quarta-feira, julho 22, 2009

Por acaso podemos chamar os músicos da igreja de levitas?

Por Renato Vargens


Desde que Cristo me converteu tenho ouvido por parte de alguns líderes evangélicos que aqueles que ministram o louvor com música na Igreja são levitas do Senhor.

Como já escrevi anteriormente algumas comunidades evangélicas tem uma enorme facilidade de judaizar o Evangelho de Cristo. Vale a pena ressaltar que em nenhum lugar do Novo Testamento encontramos a referência de que ministros de música, cantores ou instrumentistas sejam considerados como levitas do Senhor.

Dentro deste contexto gostaria de reproduzir parte do excelente artigo escrito pelo pastor Natanael Rinaldi, apologista do CAPC.

Segundo Rinaldi o conceito de "levita” foi tomado por empréstimo de Israel e do Velho Testamento. Originalmente, "levita" significa "descendente de Levi", que era um dos 12 filhos de Jacó. Os levitas começaram a se destacar entre as 12 tribos de Israel por ocasião do episódio do bezerro de ouro.

 Quando Moisés desceu do monte e viu o povo entregue à idolatria, encheu-se de ira e cobrou um posicionamento dos israelitas. Naquele momento, os descendentes de Levi se manifestaram para servirem somente ao Senhor (Êx 32:26). Daí em diante, os levitas se tornaram ministros de Deus. Dentre eles, alguns eram sacerdotes (família de Aarão) e os outros, seus auxiliares. Embora os sacerdotes fossem levitas, tornou-se habitual separar os dois grupos. Então, algumas vezes em que se fala sobre os levitas no Velho Testamento, a referência se aplica aos ajudantes dos sacerdotes. 

Seu serviço era cuidar do tabernáculo e de seus utensílios, inclusive carregando tudo isso durante a viagem pelo deserto (Números capítulos 3, 4, 8, 18). Naquele tempo, os levitas não eram responsáveis pela música no tabernáculo. Muito tempo depois, Davi inseriu a música como parte integrante do culto. Afinal, ele era músico e compositor desde a sua juventude (I Sm 16:23). Então, atribuiu a alguns levitas a responsabilidade musical. Em I Crônicas (9:14-33; 23:1-32; 25:1-7), vemos diversas atribuições dos levitas. Havia então entre eles porteiros, guardas, padeiros e também cantores e instrumentistas (II Crônicas 5:13; 34:12). 

Em se tratando o título levita ao Antigo Concerto não é próprio chamarmos os músicos e cantores como integrando um corpo ministerial estranho ao Novo Concerto, até porque, segundo as Sagradas Escrituras todos aqueles que confessam a Cristo foram feitos por Ele, reis e sacerdotes. Portanto afirmar que os músicos são levitas do Senhor afrontam de modo substancial o ensinamento bíblico e cristão.

Pense nisso!

Renato Vargens
Gilbert disse...

Então podemos dizer que Levitas são todos que contribuem para manutenção da casa do SENHOR.

Renato Vargens disse...

Caro Gilbert,

Mais do que isso. Levitas somos todos nós! Todos somos sacerdotes diante de Deus. Todos temos acesso ao trono da graça mediante Jesus Cristo.

Abraços,

augusto elias disse...

Sim,agora entendo,levita somos todos nós.
QUE DEUS ESTEJA CONOSCO!

Dougllas knnor disse...

Muito interessante nunca tinha visto por esse ponto de vista.
Nois quando entramos para o meio cristão ,somos ensinados da forma "padrão" e as vezes infelizmente nem prestamos atenção para que a biblia fala.
adorei o post e o esclarecimento a paz

Danielrq.net disse...

Então tirem a música da igreja. Pois ela é somente tratada como um serviço ao Senhor no AT. E ai? O próprio Pr.Vargens disse que levitas somos todos nós...e deveríamos agir como tais! Todos servem! E os músicos também servem como músicos(não só como músicos mas também) Toda a igreja é chamada ao serviço pois todo o Sacerdote é um levita. Simples assim! Não usem também então o termo sacerdote porque isso é do AT.

Rafael disse...

Gostei Renato.

Filipe disse...

Gostei Danielrq

L. H. Dessart disse...

Danielrq, não entendi...
No livro de Apocalipse, João diz que, pelo sangue de Cristo, fomos feitos reis e sacerdotes...
Se for assim, o termo sacerdote está, sim, no NT, e refere-se a nós, sim. (Ap. 5:10, 20:6)

rosilene disse...

sobre o texto ja a havia questionado, mas acho muito forte quando se diz "esquisitices da musica gospel" a biblia diz que o que realmente importa e que adoremos em espirito em verdade, porem o nosso Deus trabalha com ordem alguns ele chamou para pastores, outros para presbitero outros para doutores... e por ai vai ele continua escrevendo a sua historia atraves de nossas vidas enão foi ele quem direcionou a Davi de uma forma difernciada? Assim pode tambem nos conduzir em espirito ele aperfeiçoa como ele que o importante e termos como base a sua palavra e não mundanizar a adoração afinal o musico pode ser o levita (sentido de conversão)se ele estiver na base ou seja emCristo como um verdadeiro adorador, acho que e melhor o que louva nas igrejas serem chamados de levitas do que simples musicos como no mundo.afinal nos fazemos a diferença e o nome de levita e um titulo especial para aqueles que adorem ao DEUS vivo.

fiquem na paz.

