FHC, os evangélicos e a liberação da maconha.

Por Renato Vargens

Um documento apresentado na semana passada no Rio de Janeiro apresentou opções para combater o tráfico de drogas na América Latina. Na ocasião, o ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso, um dos representantes da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia, defendeu durante a apresentação a descriminalização da posse de maconha para uso pessoal.

Para a comissão a proibição da produção e da distribuição não produziu os resultados esperados. "Nós achamos que esse enfoque exclusivamente repressivo tem que ser repensado", disse o ex-presidente.

A comissão propõe que a repressão aumente ao crime organizado, que o consumo seja reduzido com informação e prevenção e que o problemas do uso das drogas seja tratado como uma questão de saúde pública.

Pois é, se não bastasse FHC defender a descriminalização da maconha, fiquei sabendo da existência de alguns evangélicos que defendem o uso em doses menores deste terrível entorpecente.

Prezado leitor, ao contrário de FHC e destes irmãos em Cristo eu sou absolutamente contra a liberação da Maconha e explico porque:

1.  O Uso de drogas anualmente tem vitimado no Brasil milhares de pessoas levando famílias inteiras a mais profunda dor.
2.   A maconha costuma ser a porta de entrada para o uso de drogas mais pesadas como a cocaína, heroína e o crack.
3.  O uso da maconha é viciante e o fato de liberar o seu consumo, constituirá a normatização  do vício, bem como da dependência química.
4. O uso da maconha não faz bem para a saúde.  Ora, é claro que eu sei que a medicina pode extirpar do THC, (a substância ativa da maconha), elementos que auxiliam o doente no tratamento de algumas doenças. Todavia, o fato de possuir o tal THC não faz do uso da maconha um elemento saudável.
5. A liberação da maconha não diminuirá a violência nas grandes cidades, mesmo porque, como afirmei anteriormente a maconha em muitos casos é a porta de entrada para o consumo de drogas mais pesadas. Em outras palavras isto significa que o fato de liberá-las não diminuirá o comércio ensandecido nas bocas de fumo. Antes pelo contrário, com a facilidade do consumo, mais jovens serão conduzidos a outros tipos de drogas ocasionando com isso a manutenção da violência.

Diante disto afirmo sem titubeios que a descriminalização bem como a  liberação da maconha deve ser a todo custo evitada.

Pense nisso!

Renato Vargens 

31 comentários:

Ué - O Rev. Antônio Carlos também é a favor da liberação da maconha - Pensei que você também fosse - ainda bem que não é, pois é uma posição indefensavel para alguém que diz proclamar a santidade de Deus.

1 de junho de 2011 17:19 comment-delete

Oi, pelo visto você apenas leu o titulo da noticia. O FHC é contra a liberalização da maconha, ele é a favor da descriminalização. Ele mostra como a droga, que já é largamente usada e alimenta um trafico que faz mau a sociedade, é tratada em paises que consiguiram reduzir o consumo assim como os efeitos do trafico. Ele não é a favor do uso indiscriminado. Assista o documentario e repense seus PRE-conceitos.

1 de junho de 2011 18:06 comment-delete

Bom,

a questão na real é outra... é FINANCEIRA.

a quem interessa que a maconha CONTINUE sendo proibida?
pensando em termos economicos, muuuita gente sai perdendo se a maconha for regulamentada, na real, os produtores delas, pessoas com posses de terras para a produção comercial em larga escala.

outro:

o BRasil, como país, está realmente, minimamente preparado para lidar com os possíveis efeitos colaterais de uma normatização do uso desse produto?

enfim...

1 de junho de 2011 20:21 comment-delete

Você está baseando todo seu argumento em coisas sem fundamentos. A maconha não é a porta de entrada para as outras drogas, eu ja fumo a algum tempo, assim como varios amigos meus, e isso nunca aumentou nosso desejo de consumir outras dorgas, pelo contrário, comecei a efetuar um preconceito contra o alcool e o tabaco, que são legalizados, mas causam problemas ainda mais a maconha. Quantas pessoas ja morreram por causa da maconha? indireta ou diretamente. Quando alguem dirige chapado nada acontece, mas bêbado, causa inúmeros acidentes.
Eu não estou contente em alimentar o tráfico para comprar maconha, mas e ai? ninguém me ouve, ninguém ouve os "maconheiros", somos julgados, rebaixados, sofremos preconceito... e a unica coisa que fazemos é curtir a nossa erva!

