terça-feira, agosto 03, 2010

Testemunhando sobre o Haiti

Por Renato Vargens

Acabei de regressar do Haiti onde participei como preletor de um Congresso para pastores. Sem sombra de dúvidas vivenciei momentos especiais onde pela graça de Deus tive o privilégio de conhecer gente santa e piedosa.

O Haiti é um país de extrema miséria, o que nitidamente se percebe na cidade de Porto Principe. Devido ao terremoto ocorrido em 12 de janeiro, esta pequena nação do Caribe foi completamente destruida. Se não bastasse isso, uma multidão incontável de haitianos não possuem nenhum tipo de recurso financeiro disponível para a reconstrução de suas vidas e familias.

Ouso afirmar que se o Haiti não recebesse ajuda externa, a tragédia seria de proporções muito maiores! No entanto, apesar do caos reinante naquele lugar, a igreja haitiana vivencia lampejos de um genuino avivamento espiritual. Os cultos evangélicos costumam começar às 6:00 da manhã e possuem a duração no minimo de quatro horas. O louvor é absolutamente cristocêntrico e a pregação da Palavra aguardada com expectativa pelos ouvintes.

No tempo que lá estive, não vi nem ouvi reclamações, murmúrios ou queixas por parte dos crentes. Não vi nenhum dos haitianos exigindo de volta o que era seu, nem tampouco determinando prosperidade e riqueza em nome de Deus. Nos dias em que lá estive não vi campanhas de enriquecimento, de quebra de maldição familiar, como também não testemunhei a comercialização de unções escalofobéticas e financeiras.

Caro leitor, os cultos haitianos são lindos e cheios da graça de Deus! Visitei uma igreja em que uma das canções ministradas dizia: "hoje pode ser o último dia para louvarmos ao Senhor, vamos fazê-lo de todo coração." Fui numa outra Comunidade Cristã que teve o seu templo destruido pelo terremoto e que em virtude disto por alguns meses se reuniu nas ruas. Quando lá cheguei pude presenciar uma multidão de pessoas dispostas a adorar ao Senhor. Na ocasião preguei a Palavra de Deus e pude testemunhar que aquele povo amava ao Senhor por aquilo que Ele era e não por aquilo que Ele podia dar.

Nossos irmãos haitianos vivem como se Jesus fosse voltar a qualquer momento, em virtude disto, eles vestem suas melhores roupas, engraxam seus sapatos, estampando em seus lábios um lindo sorriso.

Durante a conferência para pastores pude ver que a Palavra de Deus possui papel preponderante na liturgia haitiana. As mensagens ministradas durante aqueles dias tiveram a duração mínima de 90 minutos. No entanto, apesar do longo tempo destinado a homilia, pude perceber que ninguém olhava o relógio ansioso pelo fim do culto, como também ninguém se ausentava do auditório para fazer uma outra coisa qualquer.

Prezado amigo, durante todo este tempo em que lá estive, não ouvi um barulho de tambor, como também não presenciei atividades relacionadas ao Vodú. Antes pelo contrário, Porto Principe está lotada de Igrejas evangélicas e de gente que verdadeiramente ama ao Senhor Jesus.

Creio que os que lá estiveram fora profundamente marcados por Deus. Louvo ao Senhor por ter me levado ao Haiti e de ter tido o privilégio de conhecer gente cujo coração encontra-se encharcado de amor pelo Senhor.

Termino este texto com a letra de uma das canções mais lindas que tive oportunidade de cantar naquele lugar.

"Ou sen, ou sen, ou sen
Ou sen Senye
Se toupatou sou laté
Yap di jan ou sen

Ou fidel, ou fidel, ou fidel
Ou fidel Senye
Se toupatou su laté
Yap di jan w fidel

Ou Kapad...
Ou reil...
Ou gran....
Ou pwissan..."

Merci Papa!

Renato Vargens
Juan de Paula disse...

Bravo Renatão,

Deus abençoe o povo dele no Haiti.

J.

Mizael Andrade Reis disse...

Renato,

Fiquei muito feliz em ler seu testemunho. Saber que Deus, em meio aos escombros está derramando do seu avivamento sobre os haitianos é maravilhoso.

Deus seja louvado.

Graça e Paz
Mizael Reis

ROBSON SILVA disse...

Nobre amigo Renato Vargens,

Me enche de alegria o coração, e de orgulho santo (você sabe: temos que ter cuidado com a policemia...) saber que ainda temos pastores crentes de verdade e comprometidos com as vidas das ovelhas, e não apenas com suas lãs...

Saber que O PAPAI DO CÉU tem trabalhado em favor dos nossos irmãos haitianos faz encher de gozo a minh'alma... ELE É FIEL!

Parabéns, nobre amigo, pela disposição e desprendimento...

Que o ETERNO prossiga te abençoando.

Em Cristo,

Robson Silva
Prossigo para o Alvo

Cobax disse...

ótimo blog Renato... muito edificante, como é bom saber, como no relato acima, que ainda existem cristãos apaixonados por Deus espelhados pelos quantro cantos do mundo... grande abraço.

Caline Galvão disse...

Eu tinha ouvido falar que a Igreja no Haiti estava bastante avivada, não sei se depois do terremoto... Mas quando a gente lê um testemunho como este é que percebemos o que realmente Deus tem feito naquele lugar. Imagine se os crentes brasileiros vivessem como os haitianos acreditando que Jesus está na iminência de voltar? Eu sempre penso na possibilidade de Jesus voltar hoje, mas é fato que não vivo como se Ele fosse voltar hoje!

Interessante é saber como Deus tem preservado a Igreja do Haiti contra as falsas profecias da Prosperidade... Que pela graça do Senhor continue assim!

Creio que foi bastante gratificante para você esta experiência! Deus continue te abençoando e te usando!

Caline Galvão disse...

Pr. Renato, percebi na sua agenda que vc estará aqui em Jampa, em outubro, numa Congregacional... Será que é na minha igreja??? Nosso último congresso de missões foi em outubro do ano passado... Mas pode ser só coincidência com outra igreja.

"09/10 - Congresso de Missões - Congregacional de João Pessoa - PB"

Renato Vargens disse...

Caline,

Na verdade eu ainda estou aguardando a confirmação deste evento. Os irmãos fizeram em fevereiro contato comigo no congresso da VINACC na cidade de Campina Grande. O que sei é que essa igreja faz parte da Aliança de igrejas congregacionais do Nordeste.

Abraços,

Pr. Renato Vargens

Pr. Marcos Crecchi disse...

Toda a terra pertence ao Senhor. prova disso é sua maravilhosa graça derramada sobre esse povo haitiano, fica em paz servo do eterno.

augusto elias disse...

Aquele povo ainda tem fôlego e por isso estão louvando ao Senhor,Deus se alegra porque clamam em meio a tanta desgraça.A palavra de Deus aponta para o futuro de uma vida eterna,certamente eles terão o seu espaço no Reino do Senhor.Creio ainda que Deus tem algo grandioso na vida do povo haitiano.

Caline Galvão disse...

Minha igreja faz parte da Aliança (1ªIEC de João Pessoa)! Rapaz... Vou procurar saber informações com Jairo que é o líder de missões. Seria muito interessante conhecer alguém que só conheço por blog! Pra falar a verdade cheguei aqui neste blog por acaso através de um post seu sobre as "águas" que alagaram o RJ este ano.

Abraços!

Douglas disse...

Amado irmão,
Estou indo para o Haiti na próxima semana, e queria saber informações sobre como está sendo a missão naquele pais.
E esta canção, ela é alguma conhecida nossa? como é a harmonia dela?

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only