Quando o pastor se transforma em político.

Por Renato Vargens
Bastam as eleições se aproximarem, que se torna absolutamente comum aparecer nos arraiais evangélicos, pastores afirmando que receberam um chamado especial da parte de Deus para se candidatar a algum cargo publico. Entretanto, a história recente do Brasil nos mostra que a chegada de políticos evangélicos a cargos públicos não tem feito diferença na ética política do país, isto porque, o universo político evangélico não constitui, uma referência ética à sociedade brasileira. Basta ver que, nos últimos anos, o envolvimento da maioria dos evangélicos com a política produziu mais males do que benefícios.
Lembro que certa feita enquanto oficializava uma cerimônia fúnebre, um destes “pseudos-politicos-cristãos”, solicitou-me uma pequena oportunidade para que publicamente pudesse demonstrar sua solidariedade à família enlutada, além obviamente de falar de sua candidatura à Câmara Municipal da Cidade. Fato que obviamente não permiti.
Em época de eleição é comum receber a solicitação de inúmeros pastores, os quais em nome de “Deus”, advogam a crença de que o Todo-Poderoso os convocou a uma missão hercúlea, a qual somente eles conseguirão viabilizar. Tais cidadãos fazem uso de chavões e de frases prontas do tipo: "Somos cabeça e não cauda", “ A política brasileira precisa de homens de Deus”, e etc.
Ora, não acredito em messianismos utópicos, nem tampouco em pastores especiais, que trocaram o santo privilégio de ser pregador do evangelho eterno por um cargo público qualquer. Não estou com isso afirmando de que o crente em Jesus não pode jamais concorrer a um cargo público. Tenho convicção de que existem pessoas vocacionadas ao serviço público, as quais devem se dedicar com todo esmero a esta missão. No entanto, acredito que o fator preponderante a candidatura a um cargo qualquer, deve ser motivada pelo desejo de servir o povo e a nação, jamais fazendo do nome de Deus catapulta para sua projeção pessoal. Agora, se mesmo assim o pastor desejar candidatar-se, que deixe o pastorado, que não misture o santo ministério com o serviço público, que não barganhe a fé, nem tampouco confunda as ovelhas de Cristo com o gado marcado para o abate. Que não comercialize aqueles que o Senhor os confiou, nem tampouco se locuplete do nome de Deus a fim de atingir seus planos e objetivos.
Encerro este artigo lembrando do pastor Billy Graham que ao receber o convite para concorrer à presidência da República dos Estados Unidos da América, recusou dizendo: “Por acaso eu trocaria o Santo Ministério da Palavra de Deus por um cargo tão insignificante?”
Pois é cara pálida, ouso afirmar que infelizmente alguns dos nossos pastores ao contrário do Dr. Billy Grahan aceitariam o convite na hora.
Pense nisso!
Renato Vargens

7 comentários:

Deixar de cuidar de ovelhas para se unir a lobos ?, é importante que se tenha representante da fé cristã nos meios politicos, porém se o camarada teve o chamado pastoral como migrar para politica ?, a vaidade humana estará sempre em vigor, que volte o SENHOR JESUS com toda sua GLÓRIA para aniquilar toda hipocrisia.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

GILBERT RAPOSO
24 de julho de 2009 23:10 comment-delete

Ecxelente comentário, porém pior que estes que querem se promover misturando o Santo do profano é o que se diz Santo deixar que usem a igreja do Senhor para divulgar o que é não Santo!Se não existe a procura acaba a oferta!
A Paz do Nosso Senhor Jesus seja conosco!

25 de julho de 2009 01:41 comment-delete

Pastor.
Estou maravilhado com sua posição.
Realmente o que vemos hoje em dia nada mais é que profissionais de púlpito.
Estão lá para ganhar dinheiro!
Senhor Jesus, por favor, volte logo, pois estamos em aperto.
Que Deus o continue usando para mostrar as verdades.
Abraço.
Jerônimo de Rio claro SP

25 de julho de 2009 21:20 comment-delete

Excelente Pastor!

Muito obrigado!!!

Continue...........

Em Cristo !!!

Dios te bendiga

Samuel Lima

28 de julho de 2009 02:07 comment-delete

Realmente;Os pastores são homens escolhidos por Deus para cuidar de suas ovelhas quando ele se envolve no mundo da politica esta se contaminando com a hipocrizia do mundo .coisa esta que Deus abomina.
o pulpito é lugar consagrado para palavra de Deus;ja mais pode virar palanque de politicos mentirosos e corruptos que é isso que tem muito neste Brasil a fora; Pessoas usando o nome de Deus para se dá bem.Mas o senhor na sua infinita misericordia está vendo tudo e sua justiça é infalivel.

16 de setembro de 2009 23:10 comment-delete

Realmente;Os pastores são homens escolhidos por Deus para cuidar de suas ovelhas quando ele se envolve no mundo da politica esta se contaminando com a hipocrizia do mundo .coisa esta que Deus abomina.
o pulpito é lugar consagrado para palavra de Deus;ja mais pode virar palanque de politicos mentirosos e corruptos que é isso que tem muito neste Brasil a fora. só Jesus vindo buscar seus escolhidos.

16 de setembro de 2009 23:13 comment-delete

Resposta muito sábia de Billy Graham.

Stefan Zakowski
szakowski@bol.com.br

Anônimo
18 de novembro de 2009 11:14 comment-delete