Depravação Radical

Por Renato Vargens

Steven Lawson fez  sua exposição bíblica fundamentada no evangelho de João.

Em sua plenária ele mencionou as cincos doutrinas da graça, a saber, depravação total, eleição incondicional, expiação ilimitada, graça irresistível e perseverança dos santos.

Steven Afirmou que precisamos entender a derrocada do nosso pecado, além é claro de compreendermos as trevas presentes na raça humana. Ele afirmou também que o homem possui uma natureza absolutamente incapaz de entender o evangelho de Cristo e que em virtude disso  se encontra num mundo de escuridão e não pode enxergar o Senhor. 

Steven também  afirmou que da mesma forma que aquele que se encontra nas trevas não consegue ver (essa palavra no original significa, compreender, discernir), o morto por si só não pode reviver. O pastor americano também disse que todos fora de Cristo não conseguem entender o evangelho em virtude da sua ignorância espiritual, além é claro, da sua incapacidade de vislumbrar Cristo. Um exemplo disso, disse o pastor, é alguém que pode ver as letras pretas em um papel branco, contudo, não consegue entende-las, a não ser que Deus intervenha.

Lawson afirmou que toda pessoa não salva odeia Deus e ama ao seu pecado e que a raça humana não se encontra numa posição neutra, antes pelo contrário, ela odeia a Deus. O pregador americano afirmou categoricamente  que se alguém é salvo, se deve a vontade de Deus que ativa a vontade de um pecador morto em pecado.

Steven disse que as religiões foram criadas porque os homens odeiam a Deus, sua palavra , bem como a mensagem do evangelho.

O pregador afirmou a existência de  três diagnósticos sobre a raca humana e que só um desse três é   o correto.

O primeiro diagnostico é que a raça humana vai bem obrigado.
O segundo diagnostico é que a raça humana está doente em seu pecado.
O terceiro diagnostico é que a raça humana está morta em seus delitos e pecado.

A realidade é inequívoca. Os que não conhecem a Cristo estão mortos até ouvirem a voz do Filho de Deus. Um homem morto não crê, a não ser que Cristo lhe conceda a capacidade de acreditar. O pecador ama o seu pecado e só o abandonará se Cristo a ele se revelar.

Lawson, disse fundamentado no livro de João,  que ninguém pode ir a Cristo se por Cristo não for levado. Em outras palavras ele afirmou que a unica forma do pecador morto em seus delitos e pecados ser salvo da morte eterna e da ira vindoura é mediante a ação Soberana do Pai.

Louvado seja Cristo pela sua graça, bondade e misericórdia que por amor nos libertou do poder do pecado e nos transportou para o Reino de seu Pai, tornando-nos filhos de Deus. Bendito seja o Senhor que nos libertou do domínio do diabo fazendo-nos novas criaturas.

Soli Deo Gloria

Renato Vargens

0 comentários: