Quem mandou abandonar a Palavra de Deus.

Por Renato Vargens
Infelizmente parte da Igreja evangélica não tem conseguido disseminar de forma efetiva entre seus membros a Palavra de Deus. Sem sombra de dúvidas afirmo que em algumas das denominações cristãs existem um enorme desconhecimento das doutrinas básicas do cristianismo. Junta-se a isso o fato de que a tradição religiosa, as experiências místicas, além de técnicas terapêuticas e estratégias de marketing, tem servido como bússola e orientação àqueles que se denominam cristãos levando-os as mais absurdas distorções.

Como não poderia deixar de ser, a soma destes fatores tem corroborado com o surgimento de significativos distúrbios na comunidade da fé, e isto se percebe nitidamente em nossos cultos, onde o evangelho pregado é extremamente humanista. 

Quanto aos louvores ministrados em nossas assembléias, o que se vê são grotescos desvios teológicos, onde através de estapafúrdias canções, mandamos e desmandamos em Deus. Tenho a impressão que o chamado movimento gospel criou através de sua liturgia um novo sacramento, denominado louvor. Para estes, ainda que inconscientemente a adoração com música transformou-se num meio de graça, onde mediante canções distorcidas teologicamente, os crentes são levados a um estado de catarse.

Caro leitor, creio veementemente que boa parte dos nossos problemas eclesiásticos se deve ao fato de termos abandonado a margem da existência as Escrituras. Não tenho a menor dúvida de que somente a Bíblia Sagrada é a suprema autoridade em matéria de vida e doutrina; só ela é o árbitro de todas as controvérsias, como também a norma para todas as decisões de fé e vida. É indispensável que entendamos que a autoridade da Escritura é superior à da Igreja, da tradição, bem como das experiências místicas adquiridas pelos crentes. Como discípulos de Jesus não nos é possível relativizarmos a Palavra Escrita de Deus, ela é lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos. 

O reformador João Calvino costumava dizer que o verdadeiro conhecimento de Deus está na bíblia, e de que ela é o escudo que nos protege do erro. 

Em tempos difíceis como o nosso precisamos regressar à Palavra de Deus, fazendo dela nossa única regra de fé, prática e comportamento, até porque, somente assim consiguiremos corrigir as distorções evangélicas que tanto nos tem feito ruborizar.

Soli Deo Gloria,

Renato vargens

8 comentários:

Quem mandou irmão?

O próprio "povo de Deus"!


Infelizmente não vemos mais aquela vontade de sermos transformados e acabamos vendo a vontade de transformarmos o que já é e sempre foi.
Vitória, vitória e o que mais? Benção.
Cadê a mudança de caráter e a transformação de vida? Estão na Palavra Viva; ela mesma acaba sendo subjugada. A troco de que?
O preço a ser pago é alto. Muito alto.

Que o Senhor Jesus continue nos guardando as mentes.

11 de setembro de 2010 01:07 comment-delete

Amém. Não só nos tempos difíceis. Em todo tempo deveríamos estar sempre lendo a Palavra, meditando e buscando respostas na Palavra do Senhor!

Deus abençoe

11 de setembro de 2010 18:02 comment-delete

Pastor Renato, mais uma vez nos trazendo palavras de sabedoria, Graças a Deus.

Quem me conhece e lê esse post vai achar que eu andei conversando contigo.
Tenho percebido tudo isso e não consigo mais aceitar essas coisas.
Cresci na igreja, mas pra mim isso não quer dizer nada, pois cresci aprendendo religião, agora passo por um momento difícil porém libertador.

Graças a Deus a Igreja de Cristo, tem pessoas destemidas que sabem falar e falam.

Grande abraço!!!!

11 de setembro de 2010 19:49 comment-delete

Fico feliz quando leio artigos como esse, que fala da importancia que a Palavar de Deus tem em nossas vidas. Estamos vivendo dias em que muitos nao tem prazer na lei do Senhor, e quando o homem despreza a palavra de Deus, ele começa a criar suas proprias regras de conduta, por isso temos visto tantos desvios da verdade, no meio do povo de Deus.

11 de setembro de 2010 22:43 comment-delete

Boa noite!! Tenho um blog Vivendo pela Palavra, li seu artigo e gostei muito, e quero saber se posso publicar no meu blog, estarei colocando a fonte de pesquisa os creditosdo autor.

Atenciosamente

Irismar Oliveira

11 de setembro de 2010 23:16 comment-delete

Mas o que choca ainda mais não é as pessoas não levarem a palavra de Deus a sério e sim não ter temor do que ele pode fazer. Conheço pessoas do meio cristão, muitas delas líderes, que deveriam ser referência, mentindo, fazendo fofocas e sendo falsas com as próprias amizades, que dizem que amam, e na verdade fazem tais atitudes por ciúme, inveja e outros comportamentos que a palavra de Deus diz ser procedência do mal... Infelizmente muitos brincam de ser cristãos, de ser servos e isso vai trazer consequências ruins para as vida deles mesmo.

A igreja precisa orar por um avivamento de verdade!

Anônimo
12 de setembro de 2010 07:52 comment-delete

A Paz do Senhor.

o engraçado é que esse gado gospel toma atitudes iguais à certas igrejas/religiões que eles criticam. Criticam a ICAR, mas possuem verdadeira adoração pelos seus líderes que não podem e não aceitam ser questionados; criticam o baixo espiritismo, mas adoram o tal do Reteté ou Reprepré.
E, não adianta dizer que está na Bíblia. Se o líder falou, está falado e a Bíblia está errada.

13 de setembro de 2010 12:42 comment-delete

A Paz do Senhor!

Louvado seja o Senhor! Ainda existe homens como o Pastor Renato Vargens, que procura viver e pregar a verdade da palavra de Deus!Foi um prazer conhece-lo pessoalmente em minha igreja, onde palestrou no dia 11/09.
Seu livro( Cristianismo ao gosto do Freguês) é muito interessante!Abre nossos olhos para todas " aberrações" que estão acontecendo e muitas igrejas, que não tem compromisso com a verdade das escrituras.

16 de setembro de 2010 01:37 comment-delete