O apóstolo Paulo estava errado.

 Por Renato Vargens

Foi exatamente isso que um pastor disse ao ser confrontado em seu erro através das Epístolas Paulinas. Para piorar o situação o profeteiro de GEZUIZ afirmou que Paulo era um machista, portanto não teria autoridade para afirmar algumas coisas relacionadas ao ministério feminino. 

Pois é, outro dia, um dos apóstolos modernos ao pregar na televisão sobre a carta de Pedro, teve a cara de pau em afirmar que se ele pudesse conversar com Pedro ele o exortaria  dizendo que Pedro errou ao escrever ao afirmar algumas doutrinas em sua espístola.


Caro leitor, que loucura é essa? Quem essa corja pensa que é? Sinceramente esses apóstolos se sentem acima do bem e do mal. Será que eles de fato pensam que possuem este poder todo? Será que eles acreditam que são maiores do que as Escrituras?

Confesso que fico enojado com essa raça de gente podre que só pensa em dinheiro e que acha que pode mandar em Deus relativizando a sua Palavra.

Ora, vamos combinar uma coisa? Esses caras estão loucos! Lamentavelmente para esse pessoal relativizar as Escrituras virou moda. Há pouco um pastor me disse o seguinte a respeito da Bíblia, isso aqui não vale de nada, é puro papel! O que importa é ouvir a voz de Deus no meu coração, ainda que aquilo que Ele fale seja diferente daquilo que a Bíblia ensina.

Pois é cara pálida, dias dificeis os nossos! Eu diferentemente deste povo prefiro afirmar o que Lutero afirmou: "Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida quanto para o que há de vir"

Soli Deo Gloria!

Renato Vargens

11 comentários:

Como assim? Esses caras estão se afogando dentro das suas loucuras. Além disso, estão tentando alienar outras pessoas. Coitados. A palavra de Cristo é digna de toda aceitação. De TODA aceitação. oda não é metade. É completa!

1 de outubro de 2011 14:02 comment-delete

Eu gostaria de saber quem foi o suposto apóstolo que disse essa asneira?

1 de outubro de 2011 14:07 comment-delete

É o "evangélio" espúrio pastor Renato. Muito provávelmente preocupado com os "evangélios" que já em seu tempo, povoavam As "PREGAÇÕES" proferidAs em PÚLPITOS DE alguns “GUETOS EVANGÉLICOS” COM ENSINOS doentios, e SEM O MÍNIMO DE APROFUNDAMENTO E REFLEXÃO BÍBLICO-TEOLÓGICA, DESTILANDO DISCURSOS que geravam E CONTINUAM GERANDO muitas patologias e perspectivas esquizofrênicas em relação ao EVANGELHO, QUE ATRAVESSOU A HISTÓRIA E CONTINUA DE FORMA EXACERBADA EM NOSSO TEMPO, escreveu o seguinte:
"Somos de opinião, que se o próprio Jesus, e tão somente Jesus com a Palavra estivesse em nosso meio na pregação, seria um grupo de pessoas a escutar a palavra, e outro grupo a rejeitá-la. Isto não significa que a pregação da igreja tenha deixado de ser a Palavra de Deus, no entanto,quantos sons estranhos, quantas leis humanas,duras. Quantas esperanças falsas e falsos consolos, turvam ainda a cristalina mensagem de Jesus, dificultando a decisão autêntica. a culpa não deve ser procurada exclusivamente nos outros, quando acham dura e difícil a pregação mesmo que esteja carregada de fórmulas e conceito estranhos aos ouvintes. Não é propriamente a palavra de cristo da qual querem se esquivar, mas é, que entre eles e Cristo, há tantas coisas humanas toda institucionalidade, muita doutrinação. Nos tornamos às vezes, como igreja, impecíclio para a Palavra de Jesus, apegando-nos demasiadamente a determinadas formulações há uma pregação por demais estereotipada conforme a época, conforme o local, a estrutura social, pregando quem sabe, em termos dogmáticos, mas alheios à realidade da vida,repetindo sempre de novo, certos conceitos bíblicos, todavia, relegando ao esquecimento palavras importantes, pregando apenas as nossas opiniões e convicções pessoais e pregando muito pouco, a Jesus Cristo.E vem muito mais "mau cheiro" por aí pastor uma vez que a cada dia cresce mais o analfabetismo bíblico, na história das "igrejas evangélicas". Que Deus tenha misericórdia dessa corja, e apiede-se de suas almas, quando no final de tudo, no ponto ômega da história, for cobrado a eles uma resposta responsável pelos seus atos espúrios.

pr. Moisés Fontoura

1 de outubro de 2011 15:49 comment-delete

sou totalmente contra ficar falando mal de outros pastores, mas confesso que fiquei muito curioso para saber quem são as peças raras que fizeram esses comentários... Aff, quem eles pensam que são?sou totalmente contra ficar falando mal de outros pastores, mas confesso que fiquei muito curioso para saber quem são as peças raras que fizeram esses comentários... Aff, quem eles pensam que são?

