sábado, junho 11, 2011

Série: conversando sobre sexo - Parte 1

O sexo: da  idade média aos dias atuais.
 Por Renato Vargens

Na idade média a visão sobre o sexo era absolutamente equivocada. Graciano, monge italiano que viveu no final do século 11, pregava que o Espírito Santo saía do quarto quando o casal praticava o ato sexual. Quanto à abstinência do sexo, era ensinado que não se poderia ter relacionamentos sexuais nos dias santos, como também em alguns dias úteis da semana, como, quinta-feira, porque Jesus for a preso numa quinta. Em respeito à crucificação, não se podia ter relações nas sextas-feiras; nem no sábado, porque tradicionalmente era o dia dedicado a Virgem Maria; naturalmente, no Domingo também não seria possível, porque Jesus ressuscitou num Domingo; nem na segunda-feira em respeito aos falecidos. Sobravam então a terça e a quarta-feira onde os casais poderiam praticar sexo com vistas à procriação.

A Reforma Protestante do século 16 resgatou uma visão mais saudável da Sexualidade, observando que o homem e a mulher possuem necessidades de ordem sexual a nível físico, emocional e espiritual. Entretanto, em virtude da ignorância, a desinformação e a má orientação das idéias, oriunda de séculos de desinformação proporcionaram a perpetuação de uma visão "bestializada" das relações sexuais.

Vale a pena ressaltar que neste periodo em algumas comunidades cristãs existiam senhoras idosas que eram verdadeiras "propagadoras da frigidez". Tais mulheres, visitavam as noivas antes do casamento para informá-las acerca do que se chamava "os fatos da vida", bem como que o ato sexual era do casamento a parte mais desagradável e detestável. Entretanto, diziam, todas as esposas tinham que se conformar com tal situação.

Caro leitor, a sexualidade sempre foi um assunto extremamente polêmico, e infelizmente é a causa de muitos problemas conjugais, inclusive entre os cristãos. Entretanto, ao contrário do que afirma alguns desvairados, Deus gosta de ver seus filhos aproveitando a bênção do sexo, até porque, do ponto de vista bíblico, o Criador nos deu o sexo para que também houvesse satisfação e prazer. Nesta perspectiva afirmo que o sexo no casamento não é sujo, nem tampouco os que o praticam desagradam o Senhor. O sexo é uma benção de Deus para o matrimônio, e não fora dele. Desfrutar de relações intimas e sexuais é privilégio de casais casados, e os que o fazem, desfrutam do maravilhoso propósito de Deus.

Pense nisso!

Renato Vargens
Márcio Alexandre disse...

Mto bom texto Pr. Renato
Nós temos q aproveitar o Melhor de Deus para nossas vidas conjugais sem esses besteirol q mtos pregam.
Deus te abençoe sempre!!

Claudia Nunes disse...

Concordo contigo, irmão. Tenho um irmãozinho na fé, novo convertido, que diz que sexo pra ele tem que ser com "ordem e decência" e um monte de coisas 'não' pode fazer. Bem, ele ainda é solteiro e um rapaz apenas. Espero que quando esteja maduro para contrair matrimônio já tenha percebido os propósitos de Deus para a união de um homem e uma mulher. Eu falei pra ele que caso não estudasse mais e repensasse suas convicções, ele seria um "corno gospel" (não me contive, mas pedi perdão a ele, rsrs). Graça e Paz.

andre disse...

Sexo é o presente de DEUS para os casados, para procriação e para a perpetuação do amor de DEUS que os une, uma vez que ali são feitos uma só carne de fato.


O engraçado é que estes mesmos que incurtiam pensamento contrários ao sexo, eram hipócritas e o praticavam com pessoas que não eram seus cônjuges e até bestialmente (com animais), com empregados e escravos, homossexualismo.

Anônimo disse...

Caro Pastor Renato Vargens, a Paz do Senhor.
Meu nome é Jeanderson Alves e tenho visitado o seu blog esporadicamente, e lendo sobre este texto gostaria de lhe fazer um pergunta que há muito tenho buscado uma resposta à luz das Escrituras, mas não a encontro.
Numa relação sexual entre um casal pode acontecer "de tudo"? (como afirmou um certo pastor da mídia há algum tempo), o sexo oral e anal e consentido dentro de uma relação saudável no casamento?
Por favor pastor Renato, me explique ou pelo menos me indique de que forma eu posso encontrar respaldo na Bíblia para afirmar isso.

Anônimo disse...

Pastor, sempre tem algum pastor que prega que sexo entre solteiros quando há compromisso não é pecado. Outra questão: que conselhos dar aos que esperam no Senhor um matrimônio e querem se manter puros, embora já tenham tido vida sexual ativa. É muito difícil segurar, principalmente quando o homem gosta de provocar e se segura menos que a mulher, pelo menos comigo é assim.
Marcia

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only