Haiti, um ano depois. A solidariedade continua!

Por Renato Vargens

No dia 12 de janeiro de 2011 o planeta  se lembrará do terremoto que destruiu Porto Príncipe, capital do Haiti, país mais pobre das Américas. 

Em Julho do ano passado eu estive por lá onde pude testemunhar com os meus próprios olhos a dor e a tragédia de uma população que perdeu quase tudo aquilo que possuía. De fato, o terremoto Haitiano foi devastador, vitimando mais de 400 mil pessoas.

Hoje,  um ano depois, o Haiti ainda encontra-se em ruínas. Infelizmente um número incontável de cidadãos, ainda sofrem as consequências de um abalo sísmico que aniquilou completamente a capital haitiana. No entanto, Deus pela sua infinita misericórdia tem levantado pessoas das nacionalidades mais distintas para socorrer e auxiliar o povo do Haiti, dentre estes, o Senhor tem capacitado o Pr. Mário de Freitas, que juntamente com outros pastores brasileiros têm se dedicado com esmero ao sofrido povo haitiano, levando a cidade de Porto Príncipe recursos e alimentos.

A Missão MAIS ( Missão de Apoio a Igreja Sofredora) , dirigida por Mário já esteve 05 vezes no Haiti auxiliando milhares de desabrigados com cuidados pastorais, alimentação, recursos financeiros e medicamentos. 

Nesta semana,  Mário e sua equipe estarão retornando ao Haiti com alguns objetivos: concluir mais uma etapa da reconstrução de igrejas no Haiti; fortalecer as parcerias entre as igrejas brasileiras e os pastores haitianos; verificar elementos legais e documentais para a implantação da fábrica de reciclagem que  será implantada nos próximos meses em Porto Principe;  além de  realizar dois eventos importantes para o futuro da nação.

No dia 11 de Janeiro, 3a feira, o cantor brasileiro Kleber Lucas estará ministrando na base militar brasileira. O convite foi feito pelo comandante geral das tropas brasileiras da MINUSTAH, o Coronel Ronaldo Lundgren. Na ocasião, a Palavra de Deus também será pregada  a aproximadamente 2000 militares brasileiros que servem à ONU no Haiti. Participarão do culto também Gerson Ortega, a banda Ortegas, o Pr. Lucinho Barreto da Igreja Batista Getsêmani em BH, entre outros.

No dia 12 de janeiro, 4a feira, o terremoto que assolou o país completará um ano. Nesse dia, esses mesmos irmãos mencionados e vários outros que ministrarão  para mais de 5000 pessoas num culto especial, na região de Delmas. Esse culto será realizado a partir das 16h, e às 16:53h, horário original do terremoto, será levantado um clamor em prol da nação, da reconstrução, das famílias das vítimas, das eleições, das vítimas da cólera, entre outros aspectos.

Isto posto, rogo aos irmãos que estejam orando pelo Mário e sua equipe a fim de que o Senhor possa ajudá-los a ser luz naquele lugar, em meio a mais uma catástrofe. Se puder, ajude a M.A.I.S  financeiramente na manutenção desse trabalho que, ainda sem apoio da imprensa e sem atenção internacional, continua sendo prioritário aos olhos do Pai!

MAIS – Missão em Apoio à Igreja Sofredora
BANCO ITAÚ
AG.0937
CC 44077-4
CNPJ 12.492.298/0001-83

Nele,

Pr. Renato Vargens

1 comentários:

É verdade, tive a oportunidade de ir ao Haiti em setembro com uma equipe do Clamor pelas Nações . O que vi por lá é um país sem esperança, vivendo em meio a miséria , um submundo, a maioria do país inclusive capital Porto Principe está sem luz e água potável e mais de 1 milhão de pessoas morando em barracas de lona num calor insuportável típico de paises caribenhos.
Tive também a oportunidade de acompanhar o trabalho desenvolvido pela equipe do Pr Mario da MAIS, com a ajuda da Jocum, eles estão contruindo igrejas nos campis e alfabetizando em português os haitianos que são um povo sedentos em aprender nosso idioma.
Então peço a todos que ajudem essa missão com recursos financeiros para que o trabalho continue sendo feito e também com oração pelas vidas de todos que estão envolvidos nesse trabalho, inclusive aos que estão indo para esses eventos que vão acontecer ao longo dessa semana que será marcante para os brasileiros e haitianos.

Igor Santana

3 de janeiro de 2011 15:01 comment-delete