quarta-feira, fevereiro 03, 2016

Homens cristãos, não sejam bananas. Liderem suas casas


Nos últimos dias eu tenho refletido à luz das Escrituras sobre a crise de masculinidade em nossos tempos. Para compreender um pouco mais sobre o tema, sugiro que antes de ler este artigo, que leia os textos abaixo:

1-) Marido "banana" uma característica dessa geração de homens omissos (aqui)
2-) Homens que deixaram de ser homens, uma tragédia para a família (aqui
3-) Jornalista dinamarquesa desabafa: “europeus estão afeminados e as mulheres estão em perigo” (aqui

Pois bem, a crise existente nas famílias do Brasil se deve em parte ao fato de que os papéis tanto de homens como das mulheres foram invertidos. Na verdade, tem sido comum encontramos  homens omissos que oprimidos pelo empoderamento da cultura feminista abandonaram a liderança de seus lares delegando às mulheres a liderança espiritual de suas famílias. 

Ora, é claro que eu sei da importância da mulher no lar, bem como seu papel, contudo as Escrituras são claras em afirmar que cabe ao marido e pai, a liderança espiritual da família. Na verdade, os pressupostos bíblicos nos ensinam que a responsabilidade do pai é criar os filhos na disciplina e admoestação do Senhor. Deus colocou o homem como cabeça do lar (Efésios 5:23-24) e a mulher como sua auxiliadora (Gênesis 2:18) Portanto, quando o homem se omite ou delega essa responsabilidade a esposa, ele falha em sua missão. 

Talvez alguns ao lerem este post estejam dizendo consigo mesmos: "Que texto machista!". Ora, a estes respondo dizendo que de forma alguma o artigo é machista, mesmo porque, eu não estou defendendo a ideia de que os homens são melhores que suas esposas e sim, que possuem papeis diferentes. 

A Palavra de Deus é clara quanto a instrução de que os homens auxiliados por suas esposas devem conduzir seus lares e não o inverso. 

Isto posto, entenda que homens receberam da parte do Criador a missão de liderarem suas casas, o que deve ser feito com amor, sacrifício e respeito. Portanto, conclamo os homens, salvos por Cristo, que se levantem e conduzam no temor do Senhor suas famílias para a glória de Deus.

Pense nisso!

Renato Vargens
Cristine disse...

Os homens nunca assumiram o seu papel e isto não é um movimento somente desta geração. Minha mãe sofreu com homem "banana", minha avó também e minha bisavó.
O histórico de mulheres que lideram suas casas não é um evento corriqueiro e pasmem (!), os lares ditos cristãos são os que mais perpetuam este acontecimento.
O texto além de ser machista também carrega seu papel de silenciamento. O feminismo existe justamente porque o machismo existe (acredite). Mulheres feministas não sou elementos raivosos querendo a posição de um homem. Nós também queremos ser cuidadas, amadas, respeitadas. Mas sempre lidamos com homens meninos que aos 40 anos ainda brincam de bonecos.
Ensine os homens da sua igreja a serem machos, a lerem as escrituras e a obedecer o que Deus ensinou, depois, mas só depois fale em feminismo.

Guilherme Krug disse...

Mas e se olharmos pelo lado executivo, numa empresa você faz algo para alguém (no caso seu chefe, e é ele quem manda. Dentro de uma casa o filho e o pai fazem de tudo para a progenitora, o homem trabalha (segundo a sua doutrina), para trazer o alimento, que será entregue a mulher, então o homem esta fazendo algo para alguém. O filho a obedece sem pestanejar, seja por medo, respeito ou qualquer outra coisa. Na história o masculino sempre teve que mostrar que é mais forte perante outros masculinos, para agradar e conquistar quem? A mulher mais bela do bando. Então reflitam comigo, será que é a mulher que manda no mundo? E não o homem?

abraços

Pastor Renato Miranda disse...

Só ha um pró ativismo das mulheres, porq há uma negligência dos homens e, isso só acontece pois eles não conhecem as Escrituras..

leidiclerio cavalcante disse...

Eu só acho que começou dando errado quando se apossando de uma de nossas costelas, depois dos nossos corações e por fim de nossas vidas. Mais O Criador já sabia de tudo, e além disso os trabalhos aumentaram mais, e como fazemos algum teto e ali nos ajuntamos, a mulher tem sido a majoritária do lar....

Unknown disse...

A ausência do homem no lar é algo que acontece a muitas gerações, o homem coloca comida em casa e a mulher faz o resto como o o resto nao tivesse importância. Na a responsabilidade de tudo sempre ficou nas costas do"sexo frágil da casa" ,não bastando isso os homens da atualidade não tem capacidade de assumir um família financeiramente falando, logo toda responsabilidade cai mais uma vez sobre a mulher que assume tudo o que a deixa totalmente sobrecarregada .Homens tomem uma posição se não forem capaz de assumir um lar "esposa e filhos" não se casem continuem com seus pais .

Vandic de Queiroz Coqueiro disse...

Devo lembrar aos irmãos que estes movimentos feministas jamais lutaram contra a negligência de maridos bananas, mas sim pelo lugar que pertence ao homem na estrutura do lar. Baseando-se em uma suposta igualdade entre homem e mulher, o feminismo nega que o homem é o cabeça da família. Podem espernear à vontade, mas este papel foi dado por Deus ao homem, e isto não gera privilégios, mas sim responsabilidades. Homens bananas sempre existiram e existirão, mas o feminismo só piora este quadro.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only