Anônimo
1 de junho de 2011 20:32 comment-delete

Concordo plenamente com vc, Renato. Sem se falar que o tráfico não acabaria, pois teríamos o comércio "legal" e ilegal, assim como acontece com os cigarros, DVDS, CDS, celulares... Isso é iria agravar mais ainda a vida dos nossos jovens nessa sociedade corrumpida e caída. O que tem de ser feito é combater a corrupção, guardar nossas fronteiras, termos de fatos clínicas que apoiem quem desejar sair das drogas e por vai. Quem defende essa tese ou ingênuo ou é mal intencionado, como é o caso de FHC! Paz a todos.
Euder FABER

Anônimo
1 de junho de 2011 20:37 comment-delete

vejo grande ignorância em suas declarações

se você estivesse atualizado em relação as pesquisas feitas nos últimos 10 anos você saberia que a maconha não é porta de entrada,

sou Cristão sim! e defendo a DESCRIMINALIZAÇÃO, conheço e conheci usuários da Cannabis, talvez meu caro Renato você não conheça realidade dos grandes ghettos, onde jovens apenas por estarem em posse de quantidades de maconha são espancados e abusados por doentes fardados os quais nós apoiamos indiretamente com a criminalização da erva, se vamos criminalizar a maconha precisamos então de uma reforma em toda educação (reforma essa que não está acontecendo) nacional, para termos uma politica de justiça mais solida e menos assassinas... sitei aqui apenas um dos exemplos pelo qual eu sou a favor da descriminalização... e apesar de apoiar a descriminalização não quer dizer que estou isentando de pecado o fumante da maconha, ai já outra história.

Deni Rodriguez.

1 de junho de 2011 21:07 comment-delete

Canabbis so serve para ser fumada?
Proibida ou ñ, qm fuma vai continuar fumando e qm ñ fuma, creio q vai continuar sem fumar ...
A questao ñ eh liberar pra ser fumada!
Muitos estao sofrendo, cadeias lotadas, o Brasil sendo destruido por conta de erros do passado....
Na Asia, no pais Butao, a maconha cresce na rua como se fosse mato qlq.
Na Holanda eh liberada com certas condicoes.
A luta contra as drogas dura cerca de 40 anos e ñ mudou nada. So gasta dinheiro e muita violenia eh gerada.

Sou cristao eh defendo um anova politica para combater esse cancer, se for melhorar, que libere mesmo

Paz para todos

1 de junho de 2011 21:33 comment-delete

Prezado Deni,

Obrigado pelo comentário!

Pois é meu caro, gostaria que vc pudesse compartilhar o que escreveu com uma mãe que perdeu o seu filho para as drogas lhe dizendo que a maconha não é a porta de entrada para as drogas; ou até mesmo compartiçlhar com um pai que sogfre pela dor da perda de um filho que a Cannabis é inofensiva e que tem quer liberada.

Sinceramente eu estou cansado desta burguesia nojenta que fala de paz e amor, mas não abre mão de seu baseado.

Renato Vargens

1 de junho de 2011 22:35 comment-delete

A liberação da maconha não resolverá o problema das drogas. A permissão para o consumo liberado da droga não combate o tráfico por um simples motivo: quem é viciado não se contenta com uma pequena quantidade por semana. E quando vem a crise de abstinência? Quem ele procura? O traficante, é lógico.

Vi, há alguns anos, uma reportagem na Veja que afirmava que existe uma tendência, na Holanda, de voltar a reprimir o consumo de drogas.

Pois é, o Brasil sempre na vanguarda!

