Mulheres, medo de barata, e os exageros dos crentes diante dos problemas que os cercam

Por Renato Vargens

Outro dia, enquanto me dirigia para casa, o meu celular tocou. Do outro da linha era minha esposa apavorada e chorando muito. 

Assustado o tom de voz dela perguntei: "O que aconteceu Ana Cristina?" 

Ela respondeu dizendo: "Uma barata gigantesca apareceu na cozinha e eu estou com medo." 

Diante do seu relato de pânico procurei tranquilizá-la dizendo que em poucos minutos estaria em casa e mataria o "mostruoso" inseto. 

Ao chegar em casa, fui recebido por uma apavorada mulher que dizia: "Renato, a barata é enorme, (fez ela sinal com as mãos, demonstrando que o inseto deveria ter o tamanho aproximado de um gambá)"

Vendo aquilo não deu para conter o riso, até porque, se o que ela estava a dizer era verdade, tínhamos acabado de descobrir uma nova espécie de periplaneta americana.

Caro leitor, não sei se você já se deu conta, no entanto, assim como existem pessoas que exageram com o tamanho de baratas, existem inúmeros crentes que superdimensionam o tamanho de seus problemas. Na verdade, existem irmãos em Cristo que tem por hábito aumentar em muito a complexidade de seus problemas. Nessa perspectiva, vestem a carapuça do MIMIMI, entoando aos quatros cantos da terra os dilemas de sua cotidianidade.

Ora, não estou querendo de forma alguma desmerecer os medos, angustias e fobias daqueles que enfrentam conflitos existencias e emocionais, mesmo  porque, seria injusto da minha parte fazê-lo. Contudo, acredito que encarar os problemas de frente sem super valorizá-los, pode ser a chave para superar medos, ultrapassar obstáculos bem como viver uma vida mais saudável.

Pense nisso!

Renato Vargens

1 comentários:

Tô começando a achar que a sua esposa tem algum grau de parentesco com a minha...

13 de fevereiro de 2015 16:20 comment-delete