Descarrego, unção com helicóptero, e outras aberrações da macumba gospel


Por Renato Vargens

O comportamento de algumas das igrejas chamadas "evangélicas", cada vez mais se aproxima dos rituais espíritas. Lamentavelmente, em alguns dos denominados templos evangélicos é comum encontrar inúmeras aberrações teológicas. 

Pois é,  tais igrejas, de forma sincrética tem usado em seus cultos sal grosso para espantar mal olhado, fazem a terapia do amor que trás a pessoa amada em sete dias, acreditam em videntes espirituais, distribuem balas consagradas para “abençoar” crianças, frequentam reuniões do descarrego, elaboram despachos gospel, bebem a garrafada do tempo dos apóstolos, ungem com óleo  objetos inanimados, quebram  maldições hereditárias, expulsam encostos, fazem atos proféticos, e muito mais.

Há pouco recebi a notícia de que uma igreja em Manaus havia alugado um helicóptero com o propósito único de ungir com óleo alguns bairros da capital amazonense. (leia aqui)

Prezado amigo, infelizmente a teologia de alguns destes denominados  evangélicos está tão miscigenadas que um desavisado qualquer ao entrar em um dos seus cultos poderá pensar que entrou no centro de macumba. Ouso afirmar que o sistema comportamental e doutrinário de algumas das igrejas evangélicas se deve em parte ao famigerado sincretismo religioso, o que nos leva a entender que mais do que nunca, precisamos em nosso país resgatar os valores da Reforma Protestante, retornando a Bíblia, fazendo dela a nossa única regra de fé. 

Isto posto, afirmo categoricamente que em hipótese alguma experiências mágicas esquizofrênicas, como superstições inequívocas e burrificadas devem nortear o comportamento de nossas igrejas, até porque, somos e fomos chamados pelo Senhor a vivermos um cristianismo equilibrado, racional, apaixonante e apaixonado por aquele que por sua infinita graça e misericórdia nos salvou.


Que Deus tenha misericórdia do seu povo e nos leve a um genuíno arrependimento.

Renato Vargens

5 comentários:

Bom dia pastor;

Só vou discordar de uma coisa em seu texto: a IURD não pode ser chamada de "evangélica" pois está muito distantes dos ensinamentos de Cristo.

Grande abraço;
Renato

1 de março de 2013 11:29 comment-delete

Concordo com o presado em numero, grau e gênero. Há muito que venho lutando em advertir do mal que essa nova "teologia" esta causando à igreja de Cristo. Penso que seria oportuno uma convocação nacional em prol de uma reforma teológica bíblica.
Deus o abençoe sempre,

Benny Dio

1 de março de 2013 11:37 comment-delete

Concordo com o presado em numero, grau e gênero. Há muito que venho lutando em advertir do mal que essa nova "teologia" esta causando à igreja de Cristo. Penso que seria oportuno uma convocação nacional em prol de uma reforma teológica bíblica.
Deus o abençoe sempre,

Benny Dio

1 de março de 2013 11:39 comment-delete

Caro Pr. Renato, com todo esse misticismo evangélico tenho me cansado intensamente, ás vezes dá vontade de desistir de querer ajudar essas pessoas que cegamente compactuam com essas doutrinas, quanto mais procuro ajudá-las mais parece que elas se apoderam de poderes, andam como se tivessem super-poderes. Praticamente a cada semana surge uma bestialidade evangélica na internet, ver isso acontecendo com a pura palavra de Deus têm me deixado entristecido por demais. Ás vezes me falta forças para querer continuar a estudar com afinco a palavra de Deus e ler livros teológicos, até mesmo de orar, fico por demais sôfrego. Sei que não deve ser assim, porém tudo isso é muito cansativo. Que juntos orando uns pelos outros possamos manter a força pela defesa do puro e simples evangelho e que Deus possa mutuamente nos fortalecer na busca das ovelhas perdidas do aprisco do reino.
Grande abraço pastor.

2 de março de 2013 01:03 comment-delete

É triste ver tantas disparidades, no meio evangélico, mas quando analizo isso à luz da palavra, eu digo "é mister que essas coisas aconteçam e então virá o fim..."

13 de março de 2014 19:21 comment-delete