1 de junho de 2011 22:51 comment-delete

"Sinceramente eu estou cansado desta burguesia nojenta que fala de paz e amor, mas não abre mão de seu baseado."

Sim agora você provou seu pre-conceito. Não sou burguês, conheço o universo das drogas graças ao meu trabalho junto a uma comunidades na minha cidade e nunca provei maconha nem outras drogas.

E reafirmo, reveja os argumentos do FHC, ele não propões o que você achou que ele propõe.

Alias, reveja os exemplos que você usou. Conheço inumeras pessoas que experimentaram maconha e não fora para outras drogas. Mas os que abusam e buscam outras drogas não vão por causa da maconha, mas vão por causa de lares desestruturados, relacionamentos complicados, etc. A maconha não é a causa é apenas o refugio. Proibir a maconha não vai impedir que essas pessoas a use.

1 de junho de 2011 23:01 comment-delete

Querido Renato,

concordo com você em gênero, número e grau. Um cristão não tem base bíblica e nem deve ser a favor da liberação ou descriminalização da maconha.

Abraços,
Juan

2 de junho de 2011 08:31 comment-delete

"A maconha costuma ser a porta de entrada para o uso de drogas mais pesadas como a cocaína, heroína e o crack."

Só uma observação: na realidade, o ALCOOL é a porta de entrada disto tudo.

Vamos proibir o Alcool também?

Thiago P.
2 de junho de 2011 09:05 comment-delete

O Victor Emanuel parece entender bastante o que o FHC defende, mas não entende o que o texto aqui diz... Já que ele gosta de sugerir coisas, sugiro a ele reler o texto, já que o texto diz exatamente o que ele está dizendo que o texto não diz...

2 de junho de 2011 09:42 comment-delete

Prezado Victor,

Obrigado pelo seu comentário!

Meu caro, por acaso vc já se deu conta que qualquer coisa que os evangélicos falam que contrapõe as opiniões dos liberais nos taxam de pré-conceituosos? Pois é, se falamos contra o PL 122 somos pre-conceituosos, se falamos contra descriminalização da maconha, somos pre-conceituosos, se somos contra o aborto, somos pre-conceituosos, se repudiamos o kit-gay, somos pre-conceituosos.

Sabe qual é o problema meu caro é que a sociedade brasileira está em estado de putrefação total. Lamentavelmente gente como vc, tem ivertido os valores cristãos relativizando a fé chamando bom de mal, amargo de doce, luz de escuridade.

Que Deus tenha misericórdia do Brasil.

Renato Vargens

2 de junho de 2011 09:45 comment-delete

Sou totalmente contra em todos os sentidos!
Porque será tudo o que não presta nesse país tem que ser liberado? Será que já não nos basta termos que conviver com tantas outras coisas que somos obrigados a "engolir" de alguma forma?
Não, isso não pode acontecer!!!

2 de junho de 2011 09:57 comment-delete

Depois q começei a dar palestras e aconselhamento numa casa d recuperação sou totalmente contra descriminalização da maconha.

Já imaginou a propaganda na TV aberta no horário nobre? Compre seu pacote de maconha em 10 vezes sem juros no cartão! Consuma sem moderação! : )

Pastor Renato, Deus seja louvado pela tua vida e ministério.

Abraços!

2 de junho de 2011 10:07 comment-delete

Graça e paz pastor!

Na minha opnião, usuário é pior que traficante, pois o traficante só existe para atender o usuário! A punição deveria ser a mesma para ambos, só assim a guerra contra as drogas começará a ser vencida, qdo usuário for preso por causa do seu vício!

Se ninguém mais comprar droga, o traficante subsistirá??? Não adianta fica dando murro em ponta de faca, prendendo e matando os traficantes, pois na mesma proporção em que são presos ou mortos, surgem outros para ocuparem seus lugares.

O que tem de ser combatido é o consumo da droga e não a venda. Acabando com o consumo, acaba-se com o tráfico!!!

TEM Q PRENDER USUÁRIO E COM DURAS PENAS!!!

