domingo, fevereiro 15, 2009

Cristianismo instantâneo.

Renato Vargens

Todo mundo já comeu aquele macarrão instantâneo que é cozido em água fervente e que em pouco tempo fica pronto. Essa invenção japonesa nos promete um alimento em pouquíssimos minutos, sem contudo, garantir o sabor de uma massa convencional.

Pois é, em nome de uma espiritualidade barata, parte dos pastores brasileiros, tem anunciado de modo ostensivo um evangelho mágico, cujo “poder” é suficientemente capaz de colocar o individuo numa redoma, onde problemas e conflitos não conseguem penetrar. Tais mensagens fundamentam-se na perspectiva de que Cristo torna-nos incólumes diante das lutas e pressões deste mundo. Junta-se a isso, o fato de que o cristianismo instantâneo prega um evangelho imediatista onde a mensagem central é a rápida satisfação dos nossos problemas.

Por acaso você já se deu conta que parte da igreja de Cristo tem feito do Santo evangelho um miojo teológico? E comum ouvirmos em nossos cultos: Venha a Cristo que os seus problemas INSTANTANEAMENTE acabarão; ou aceite a Jesus, que imediatamente que você não terá mais dívidas; ou ainda, encha o seu coração de fé e prontamente receba a cura de todas as suas enfermidades.

Prezado leitor, Jesus jamais nos assegurou uma vida fácil e sem problemas. O fato de termos nos convertido, não nos torna ilesos as crises, ao desemprego, as enfermidades, ou a qualquer tipo de aflição desta vida. Antes pelo contrário, nosso Senhor nos advertiu dizendo: “No mundo tereis aflições, tende bom ânimo, Eu venci o mundo!" (João, 16.33).Ora, o sofrimento e as aflições são realidades universais do ser humano, e passar por eles não significa dizer que deixamos de estar debaixo da bênção de Deus. O cristianismo instantâneo, não consegue entender, que Deus se faz presente à dor, a luta e o luto, e que através das dificuldades que a vida nos impõe, Cristo se revela a cada um de nós como sustentador da vida e da existência.

A teologia do miojo é desprovida de uma mensagem equilibrada e saudável, antes pelo contrário, é triunfalista e “burrificada” onde não se tem espaço para aparentes frustrações.Isto posto, é importante que entendamos que problemas na perspectiva bíblica nunca foram sinais da ausência de Deus, antes pelo contrário, problemas sempre foram ao longo da história, preciosos instrumentos do Senhor para o crescimento e amadurecimento cristão. Além disso, nem sempre as repostas e soluções aos nossos dramas e dilemas virão instantaneamente como desejamos, até porque, Cristo nosso Senhor é Soberano para fazer aquilo que bem desejar em nossas vidas e sonhos.

Soli Deo Gloria!

Renato Vargens
Gilbert Raposo disse...

Em toda história da humanidade sempre houve perdas e ganhos, derrotas e vitórias, porém para quem insiste e persevera quando se alcança a vitória prova um sabor sem descrição, então vamos
a luta.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Alexandre Pereira Bornelli disse...

Que exortação oportuna!!
Andam ensinando por ae um evangelho adulterado que ensina que ao aceitarmos Jesus nao teremos mais problemas. No mundo teremos aflições, disse Jesus, mas tenhamos bom animo, pois Ele venceu o mundo. O fato é que nenhuma dessas aflições que estamos sujeitos pode nos separar do amor de Cristo Jesus!! Deus é Soberano!
Muito bom o texto.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only