sucesso:Assistir ontem uma reportagem no fantástico, sobre a cantora Maria Betânia, que para desfilar na escola de samba a Mangueira, teve que pedir autorização aos seus orixás(demônios)! Com certeza as "belas musicas" que ela canta(MPB) foi o diabo que fez prá ela e que mt que se dizem cristãos cantam sem saber que tá emprestando a boca pro diabo usar.Segundo o apóstolo do amor, João, só existem duas classes de pessoas: as que servem a Deus e as que servem ao diabo I Jo 5:19.Não existe uma classe neutra ! Um conselho que vos dou: se ainda tens o cordão umbilical espiritual agarrado as musicas mundanas, pede ao Espirito santo que venha com a tesoura celestial cortar agora,em nome de Jesus!

15 de fevereiro de 2016 15:15 comment-delete

Adoraras somente o senhor teu !!!a fe vem pelo que se ouve! !
Vamos falar de Jesus e ouve jesus fala.

22 de julho de 2016 09:01 comment-delete

Este comentário foi removido pelo autor.

19 de janeiro de 2017 00:58 comment-delete