Lições de um relâmpago

Por Renato Vargens


Na semana passada uma grande tempestade sobreveio ao Rio de Janeiro. 

No meio de muita chuva, trovões e relâmpagos,  a cidade ficou completamente alagada. Todavia, apesar do caos que se instalou na região metropolitana do Rio de Janeiro os olhos do mundo se dirigiram  a uma cena de  cartão postal onde um relâmpago atingiu o  dedo Cristo no morro do Corcovado.

Ao ver a fotografia divulgada pela mídia foi impossível não lembrar do texto bíblico em que o Senhor Jesus dirigindo-se aos seus discípulos afirmou que a vinda do Filho do Homem se dará de forma similar ao surgimento de um relâmpago. "Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até no ocidente, assim há de ser a vida do Filho do Homem” – Mateus. 24: 27 

Ah! Que dia glorioso será esse! Ah! Os salvos anseiam por este dia!  Ah! Eu creio na volta de Cristo! Sim eu creio! Isso faço, não por superstições, impressões ou achismos filosóficos. Creio por que as Escrituras afirmam. Eu não creio que a vinda  de Cristo seja uma ilustração pedagógica! Eu não creio que a volta  de Cristo seja uma utopia ou até mesmo uma promessa irrealizável.  Eu creio que o Filho do Homem voltará corporalmente e que esta vinda se dará de forma  pessoal, visível e com poder e glória! Eu creio que todo olho verá o seu surgimento nos céus e que toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor. 

 “E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos. E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco. Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir”. (Atos 1.9-11)

 "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. (João 14:1-3)

"E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra . "Ap 22:12

Maranata, Senhor Jesus!

Renato Vargens

2 comentários:

Este comentário foi removido pelo autor.

19 de janeiro de 2014 18:53 comment-delete

Este comentário foi removido pelo autor.

6 de abril de 2014 09:48 comment-delete