Isso sim é respeitar os direitos humanos, pois deixar os usuários soltos (que são a minoria da população) atinge diretamente a maioria. Além disso estará se cuidando da saúde dessas pessoas.

É claro que não estou dizendo que o usuário deva ficar no mesmo presídio do traficante. Tem que se criar casas de recuperação em regime fechado, como num presídio, onde essas pessoas recebrão tratamento, poderão fazer cursos e trabalhar, tudo dentro do complexo penitenciário especial.

2 de junho de 2011 11:22 comment-delete

Anônimo (que afirmou ser usuário),

gostaria que você pudesse me ver pessoalmente para que não sentisse de minha parte nenhum tom arrogante ou de superioridade pois aprendi de Jesus Cristo que devo considerar os outros superiores a nós mesmos (ainda que defendemos o que cremos com intensidade).

Gostaria de levar você a pensar o que faz com que você use maconha. Há alguma coisa no seu coração, um vazio, uma revolta, alguma inquietação que faz com que você procure "relaxar" ou "fazer sua cabeça" usando drogas.

Quero te deixar a vontade e nem posso te julgar. A partir da minha própria experiência fiz uso dos 14 aos 17. Toda revolta (no caso do falecimento de minha mãe) e todo caos que minha vida se encontrava brotava de um vazio existêncial no meu coração.

Quando encontrei Jesus Cristo tudo mudou. Através do Evangelho, cheguei mais perto de Deus e conheci a verdadeira satisfação e felicidade. Deus transformou a minha vida e o meu coração.

Gostaria de conversar com você sobre Jesus. Você pode entrar em contato comigo, ou com o pastor Renato Vargens. Não queremos nunca julgar você. Somos caras normais que amam a Deus. Teremos o maior prazer em te ouvir, escutar as suas lutas e encorajar você através do Evangelho. Nós amamos você, acredite nisso.

Deni,

vejo incoerência em um cristão ser a favor da descriminalização da maconha. Mesmo com o abuso de autoridade citado pelo sr (que é igualmente errado quanto o uso da droga) um cristão jamais deve ser favoravel a contrariar a lei dos homens(somente se ela for contra Deus). A descriminalização intensificará o uso, que não faz bem para a saúde prejudicando neurônios por ser um alucinogeno.

Deus não quer isso de nós, correto?

Biblicamente, devemos ser contra o abuso da autoridade agente da lei a serviço do Estado mas também devemos ser contra o uso de substâncias que fazem mal ao ser humano.

Um princípio do direito (não sou advogado) é que a liberdade do outro termina quando a minha começa: imagina alguém fumando maconha debaixo da nossa janela ou atrapalhando criaças brincando no parque com o cheiro forte.

Devemos sempre , pela graça de Deus, estar ao lado do Evangelho.

2 de junho de 2011 16:23 comment-delete

Devido a ignorãncia e ao preconceito de pessoas desinformadas como senhor, que o progresso tarde. Mas não faltará, a maconha é a droga mais consumida, proibida ou não. Legalizada ela pode gerar recursos, para tratar os que abusam de seu uso como o alcool e o cigarro por exemplo. É Proibido proibir, a ignorância deveria ser proibida também.

Anônimo
2 de junho de 2011 16:58 comment-delete

POÍS É EU ASSISTI A REPORTAGEM SOBRE ESSE ASSUNTO E UMA COISA QUE ME CHAMOU À ATENÇÃO NO QUE O EX-PRESIDENTE FHC FALOU QUE AO CONTRARIO DO BRASIL OS PAÍSES QUE JÁ LIBERAM O USO DA MACONHA SÃO DIFERENTES DO BRASIL EM MUITOS PONTOS:CULTURA, RIQUEZA,POLÍTICA,SAÚDE E.T.C
EMTÃO ANTES QUE ESSA "LIBERAÇÃO" SEJA APROVADA, E IMPORTANTE NÃO USAR, COMPARAR O BRASIL COM ESSES PAÍSES.SERÁ QUE O BRASIL TEM ESTRUTURA PRA SUPORTAR A "LIBERAÇÃO" DO USO INDISCRIMINADO DA MACONHA?

