quinta-feira, julho 23, 2009

Dicas para construção de uma família feliz. - Parte I

Gentileza gera gentileza
Por Renato Vargens

Os que vivem neste mundo pós-moderno se caracterizam por um estilo de vida hedonista onde o que importa é satisfazer prioritariamente suas vontades, independente de que isso signifique atropelar conceitos, idéias e pessoas. Infelizmente as relações neste inicio de século XXI se fundamentam em trocas e barganhas onde o mais importante é descobrir o que eu posso ganhar e lucrar. Aliais, você já se deu conta que os relacionamentos interpessoais estão absolutamente desprovidos de afetividade, respeito, generosidade e gentileza? Por acaso já percebeu que a filosofia reinante nos corações é a da farinha pouca, meu pirão primeiro?

Há pouco li a história de um casal que tomava café da manhã no dia de suas bodas de prata. A mulher passou a manteiga na casca do pão e o entregou para o marido, ficando com o miolo. Ela pensou: "Sempre quis comer a melhor parte do pão, mas amo demais o meu marido e, por 25 anos, sempre lhe dei o miolo. Mas hoje quis satisfazer meu desejo. Acho justo que eu coma o miolo pelo menos uma vez na vida". Para sua surpresa, o rosto do marido abriu-se num sorriso sem fim e ele lhe disse: - Muito obrigado por este presente, meu amor. Durante 25 anos, sempre desejei comer a casca do pão, mas como você sempre gostou tanto dela, jamais ousei pedir!

Caro leitor, a história em questão nos ensina que o amor deve ser generoso e não egoísta. Durante vinte cinco anos, ambos se preocupavam mais em satisfazer o outro do que a si mesmo. Para eles o mais importante era a satisfação do parceiro do que a própria satisfação pessoal.

Como já escrevi inúmeras vezes a gente colhe o que planta. Ninguém que planta batatas, colherá cenouras. Quem semeia gentileza, colherá gentileza, em contrapartida, o que semear discórdia e egoísmo colherá frutos podres e desagradáveis.

E você, de que maneira tem se relacionado com sua família?

Renato Vargens
Aline Silva. disse...

Com certeza!!
Eu tenho vivenciado isso no meu casamento.Um pouco mais de 1 ano e meio de casada, as coisas começaram a mudar pra mim percebi que não conseguiamos fazer as coisas um para o outro com tanta facilidade, e depois com livros e base na palavra de Deus, fui ensinada por Cristo a agir desta forma! Com gentileza, com amor, mesmo se eu não recebesse da mesma forma. Isso tem mudado a minha vida! E hoje após 1 mês de luta contra minha "má vontade" vejo a diferença em nós. Pois através da minha gentileza, ele também tem me agradado.
Fazer o bem não tem preço!
Porque a Justiça e a colheita vem de Deus!

Mário Teresa, disse...

Belo testemunho Aline Silva... que prossigamos em conhecer e aprender mais do Senhor através de sua palavra, afetando de forma positiva nossos relacionamentos.

Anônimo disse...

Infelizmente não consegui manter o meu lar, apesar de amar meu marido. Ele é pastor e viúvo mas não consegui me relacionar bem com seu filho (um jovem de 22 anos que se diz evangélico e evangelista mas que dificultou de todas as formas nosso relacionamento) e deixei-os há uma semana. Estava casada há 1 ano e 9 meses. Estou muito triste por ver meu lar destruído.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only