Conhecendo as doutrinas da Bíblia - Parte 1 - A escravidão do pecado.

Por Renato Vargens
As Escrituras são absolutamente claras em afirmar que independente de cor, raça, sexo e nacionalidade, nascemos em um estado de pecaminosidade, culpa, e morte espiritual. O ensino cristão é de que não existe um homem neste planeta que possa considerar-se justo pelos seus próprios méritos. Na verdade, a Bíblia afirma que “todos pecaram, e que todos estão destituídos da graça de Deus.” (Rm 3:23), diz também “que o salário do pecado é a morte” (Rm 6:23), e que quem peca, “transgride a lei” (I Jo 3:04), e que o pecado faz separação entre os homens e Deus. (Is 59:02)

A Bíblia diagnostica o pecado como uma deformidade universal da natureza humana, deformidade que se manifesta em detalhes na vida de cada indivíduo. A doutrina reformada ensina que o homem é totalmente depravado e que necessita desesperadamente de salvação. O Apostolo Paulo ao escrever a igreja de Éfeso afirmou: "estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais" (Efésios 2:1-3). Ora, segundo o ensino paulino toda pessoa não regenerada pelo Espírito Santo de Deus está espiritualmente morta, fazendo a vontade da carne, do mundo, além de viver uma vida absolutamente escravizada por Satanás.

Em outras palavras, isso significa que cada um de nós nasceu como um completo pecador. Nossa essência é pecadora, todo nosso ser é pecador, nossa mente, emoções, desejos, e até mesmo nossa constituição física está corrompida, controlada, e desfigurada pelo pecado e seus efeitos. Ninguém escapa desse veredicto. Nós somos totalmente depravados. Efésios 2:1 resume a doutrina da depravação total ao afirmar que os homens estão mortos em delitos e pecados. À luz desta verdade sou obrigado a confessar que a condição humana não poderia ser pior. Entretanto, Deus sendo rico em misericórdia por causa do grande amor com que nos amou nos deu vida em Jesus salvando-nos da ira vindoura e libertando-nos da escravidão do pecado.

Caro leitor, para ilustrar de forma prática, estou colocando abaixo dois vídeos. O primeiro protagonizado por Paul Washer que com graça e sabedoria disserta a respeito da doutrina da depravação total. O segundo traz informações tecnicas sobre a Lepra, o que segundo a Bíblia SIMBOLIZA o nosso estado de pecaminosidade.

Minha sugestão é que você não deixe de assistir estes vídeos. Tenho plena convição que após assisti-los ,sua visão sobre o pecado nunca mais será a mesma.

Soli Deo Gloria,

Renato Vargens



3 comentários:

O pecado é uma doença grave, séria, que leva, sempre à morte. Em contrapartida é-nos apresentado Jesus Cristo. Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Por causa do nosso pecado a natureza geme, ansiosa a redenção dos filhos de Deus. O nosso pecado destruiu o nosso relacionamento com Deus, com os homens e com a natureza. Mas graças a Deus que Jesus veio nos salvar, limpar e perdoar. Louvado seja Aquele que nos tirou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do Seu amor. Aleluia!

22 de janeiro de 2011 20:06 comment-delete

gostei,realmente nós seres humanos somos todos maus,obrigado pelo texto,isso serve de edificação,as vezes pensamos que somos bons,mais diante da palavra de Deus não fica duvidas,"todo homem é MAL".

Paz do Senhor Jesus!

23 de janeiro de 2011 00:16 comment-delete

Gostei muito do post! E tudo com base bíblica! Está tudo muito bom, parabéns!

E Paul Washer é um homem de DEUS, sem dúvida. Recomendo que assistam: Dez acusações contra a igreja moderna, de Paul Washer, só vai te edificar :)

23 de janeiro de 2011 23:37 comment-delete