2 de junho de 2011 17:06 comment-delete

Prezado anônimo,

Vc me chama de ignorante, o que muitas vezes o sou, simplesmente pelo fato de não saber tudo. Já vc que tudo sabe é frouxo. É frouxo porque não tem coragem de assumir o que fala, nem tampouco de assinar seu nome nos comentários que faz.

Lamentavelmente,

Aquele que tem nome,

Renato Vargens

2 de junho de 2011 18:54 comment-delete

Esse papo de descriminalizar maconha é um absurdo sem tamanho, e maior absurdo ainda é a argumentação de pessoas que se apresentam como cristãs. Então quer dizer que, por não podermos impedir o pecado, vamos legalizá-lo? Que tal então legalizar a prostituição, o tráfico de menores, a pedofilia, a zoofilia, o roubo, o assassinato? Não seria um "barato"?

Se for aprovada a descriminalização, quem é a favor disso se tornará automaticamente culpado pela quantidade de jovens que, por facilidade de acesso à droga, apresentarem os sintomas ligados à cannabis que TODO MUNDO DEVERIA CONHECER: problemas no pulmão (bronquite, perda da capacidade respiratória, câncer); menor produção de testosterona; em longo prazo, diminuição da capacidade intelectual (memória e aprendizagem), letargia e falta de motivação para as tarefas mais simples do cotidiano. Você ia querer isso para o seu filho: burro, lerdo e desanimado? (Se é que você, que fuma maconha, já não está burro, lerdo e desanimado, e não consegue enxergar isso em si mesmo!) Então não promova a legalização!

2 de junho de 2011 20:17 comment-delete

Norma,

Cocordo com vc em gênero, número e grau!

Renato Vargens

2 de junho de 2011 22:37 comment-delete

Amados, eu parto do princípio de que Deus deixa o homem livre para escolher entre o bem e o mal. Descriminalizando ou não o que consideramos biblicamente como pecado, haverá pessoas que optarão pelo uso (ou por pecar), independentemente de nossa posição cristã. O que um cristão deve fazer é orientar os que ainda não usaram a não usar (e pq) e os que usam a não mais usar (e pq). Jamais nós conseguiremos evitar quem quer que seja de pecar contra nosso Deus! Isso é dar murro em ponta de faca!
Nosso papel no mundo é se luz para quem está em trevas, mas não impedindo à força quem faz opção pelas trevas de seguir seu caminho, obrigando-o a assumir nossa crença.
Espero que me entendam...

3 de junho de 2011 01:23 comment-delete

Desculpe Renato,
Mas seu ultimo comentário foi isento de argumentos. Você apenas se esquivou. Porque? Não quero aqui me ater a falsos julgamentos, como você mesmo fez a minha pessoa. Vou lhe afirmar umas coisas sobre mim. Sou cristão, batista, prezo pela correta ortodoxia, não sou teologo, mas também estou longe de ser ignorante. Conheço muito bem a realidade da minha cidade, tendo contato direto com trabalho junto a moradores de rua e bairros dominados por facções crimonosas e esquecidos pela sociedade (a igreja ignora a existência deles também). Esse é o meu perfil, sobre o qual você julgou me Liberal, mas sei que não sou e sou aluno de grandes nomes da Ortodoxia (evito citar). Mostrado meu curriculo, vou ao argumento: descriminalizar o uso da maconha e tratar como problema de saude, permitindo o uso sob circunstancia controlada (como está no video), vai combater o trafico de drogas, melhorar a assistencia aos viciados e diminuir a criminalidade (como já foi provado em paises que isso aconteceu). Não estamos falando em liberar o uso de drogas. Não estamos falando de abrir as portas ao liberalismo teologico. Eu mesmo nunca usei maconha e sou contra o uso dela. Mas sou a favor de amar aqueles que usam e trata-los como doentes e não como criminosos. E a melhor forma de combater o trafico é tirar da mão deles o lucro, pois o trafico é uma empresa.

