quinta-feira, julho 23, 2009

Dicas para construção de uma família feliz. - Parte II

Prenda o cão!
Por Renato Vargens
A ingratidão é como um cão feroz, se morder alguém pode fazer estragos significativos em nossas vidas.
Pois é, a ingratidão de vez em quando se faz presente em nossos relacionamentos, e ser alvo dela é absolutamente estarrecedor. Comumente recebo em meu gabinete inúmeras pessoas que se queixam das ações e reações de cônjuges e filhos que por motivos banais esqueceram no canto da existência expressões de afetividade e amor. Ora, sofrer ingratidão por parte daqueles com quem nos relacionamos é extremamente dolente, e Infelizmente num mundo “ensimesmado” e egoísta como o nosso, tornou-se comum encontrarmos nas estradas da vida pessoas ingratas.
O apostolo Paulo afirmou em sua segunda carta a Timóteo de que nos últimos tempos os homens seriam amantes de si mesmos. Na verdade, segundo Paulo, a geração dos últimos dias estaria muito mais preocupada com seu próprio umbigo, do que com a dor do próximo.
Caro leitor, na minha experiência pastoral tenho presenciado inúmeros casos de senhores e senhoras que por motivos absolutamente banais foram abandonados pelos seus filhos, varejados em asilos, descartados como objetos desprezíveis e sem valor.
A ingratidão marca e fere a alma e como cão feroz estraçalha corações e sentimentos. Diante disto, jamais permita que a insensibilidade tome conta do seu coração. Anteponha-se a ela e prenda o cão feroz que porventura esteja vivo em você.
Pense nisso!

Renato Vargens
Maria Cláudia disse...

A ingratidão é o desprezo, a indiferença e a recusa em reconhecer as necessidades legítimas do outro. Ela pode causar profundos aleijões emocionais com a ferida provcada por sua mordida feroz.
Abençoado e oportuno artigo.
Abraço fraterno,
Maria Cláudia

Renato Vargens disse...

Pois é Maria Claudia,

A ingratidão é uma questão muito séria. De fato o que existem de pessoas magoadas e feridas é uma coisa absurda.

Abraços,

augusto elias disse...

E o pior,é saber que o problema sério está tão perto de nós.Falta de reconhecimento aos benefícios recebidos é ingratidão,porém ingrato é o mal-agradecido.É um texto que me traz uma reflexão boa porque a melhor coisa é estar em paz com Deus, sabendo que a nossa parte estamos cumprindo e pedir ao Senhor pelos ingratos.É ISSO QUE TENHO FEITO.Assim é que buscamos a paz.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only