sexta-feira, fevereiro 26, 2016

Refutando o ensino que Davi e Jônatas possuíram um caso homossexual


Ultimamente tenho lido textos escritos por algumas pessoas afirmando que Davi e Jônatas possuíram um caso homossexual. Os que defendem esse pensamento fundamentam sua crença nos seguintes textos bíblicos:

“Sucedeu que, acabando Davi de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a de Davi; e Jônatas o amou como à sua própria alma. Saul, naquele dia, o tomou e não lhe permitiu que tornasse para casa de seu pai. Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma.” (1 Samuel 18.1-3)

“Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; tu eras amabilíssimo para comigo! Excepcional era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres.” (2 Samuel 1.26)

Diante destes versos pergunto: Será que os episódios narrados em Samuel demonstram efetivamente que Jônatas e Davi tiveram um relacionamento homossexual? Será que a Bíblia justifica relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo?

Minha resposta é: Claro que não, senão vejamos:

1-) A Bíblia jamais irá contra a própria Bíblia. As Escrituras não apoiam, nem tampouco incentivam qualquer tipo de relacionamento homo-afetivo, antes pelo contrário, a Palavra de Deus refuta esse comportamento. (Levítico 18:22, Levítico 20:13,  Romanos 1:26-27, 1 Corintios 6.9-11 e 1 Timóteo 1.8-11)

2-) A Lei mosaica condenava o pecado da homossexualidade o que nos leva a entender que  caso Davi e Jônatas realmente tivessem tido uma relação homossexual, teriam sidos condenados pelo comportamento vivenciado. Como isso não aconteceu entendemos claramente que Davi e Jônatas não tiveram em relacionamento homossexual.

3-) A relação de Jônatas e Davi vai muito além de um relacionamento afetivo sexual. Na verdade, os textos bíblicos sobre suas vidas nos mostram que a relação entre o homem segundo o coração de Deus e o filho de Saul, fora uma relação de amizade. Além disso, a expressão  “ultrapassando o amor de mulheres”, não aponta para um amor homossexual, aliás, quem foi que disse que o amor entre iguais é maior que o amor de mulheres? Ora, vamos combinar uma coisa? Essa é uma interpretação equivocada e que tenta de alguma maneira, ainda que de forma inconsciente, incutir na cabeça de quem quer que seja, que o amor entre homossexuais é maior que entre os heterossexuais. 

Vale a pena ressaltar  que a palavra "ahavá" usada por Davi  significa muito mais que amor sexual. A palavra também é usada no sentido paternal (‘Isaque gostava de Esaú’, em Gn 25.28), no sentido de amizade ( ‘Saul afeiçoou-se a Davi’, em 1 Sm 16.21), no sentido de amor a Deus (‘Amarás o Senhor, teu Deus’, em Dt 6.5) e no sentido de amor ao próximo (‘Amarás o próximo como a ti mesmo’, em Lv 19.18). Ademais, ao contrário do que defendem alguns, as Escrituras nos mostram que Davi e Jônatas vivenciaram uma amizade genuína, pura e santa. Do ponto de vista da Bíblia a amizade entre dois homens além de viável é extremamente louvável. O livro de provérbios  por exemplo destaca que existem amizades tão fortes que podem até superar o amor de irmãos: “O homem que tem muitos amigos sai perdendo; mas há amigo mais chegado do que um irmão.” (Provérbios 18.24).

4-) As Escrituras nos mostram que Davi teve várias esposas e concubinas, como Mical, Abigail, Ainoã, Maaca, Hagita, Abital, Eglá, e outras, isso sem falar no adultério cometido com a mulher de Urias (1 Sm 18.27, 25.42-43, 2 Sm 3.2-5,11.1-27), portanto, a Bíblia nos aponta pecados cometidos por Davi quanto a sua paixão por mulheres e não nos concede margem para pensarmos que ele tinha qualquer tipo de tendência homossexual.