Espero que você siga o conselho de Rm 12:1, renove a sua mente. Veja que atitudes como a sua, e a do FHC durante o seu governo só alimentarão mais o trafico de drogas. Olhe os dados e pense!!!!!!!

3 de junho de 2011 10:51 comment-delete

Caro Renato,

Bom gostei da leitura do seu comentário. So estudante de Direito, os argumentos utilizados foi por experiência própria? ou casos que conheça isolados? depende do contexto que você está se expressando.....

Deixo claro que so contra aliberação de qualquer tóxico ou drogas ilícitas, porém precisamos pensar em outro prisma e observar o outro lado, explico melhor..


Todos agora estão preocupados com aliberação da maconha, porém já pensaram no cigarro? uma droga com mais de 4000 substâncias dentro de 1 cigarro... e somos obrigado a suportar.... outro caso é a bebida, mais 50% de morte no trânsito é ocasionada pela bebida...

Em algumas pesquisas percebi que em caso de cancer terminal alguns médicos dão remédio a base de maconha para os pacientes (medicina usando em casos isolados)


Fica uma pergunta para todos, será que não está na hora de revermos esses políticos no poder? que literalmente estão fazendo "Besteira" precisamos se unir para acabar com isso. Segundo o que me consta se acontecer a liberação da maconha,é um passo para assassinos pedirem o fim das prisões,bandidos correrem atrás de leis para selivrarem...


Pensem, não levem consigo pensamentos preso e pessoal, abram a mente para que evoluam.


Jonathan Coelho Zaninelli
jonzaninelli@gmail.com
mandem cíticas e sugestões

JONATHAN COELHO ZANINELLI
3 de junho de 2011 11:55 comment-delete

Pois eh, isso vai dar o q falar...ja podemos perceber, q após a aprovação da união estável de homosexuais,os maconheiros se sentiram no direito de ir as ruas pedir a liberação do uso da erva...acho q no pensamento deles funciona assim:"Se homem com homem, e mulher com mulher pode casar...pq eu nao posso fumar munha maconha em paz?imagine só, vc leva o seu filho na parquinho para brincar com os amiguinhos,e se depara com a cena de um casal gay passeando de mãozinhas dadas trocando beijinho,e do outro lado um maconheiro sentado no banco da praça...fumando o seu cigarrinho de maconha tranquilo!e vc tendo q falar para o seu filho q tdo isso eh normal!
Só a graça de Deus!

3 de junho de 2011 13:03 comment-delete

Olá Renato Vargens obrigado por responder meu comentário

olha só

"que vc pudesse compartilhar o que escreveu com uma mãe que perdeu o seu filho para as drogas lhe dizendo que a maconha não é a porta de entrada para as drogas; ou até mesmo compartilhar com um pai que sogfre pela dor da perda de um filho que a Cannabis é inofensiva e que tem quer liberada."

Meu Caro Rentao Vargens

1º Eu nunca disse que a Cannabis era inofensiva
nada na face dessa terra é inofensivo.

2º a porta de entrada para as drogas é o alcool se você se infromar um poquinho só vc vai saber disso.

"Sinceramente eu estou cansado desta burguesia nojenta que fala de paz e amor, mas não abre mão de seu baseado."

3º Eu é que estou cansado do COMPORTAMENTO ADAMICO da humanidade, em por a culpa em terceiros por causa de seus proprios erros, e minha tristeza é que a Igreja cai nessa jogada, a verdade é que as familias estão infestadas de problemas de relacionamento, que culminam em percas familiares, se o ser humano educasse seu filho a luz da verdade a realidade seria bem diferente, mas a natureza pecaminosa do homem se recusa a reparar esses tais erros e muitas das vezes os filhos é que pagam o preço.