1 de outubro de 2011 16:48 comment-delete

Infelizmente muitos estão sendo enganados por esses cães (falsos pastores) que tentam diminuir o poder da palavra de Deus.
O profeta Isaías já alertava o povo a respeito desses cães (Is 56:10-11) e Ezequiel tb (Ez 34), e esses cães ficarão de fora (Ap 22:15).
E Paulo tb alertou que muitos ouviriam a esse cães, muitos procurariam doutrinas que os agradasse, um evangelho fácil, nada de correção, nada de "tocar da ferida", nada de negar-se a si mesmo e carregar a cruz, apenar agradar o ego... isso tudo está muito longe do evangelho do reino que foi pregado por Jesus... misericórdia Senhor!!!
"Porque chegará uma época quando as pessoas não ouvirão a verdade, mas andarão de um lado para outro procurando mestres que lhes digam apenas aquilo que desejam ouvir." (2Tm 4:3)

1 de outubro de 2011 18:57 comment-delete

Quando nao existe principios, digamos, como sola scriptura, entao tu e possivel.

2 de outubro de 2011 09:26 comment-delete

Concordo com o Claudio, também gostaria de saber o nome dos "bois", já que estamos ouvindo os "berros".

2 de outubro de 2011 09:28 comment-delete

Graça e paz!

Pr. Renato,

Acabo de chegar da EBD, e ao ler a postagem faço aqui menção de um dos textos abordados na EBD de hoje, que é Romanos 1. 18-20

vs 18 - "Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça." [RC]

Relacionado ao vs. mencionado acima: A injustiça/pecado dos homens, os leva a deter a verdade e sustentar falsos pontos de vista sobre os ensinamentos da Bíblia, pois estes sabem que a verdade exigiria deles que se arrependessem de seus atos, o que não querem.

Para meditação de todos: II Timóteo 3. 16-17 e II Pedro 1. 19-21

Em Cristo,
André Gonçalves.

2 de outubro de 2011 11:44 comment-delete

Só posso dizer que esta é a realidade triste e infelizmente real..infelizmente já vivida por mim mesmo em minha escuridão e trevas em que me encontrei....O que creio ,hoje,além de outras coisas,é que há muitas pessoas que estao nessas "gaiolas" e " arapucas" que,pela coação,medo e conformismo....ali ficam,mesmo .as vezes,VENDO O ERRO...estão como certos romanos católicos que sabem das heresias de lá..mas,afinal de contas...etc,etc,,,e assim mais fazem perpetuar isto que está ai..Na prática,temos que oferecer a verdade,sem meias ,mas ESTIMULAR AS PESSOAS ,ENSINANDO QUE MESMO ELAS ESTANDO AÍ NESTES LUGARES QUE SE FAZEM CHAMAR IGREJAS E NÃO SÃO,A SAÍREM!!SIM,SAÍREM DALI.A DIZEREM UM NÃO,EM ATOS.
E..oferecermos a verdade,sem também tanta frieza,como as vezes passa ao buscarmos a retidão e o saber e...esquecemos do AMOR...afinal,que homem de Deus podemos ser,ou nos dizer tais,se não EFETIVAMENTE ,RESGATARMOS O POVO SINCERO QUE ESTÁ NAS MÃOS DESTES MERCENÁRIOS E MILIONÁRIOS DA FÉ???
AÍ ESTÁ,O GRANDE DESAFIO.....QAue o Senhor nos ilumine..Excelente,Renato.Valeu!!
SOLI DEO GLÓRIA!!!!

2 de outubro de 2011 21:48 comment-delete

Que escrituras minha gente?
A Bíblia só foi estabelecida canonicamente dois séculos e alguns anos depois da morte dos apóstolos. Nenhum apóstolo sequer teve conhecimento de sua existência e a própria Bíblia não fala sobre si mesma nem profetiza sobre si mesma. Essa ideia de que a Bíblia é infalível e regra de fé e prática não tem respaldo nem nela mesma.

9 de abril de 2013 02:05 comment-delete

Que escrituras?
A Bíblia só veio existir canonicamente(e ser aceita) dois séculos e alguns anos depois da morte dos apóstolos. Nenhum apóstolo sequer teve noção da existência dela e a própria Bíblia não tem profecia alguma sobre si mesma. Essa ideia de que a Bíblia é infalível e que ela é regra de fé e prática não tem respaldo nem na própria Bíblia.

9 de abril de 2013 02:07 comment-delete