Loki, suas ilusões e similaridade com os apóstolos da modernidade

Por Renato Vargens

Segundo a mitologia nórdica, Loki é o deus da trapaça e da travessura,  ligado à magia  podendo assumir a forma de quem quiser. No primeiro filme dos Vingadores, o deus nórdico mostra essa "qualidade" em iludir seus oponentes assumindo a forma de quem achar melhor

Pois é, não é que Loki me fez pensar em alguns dos chamados apóstolos brasileiros? Até porque, parte destes além de trapaceiros, costumam iludir seus seguidores com doutrinas e conceitos completamente falsos. 

Eu particularmente tenho visto e ouvido cada história que fazem qualquer um ruborizar de vergonha.

Há pouco, soube de um destes "lokianos" (ou seria "louquianos"?) que Deus havia lhe dado autoridade para liberar da oração e do jejum quem ele achasse por bem. Segundo o apóstolo das ilusões, ele como apóstolo, possui legitimidade, para fazer coisas que ninguém possui. Outro dia, soube de um outro, (destes que possui o "dom da ilusão"), que afirmou que para o sujeito ser próspero, ele  precisar em primeiro lugar semear financeiramente na vida do apóstolo, porque caso contrário, jamais sairia da pindaíba. 

Pois é meus amados irmãos, dias complicados os nossos, não é mesmo? 

Confesso que as vezes dá um desânimo! 

Que Deus tenha misericórdia de cada um de nós.

Renato Vargens



0 comentários: