Cinco caracteristicas de um cristianismo equivocado

Por Renato Vargens

Estou convicto que algumas igrejas denominadas cristãs pregam e servem um  deus diferente do revelado pelas Escrituras, isso porque, as mensagens anunciadas em seus púlpitos estão recheadas de conceitos cujo fundamento não encontram base na Palavra de Deus, senão vejamos:

1-) Algumas Igrejas tem pregado um cristianismo sem Cristo. 

Há pouco soube de um rapaz, membro uma conhecida igreja, que ao ouvir o evangelho disse para o pregador: "Muito obrigado! Há muito tempo que nós não ouvíamos de Cristo aqui em nossa Igreja." Pois é, para nossa tristeza, inúmeros pastores sobem dominicalmente aos pulpitos de suas comunidadades e pregam mensagens cujo foco não é Cristo.

2-) Algumas igrejas tem pregado um cristianismo utilitário.

Infelizmente um número significativo de pregadores pregam uma fé desprovida de Cristo e do evangelho. Nessa perspectiva, o que vale é o anuncio de um deus bonachão cuja missão é fazer o homem feliz.

3-) Algumas igrejas tem pregado um cristianismo antropocêntrico.

Nessa perspectiva tornou-se comum encontrarmos comunidades cujo foco não é glória de Deus, mas sim a satisfação humana.

4-) Algumas igrejas tem pregado uma fé semipelagiana.

O Semipelagianismo essencialmente ensina que a humanidade é manchada pelo pecado e que podermos cooperar com a graça de Deus com os nossos próprios esforços. Essa crença pode ser denominada por alguns de depravação parcial.  Caro leitor, Rm 3:10-18  não descreve a humanidade como sendo apenas parcialmente manchada pelo pecado, antes pelo contrário, as Escrituras  ensinam que o homem está perdido e morto em seus delitos e pecados e que somente por Cristo  pode se aproximar do Criador, "Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia" (João 6:44). Isto posto, acredito que o Semipelagianismo seja antibíblico e portanto deve ser rejeitado.

5-) Algumas igrejas tem pregado um cristianismo superficial desprovido de verdades bíblicas como pecado, condenação e inferno.

A superficialidade dos púlpitos tupiniquins em muito me impressiona. Na verdade em nome de uma graça barata, boa parte dos pastores deixaram de pregar todo conselho de Deus, abandonando na esquina do esquecimento doutrinas relacionadas ao pecado, salvação e punição eterna para aqueles que não tiverem as suas iniquidades perdoadas por Cristo.

Pense nisso!

Renato Vargens

3 comentários:

Há igrejas e crentes que são iguais ao filme de Noé, parece ser bíblico mas não é.

15 de abril de 2014 19:44 comment-delete

Penso que o pior inimigo do cristianismo autêntico, hoje, ontem e amanhã, seja o evangelho recheado de interpretações e vivência diferentes daquilo que a Escritura ensina. Deus, obrigado por cuidar sempre de sua noiva!

15 de abril de 2014 22:27 comment-delete

Quando cito na pregação que Deus abomina o pecado, tem gente que faz cara feia e até some. Agora tem gente até mandando mensagem pra eu não falar de certos pecados na igreja. Tem até gente, de fora, que quer falar o que eu tenho que pregar.

15 de abril de 2014 22:59 comment-delete