Isto posto, concluo afirmando que por razões claramente mostradas pela Bíblia, Davi e Jônatas não tiveram uma relação homossexual, e que as afirmações contrárias a isso, apontam para um grande equívoco na interpretação das Escrituras.

Pense nisso!

Renato Vargens
Ricardo Henrique da Silva disse...

Tem uma passagem bíblica que sempre me deixou um tanto preocupado com a possibilidade de apontar para uma relação heterossexual entre Davi e Jônatas. É 1 Samuel 20.30: "Então, se acendeu a ira de Saul contra Jônatas, e disse-lhe: Filho de mulher perversa e rebelde; não sei eu que elegeste o filho de Jessé, para vergonha tua e para vergonha do recato de tua mãe?"

Não estaria Saul nesta passagem condenando um relacionamento impróprio entre seu filho e Davi? Não haveria, ainda que veladamente, uma acusação neste sentido?

Quero deixar claro que eu também compartilho com o senhor da posição de que não houve relacionamento homossexual entre Davi e Jônatas. Mas as palavras duras de Saul me parecem indicar uma indecência observada por ele.

Renato Vargens disse...

Ricardo,

Paz!

O verso 31 deixa claro que a fala de Saul está relacionada a sucessão do trono e não a outra coisa. Ademais, as Escrituras em nenhum momento nos concedem base o relacionamento homossexual entre Davi e Jônatas.

Renato Vargens

Atos e Eu disse...

Excelente texto. O que é incrível é que Jonatas e Davi deveriam ser inimigos. Jonatas deveria ser o sucessor do trono. Acredito que Jonatas via para além de Davi. A amizade deles o símbolo de todas as amizades cristãs Ameis uns aos outros. Leve os fardos uns dos outros. Confesse seus pecados uns aos outros. Tudo isso está no novo testamento. Por que inimigos em tese se tornaram grandes amigos? Amavam a Deus. Quando amamos a Deus acima de tudo, amamos o outro intensamente. A amizade entre Jonatas e Davi era um antegozo da amizade prescrita para todos os irmãos em Cristo.

Natalino Oliveira disse...

Graça e Paz,

Pr. Renato, acompanho sempre as suas postagens que tem sido relevantes tendo em vista o cenário atual do evangelicalismo brasileiro.

O interessante é que eu comentava com minha esposa sobre um video que tem circulado de uma pessoa que lê a plenos pulmões as mesmas passagens citadas no texto para forçar um entendimento de que tais passagens das escrituras corroboram uma relação homoafetiva entre Davi e Jonatas.

Muito propício o texto nestes tempos libertinos.

El Misionero Meu Cérebro Minhas Regras disse...

Mania amaldiçoada de usar a Bíblia contra a própria Bíblia. Pior!!!! querem usar a Palavra de DEUS contra o Próprio DEUS!!!! Quando a Bíblia diz que foi a ALMA de Jônatas que se apegou à ALMA de Davi, é exatamente isso, foi a ALMA, e não o CORPO. O amor de Jônatas por Davi era pura, e simplesmente ESPIRITUAL. Era o que os gregos chamavam de FILOS, combinado com o que eles, os gregos chamavam de ÁGAPE. Um era o amor fraternal (o amor Filos), e o outro era o amor sacrificial (o amor Ágape). Não tem nada a ver com o amor EROS (físico, erótico, sexual). Eles, Davi e Jônatas, não sentiram desejo sexual NENHUM, um pelo outro. Será que dá pra entender isso, ou querem que alguérm desenhe????

VAMOS NOS CONVERTER!!!!

Sandra Pedrolo disse...

Vale lembrar que na cultura judaica o homem era visto como um todo, sem divisão de corpo, alma e espírito. Acredito que ahavá é a explicação correta quanto ao amor de Jonatas por Davi e vice versa, era realmente amor de irmãos ou melhor, de amigo mais chegado que irmão.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only