A profanação da Ceia do Senhor

Por Renato Vargens

Os "apóstolos" da modernidade não cansam de fabricar heresias.  Na verdade, em nome de um evangelho antropocêntrico muitos tem inseridos elementos estranhos a Ceia do Senhor. Há pouco, soube de um que acrescentou mel ao pão e ao vinho. Soube também de pastores que acrescentaram à mesa da comunhão limão e doce de leite. 

Caro leitor, não dê ouvidos a estes que fabricam distorções teológicas das mais variadas possíveis. Nosso Senhor instituiu a Ceia determinando os elementos, seu simbolismo e significado.

A Ceia do Senhor é um ato de culto que tem a forma de uma refeição cerimonial, na qual os servos de Cristo participam do pão e do vinho, e nada além disso para comemorar a morte de Cristo e celebrar o novo relacionamento segundo a aliança que eles desfrutam com Deus.

Os textos bíblicos que tratam da Ceia são: Mt 26.26-29; Mc 14.22-25; Lc 22.17-20; 1 Co 10.16-21; 11.17-34 e  em nenhum deles encontramos alusão a outros elementos, como também outro propósito que não trazer a memória a morte de Cristo. Além disso, a Ceia do Senhor faz referência presente à nossa participação no Corpo de Cristo, como também  faz referência futura a quando juntos com  o Senhor participaremos da mesa do Cordeiro.

Por fim, vale a pena relembrar aquilo que João Calvino dizia sobre a ceia. 

Para o reformador francês A Ceia do Senhor instituída por Cristo é  um banquete espiritual, no qual nosso Senhor nos assegura que é o pão da vida (João 6:51) com o qual nossas almas são mantidas e sustentadas pela bem aventurada imortalidade.

Isto posto, recuse os falsos ensinos sobre a Ceia bem como a inclusão de qualquer elemento à mesa do Senhor que não seja o pão e o fruto da videira.

Pense nisso!

Renato Vargens

3 comentários:

Graça e paz, Pr. Renato.

Há um grupo religioso, aqui em Porto Alegre, que segue aquele modelo celular do Renê Terranova, e que, em certa feita, fez uma Ceia onde os que participavam deveriam fazê-lo somente entre os componentes da própria célula. Me pareceu muito estranho, afinal; a Ceia não é algo que simboliza, por assim dizer, a UNIDADE e a COMUNHÃO de todos os cristãos, de todas as épocas?

22 de julho de 2015 12:44 comment-delete

Olá Pastor! Ótima observação, nos basta o pão e o vinho para lembrar do corpo e o sangue de Cristo, por nós, vertido na Cruz.

Certa vez, estava em outra cidade e ao visitar uma igreja à convite, me deparei com a "ministração" da ceia, que além dos elementos apresentados pela Bíblia, continham a UVA da prosperidade e a AZEITONA da cura.

Se ao chupar a uva não viesse sementes, é que seu pedido material estava por chegar. Quanto à azeitona era para cura de doenças.

E o sacrifício de Jesus na Cruz foi deixado de lado, ou minimizado.

Lamentável!

22 de julho de 2015 19:25 comment-delete

Mel, doce de leite,limão...fala sério esses camaradas ae não estão com nada mesmo. mas infelizmente a senha não é a única coisa que profanada hoje no Brasil Os cultos são cheios de misticismo campanha daki campanha acolá é cajado de Moisés, botija de azeite, Esponja do Senhor, terra do Monte,travesseiro de Jacó ,Pedra de Davi, água do Jordão..etc.. isso pra mim é só uma prova que Jesus está voltando.

23 de setembro de 2015 00:41 comment-delete