Quézia disse...

Olá, concordo com o Pastor, mais acho que muita gente não entendeu.
Eu faço parte do ministério de louvor, e aprendi que o irmão que porteiro ou a zeladora da igreja, tem o mesmo direito que eu de ser chamados de Levitas, levita ao meu ver é todo aquele que faz a obra, seja no altar ou lavando o banheiro da igreja.

Re Brait disse...

concordo plenamente!
precisamos mudar este conceito errado que foi aplicado na cabeça da Igreja.

Atirador Faisca disse...

moral da historia...na hora de cantar e tocar todo mundo quer ser levita mas na hora de limpar o banheiro...

Zilton Alencar disse...

Levita todo mundo quer ser... Gibeonita, carregando água e lenha para a casa do Senhor, ninguém quer...

BLOG DO PR.DOUGLAS disse...

Pr. Renato, há anos tenho batido com os músicos de nossa congregação e com todos os que deparo colocando os ministros de música da igreja como levitas. pois no A.T. levitas não eram apenas os músicos, mas todos os que executavam qualquer serviço no Templo. Esta é mais uma das consequências da tentativa desse movimento judaizante que tem infestado a igreja nestes últimos tempos. Muito conveniente o seu artigo. Graça e paz...

Izaldil Tavares de Castro disse...

Tambem ja tratei desse assunto em meu blog (http:prof2tavares.blogspot.com). Estou em pleno acordo com o pr. Renato Vargens. tambem ja escrevi sobre a mania de chamar "pulpito" de "altar": uma reminiscencia do romanismo.

Georges disse...

Duas considerações importantes sobre os "levitas":
1 - se a "igreja" quer manter os "levitas", a despeito de toda a sua impertinência no contexto neo-testamentário, então deve sustentá-los integralmente, e isso inclui, como bem lembrado pelos comentaristas, não apenas os músicos, cantores etc., mas também os porteiros, zeladores, "o cara do som". Aliás, esse é o motivo da repreensão de Malaquias, se lermos com atenção. Os ladrões do cap. 3:10 não são os dizimistas, mas sim os sacerdotes que não distribuíam o dízimo corretamente aos levitas, que assim debandaram. Por isso a promessa de haver mantimento na Casa de Deus. Eu, por exemplo, fui "do louvor" por muitos anos e nunca me deram nem o da condução ou do lanche... também, eu era burro e não lia a Bíblia com discernimento, senão...
2 - se os levitas não são mais parte da Igreja, onde não há judeu nem grego, também não existe mais a figura do sacerdote, nem do templo. E, por conseguinte, não há mais necessidade de recolher dízimos, posto que este era para sustento dos... levitas e sacerdotes! Então, erra quem defende o fim dos levitas mas defende a cobrança de dízimos. Uma coisa leva à outra. O arrecadado nas reuniões cristãs deve ir integralmente para sustento de quem vive exclusivamente da obra e dos pobres e necessitados. Aliás, é o que o NT ensina.
Ou não?

Cheriston Freire disse...

Não. Você não entendeu Quézia. O Pr. Renasto Vargens, diz que NINGUÉM pode ser chamado de levita mais, pois o novo testamento não faz referência a isto.

Discordo dele, pois sendo assim a promessa de Deus a Davi foi invalidada:

Jeremias 33.17-22

Cheriston Freire disse...

O Pr. Renasto Vargens, diz que NINGUÉM pode ser chamado de levita mais, pois o novo testamento não faz referência a isto.

Discordo dele, pois sendo assim a promessa de Deus a Davi foi invalidada:

Jeremias 33.17-22

Josivaldo M. Silva disse...

Depende, se for dar o mesmo tratamento ao cristão que louva como se fosse levita do neotestamentario, fica impróprio o termo, mas se for apenas uma alusão em memória dos levitas instituídos por Davi, que eram músicos, não se acha nisso problema de cunho herético.

El Misionero Matsuura Junichiro a.k.a. Marcos Freybert disse...

Não. Nós NÃO PODEMOS fazer isso. Definitivamente, nós NÃO TEMOS O DIREITO de chamar os músicos de levitas, pois NÃO SOMOS descendentes DIRETOS de Levi, que era um dos doze filhos de Jacó. Entendamos isso de uma vez, e paremos com essa PALHAÇADA de querer judaizar a Igreja.
VAMOS NOS CONVERTER!!!!

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only