quarta-feira, setembro 19, 2012

O polêmico fragmento que sugere que Jesus era casado

Por Renato Vargens

O UOL publicou uma reportagem que tem trazido uma grande polêmica entre os leitores. Veja abaixo:

"Um fragmento de um antigo papiro escrito no antigo idioma copta, e até agora desconhecido, contém frases que sugerem que Jesus foi casado, numa descoberta que deve alimentar o acalorado debate sobre esse tema no mundo cristão. Nesse pedaço, leem-se as palavras: "Jesus disse a eles: minha mulher...".

A existência do fragmento da metade do século 2, não muito maior do que um cartão de visitas, foi revelada na terça-feira (18) em conferência em Roma por Karen King, professora da Escola de Teologia de Harvard, de Cambridge (Massachusetts).

"A tradição cristã, por muito tempo, manteve que Jesus não foi casado, embora nenhuma evidência histórica confiável exista para amparar essa afirmação", disse Karen em nota divulgada por Harvard. "Esse novo Evangelho não prova que Jesus foi casado, mas nos diz que toda a questão só apareceu como parte dos inflamados debates sobre sexualidade e casamento."

Apesar da posição oficial da Igreja Católica de que Jesus nunca se casou, o tema reaparece regularmente - especialmente em 2003, quando a publicação do best-seller O Código da Vinci irritou muitos cristãos por se basear na ideia de que Jesus se casou e teve filhos com Maria Madalena.

A pesquisadora disse em Roma que o fragmento, apresentado no Décimo Congresso Internacional de Estudos Coptas, representa o primeiro indício de que os primeiros cristãos acreditavam que Jesus havia sido casado.

Roger Bagnall, diretor do Instituto para o Estudo do Mundo Antigo, em Nova York, disse acreditar que o fragmento, chamado por Karen de "O Evangelho da Esposa de Jesus", seja autêntico. Mas especialistas ainda irão analisar melhor o fragmento e submetê-lo a testes, com especial atenção para a composição química da tinta.

O fragmento, esfarrapado e amarelado, pertence a um colecionador privado anônimo, que contatou Karen para que o ajudasse a analisar e traduzir o material, que teria sido descoberto no Egito ou talvez na Síria.

King disse que só por volta do ano 200 a afirmação de que Jesus era solteiro começou a aparecer, por meio de um teólogo conhecido como Clemente de Alexandria.

"Esse fragmento sugere que outros cristãos desse período estavam dizendo que ele foi casado", afirmou ela, ressaltando que o papiro não comprova a existência de uma esposa de Jesus. "A tradição cristã preservou apenas aquelas vozes que diziam que Jesus nunca se casou. O ‘Evangelho da Esposa de Jesus' agora mostra que alguns cristãos pensavam o contrário."

A análise deve ser publicada em janeiro de 2013 pela Harvard Theological Review, mas ela já divulgou um esboço do trabalho (em inglês) e imagens do fragmento no site da universidade.

NOTA DO BLOG

Caro leitor, o que me impressiona é o fato de que existem cristãos que se deixam influenciar por uma bobagem deste nipe. Ora vamos combinar uma coisa? Cristãos que se deixam impactar por um pequeno fragmento de papel, negando assim, as Escrituras demonstram que nunca conhecerem a Cristo.

Para terminar o assunto reproduzo abaixo o texto do meu amigo Augustus Nicodemus:

"Já no séc. II apareceram evangelhos apócrifos com histórias fantasiosas sobre Jesus, boa parte deles produzidos por gnósticos e seitas como os Cainitas. A igreja cristã os rejeitou exatamente porque eram recheados destas histórias absurdas. Qual, então, o valor real de um fragmento de 9 linhas supostamente do séc. II sugerindo que Jesus tinha uma esposa, se comparado com os 5 mil manuscritos do Novo Testamento, datados do séc. II em diante, e que omitem qualquer referência ao fato? Mais um exemplo de notícia sensacionalista tipo Código da Vinci."

Pois é, sigamos em frente,

Renato Vargens
Claudio Rodrigues disse...

acho que o que está escrito no pariro é pouco demais para tirar qualquer conclusão... povo estranho...

Mas a verdade também é que, mesmo que um dia descubram que Jesus foi casado, não acho que isso mude em nada... Vai mudar a história, mas de forma alguma isso abala a fé Cristã...

Claudio Rodrigues disse...

acho que o que está escrito no pariro é pouco demais para tirar qualquer conclusão... povo estranho...

Mas a verdade também é que, mesmo que um dia descubram que Jesus foi casado, não acho que isso mude em nada... Vai mudar a história, mas de forma alguma isso abala a fé Cristã...

Aldaneire disse...

Concordo com o Cláudio, que diferença faz se Jesus foi casado ou não? Diante de todo ensinamento e exemplo que Ele nos deixou uma notícia dessas virar polêmica sobre Ele é no mínimo triste e no máximo engraçada. Enfim...

Robson Lelles disse...

O comentário a seguir pode ser lido também aqui:
http://limud.blogspot.com.br/2012/09/a-farsa-do-papiro-heretico.html

A Farsa do Papiro Herético
O ano é 3015...

Arqueólogos encontram um documento impresso em papel, incirivelmente bem conservado, graças ao óleo do peixe envolvido por aquele documento. Técnica estranha, mas eficaz, de conservação de documentos. Eles concluem que o documento é datado do ano de 1976.

Porcerto trata-se de um diário, pois no cabeçalho está escrito "O Dia". O fragmento ainda legível revela uma narrativa em português pós-reforma ortográfica de 1971 e é assinado por um sábio chamado "Nelson Rodrigues". O texto legível ocupa apenas uma fração da página do diário e tem como título "A Vida Como Ela É".

Os arqueólogos e historiadores concluem que se trata de um relato real sobre a vida cotidiana daquela época remota e se escandalizam com o comportamento extremamente promíscuo e violento das pessoas ali citadas. Com base nas informações contidas naquele fragmento, os especialistas concluem que Nelson Rodrigues era um respeitado profeta e juiz de seu povo, que publicava os casos a ele levados pelos seus contemporaneos, como forma de advertencia para aqueles que estivessem às portas de cometer semelhante delito.

Os cientistas agora se detém na análise da intrigante técnica de conservação de documentos utilizada em 1976, onde os documentos importantes e que mereciam especial tratamento eram enrolados em torno de peixes inteiros, para que o óleo de seus corpos impedisse a degradação da celulose utilizada para imprimir os textos.

A grande questão é que o fóssil da espécie de peixe que estava enrolada pelo raro documento é o de uma corvina de linha, que está extinta desde 2035, em consequencia da pesca predatória. Cientistas buscam espécies semelhantes que possam oferecer as mesmas propriedades conservadoras.

Quer saber a razão de eu ter escrito a fantasia acima?
Simples... basta clicar aqui:
http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2012-09-19/papiro-do-seculo-4-sugere-que-jesus-cristo-foi-casado.html

ADIJOSPTK Silva disse...

Não me abalaria se o Senhor Jesus Cristo foi realmente casado, Ele mesmo disse que deveriámos seguir o seu Exemplo, mas qual ser que casou que devemos seguir o exemplo de casamento? Deus disse: "Não é bom que o Homem esteja só". E o próprio Cristo guardou todos os Mandamentos do Pai Dele que é DEUS, é verdade que nos evangelhos do Novo Testamento não relata algo sobre Ele ter sido Casado pois falam de seu Ministério Terreno entre os homens. Mas no último vérsiculo de João fala que: "Se todas as coisas das quais Cristo fez fossem escritas, todos so Livros do Mundo não as conteriam". Não estou tentando provar nada, mas por que Ele não deveria Casar se o Casamento foi ordenado por Deus?

João "Johnnÿ" Dias disse...

Os descrentes dão mais valor a coisas pequenas q aparecem de maneira "impressionante" pra eles do q com aquilo q sempre foi estabelecido nas Escrituras. É uma pena.

ADIJOSPTK Silva disse...

Mas se temos dúvidas perguntemos a Deus como aconselha em Tiago 1:5

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only