Agora vir com esse papo de assistente social desinformado: ahh que vc percisa compartilhar isso com uma mãe ou um pai e não sei o que mais... eu tenho 25 anos cara sou morador de ghetto e penso todos os dias em ter filhos e peço: Deus me da sabedoria p/ criar um filho um dia nessa sociedade, pra errar pouco e reparar todos meus erros, por que está cada dia mais dificil, ou seja grande Renato a culpa não é da maconha, a culpa não é do traficante a culpa é nossa, Pais, Mães e Irmãos, Se você for observar mais um poquinho ao invés de pronunciar o que você acha, vai saber que Satanás ( "Traficante, Maconha" ) usa das brechas que o ser humano dá, isso é Biblia Renato!

___________________________________________________________________________
JUAN DE PAULA

"um cristão jamais deve ser favoravel a contrariar a lei dos homens(somente se ela for contra Deus)"

1º vou te dizer uma coisa, Serei sempre contra a Lei dos homens se ela for injusta, se ela for mentirosa, ilusória, ludibriadora e só pelo fato de ela ser a Lei dos Homens eu já olho pra ela de canto de olho entende? e não adianta querer mudar minha forma de pensar EM RELAÇÂO A ISSO por que essa sua visão para mim é torpe, por que o que Jesus quis dizer naquela passagem que ele fala para obedecermos a leis dos homens não foi isso ai que vc tá falando, ele sempre obedeceu a lei deles mas nunca se calou perante a elas, é só você ir lá na biblia que vc vai ver ;D

"vejo incoerência em um cristão ser a favor da descriminalização da maconha"

2º é incoerência, é indecente, é feio para você defender a descriminalização, por que simplesmente nós nos omitimos em relação ao alcool, e por que essa é a visão comun da "Sã" Igreja Contemporanea de Jesus o normal para mim seria ser normal ;)

VICTOR EMANUEL

Mano continue com seu trabalho junto a essas pessoas, por que é disso que
é isso que vinga é isso que vingará

perdoem o teor as vezes agressivo do que eu disse
é o cansaço...
já disse tudo que tinha para dizer, o resto está por ai é só observar,
me despeço aqui do tópico pois meu tempo tem sido regrado.
Paz e Verdade a Todos!

3 de junho de 2011 22:45 comment-delete

Deni Rodriguez

Concordo com quase tudo que você disse. Só tem uma coisa que sou absolutamente contra. Proibir! Lembra o que Jesus falou quando encontrou a mulher adultera? "Ninguém te condenou, eu também não te condeno. Vai e não peques mais." Acho que temos muito o que aprender com o Mestre, a Graça é uma nova otica de ver o mundo, não é mais a lei de proibir e repreender. É a lei de amar e ensinar. Ensinar com paciência, da mesma forma que Paulo ensinou aos Corintios. Fico imaginando o que o Renato (encare como critica construtiva, admiro muito seu blog) veria a Igreja em Corintios, eles eram bebados, adulteros e outras tantas tipos de pecados que escandalizariam todos hoje. Mas Paulo com uma extrema sabedoria nos deu uma carta que tem uma das mais belas poesias. Isso era a graça, ver que aqueles pecadores são tão errados como nós. Não essa visão de "onde esse mundo vai parar!"
Adimiro muito Paulo, e ele escreveu uma vez "Retei o que é bom", apesar de discordar de toda a visão politica (altamente conservadora e anti-cristã) do Renato, ainda lerei esse blog, pois encontro algumas perolas de sabedoria.

Prender um maconheiro só vai piorar o estado dele. Combater o trafico só vai aumentar o preço da droga e o lucro dos traficantes (alguém fez uma pesquisa pra ver quanto custava o preço do baseado antes e depois da invasão da Vila do Cruzeiro?). Se usarmos a inteligência e o amor podemos combater as drogas e salvar vidas! Mas usando o amor e não o cacetete!

Deus os ilumine

4 de junho de 2011 14:14 comment-delete

Vitor Emanuel,
Foi exatamente isto que eu quis dizer. Obrigada por ser mais explícito e mais convincente!

4 de junho de 2011 20:13 comment-delete

Vocês não sabem o que falam... Não conhecem a realidade, estão num mundo de fantasias e ilusões. Literalmente ignorantes.

27 de julho de 2013 13:30 comment-delete