segunda-feira, janeiro 24, 2011

Profetas que se acham acima do bem e do mal.

Por Renato Vargens

Há pouco ouvi um relato de uma irmã  que ao dirigir-se a um senhor chamou-lhe de irmão. Para surpresa dela, o homem de modo sisudo respondeu firmemente dizendo: Irmão não. Pastor. Por favor me chame de pastor.

Pois é,  lamentavelmente alguns dos líderes evangélicos tupiniquins tem demonstrado ao longo dos anos uma enorme fome por titulos esclesiásticos. Se não bastasse os oficios e titulos convencionais, esta corja aproveitadora, inventou outros tantos mais. Nesta perspectiva  multiplicaram-se os apóstolos, apareceram os profetas da restauração que a reboque  fabricaram os titulos de paipostolo,  Patriarca  Apostólico, Principe de Israel, dentre tantos outros mais.

Caro leitor, como já escrevi anteriormente estou cansado das invencionices apostólicas. Já não aguento mais, ouvir tanta bobagem. Sinto-me perplexo com inúmeras aberrações! Não suporto mais ouvir a cada dia a noticia do surgimento de uma nova unção. Estou cansado deste pilantras fabricantes de falsas doutrinas cujo ensinamento principal é a honra dos profetas.  Para exemplificar o que estou dizendo reproduzo abaixo um texto que encontrei no BLOG "Não me mate de vergonha"  onde o  autor reproduz um texto do bispo africano Dag Heward-Mills que ensina 28 maneiras de honrar seu profeta, as quais reproduzo abaixo:

01. – Fale do seu profeta com admiração. Faça isto quando estiver falando, pregando ou ensinando.
02. – Cite pérolas de sabedoria do seu profeta com freqüência. Jesus é a cabeça da igreja e somente ele deve ser exaltado, contudo você deve saber que em cada organização há um tronco e este é o seu profeta e ele deve ser honrado, portanto fale do seu profeta como um exemplo a ser seguido.
03. – Tenha uma admiração genuína pelo seu profeta e elogie-o sempre e em todas as ocasiões. Para começar, se você não admira seu profeta nem sequer deveria estar seguindo-o. O bom seguidor enxerga boas coisas nas decisões do seu líder.
04. – Apresente publicamente seu profeta de maneira entusiasmada e faça elogios a sua mensagem. Testemunhe publicamente sobre como você foi abençoado através das mensagens do seu líder e as pessoas o admirarão mais ainda.
05. – Celebre a visita e a presença do seu profeta com entusiasmo. O normal é alguém ficar feliz com a chegada de alguém que ama e manifestar isso de alguma maneira.
06. – Faça os críticos de plantão entender, com as suas atitudes e gestos que elas vieram reclamar com a pessoa errada. Se várias pessoas tem liberdade para chegar a você e falar mal do seu líder, tem algo errado com você.É preciso ter um espírito rebelde, para as pessoas terem liberdade e abertura para vir falar mal do seu líder para você.
07. – Encontre justificativas genuínas para qualquer engano do seu profeta. Não o exponha ao ridículo. Todos têm uma cota de falhas e seu profeta não é a exceção. Caso ele se atrase, por exemplo, encontre uma boa justificativa ao invés de expô-lo ao ridículo
08. – Quando seu profeta não puder participar de um compromisso, você deve estar apto para justificar as partes envolvidas, que ele não pode estar por razões muito importantes. Você deve passar uma boa impressão do seu profeta aos outros e não usar frase, tais como: “Não sei por que ele não veio visitá-lo aqui no hospital, da ultima vez que eu liguei ele estava dormindo ainda!”
09. – Esteja sempre lembrando a todos com atitudes apropriadas que você não é o pastor titular da igreja. Quando as pessoas estavam empolgadas com o ministério de João, o Batista, ele fez questão de enfatizar: “…eu não sou o Cristo, sou apenas o que veio apresentá-lo ao mundo” (João 3:28).
10. – Lembre sempre seus discípulos que você aprendeu o que sabe com seu profeta. Jesus sempre dizia: “Eu aprendi com o Pai” (João 5:19).
11. – Quando ministrar na igreja, lembre a todos que você o faz debaixo da autoridade e concordância do seu profeta.
12. – Celebre as conquistas do seu profeta. Nunca pense que ele não merece a fama e a popularidade que alcançou. Quando falaram a João Batista da fama de Jesus, ele respondeu: “Importa que ele cresça e eu diminua” (João 3:30).
13. – Esteja sempre atento ao conforto de seu profeta, cedendo a sua cadeira para ele se for preciso.
14. – Fique verdadeiramente empolgado com a chegada e o envolvimento de seu profeta em qualquer atividade da igreja.
15. – Honre a esposa do seu profeta. Se você recebe bem a minha esposa, você recebe bem a mim.
16. – Decida aprender sempre com o seu profeta. Não fique ressaltando mental ou verbalmente os seus defeitos. Decidam aprender algo bom com seu profeta todos os dias. Dois discípulos estavam ouvindo a mensagem do seu profeta no domingo de manhã. Um deles disse: “Meu pastor parece que não tem mensagem, pois está repetindo o que pregou na semana passada.” O outro disse: “Como ele ensina bem. Esta repetindo novamente para que ter a certeza de que aprendemos a lição!”
17. – Assista aos DVDs, leia os livros e todo o material produzido pelo seu profeta.
18. – Ressalte em suas pregações o sucesso e os feitos heróicos do seu profeta.Use os exemplos de seu líder para lembrar-se de coisas nobres.
19. – Cumpra as determinações tomadas pelo seu profeta, ainda que você tenha uma opinião diferente a respeito do assunto. Você pode dizer: “Não acredito que seja a coisa certa a ser feita, no entanto se você decidir assim, eu obedecerei.”
20. – Nunca crie um grupo de comunhão, ou faça reuniões particulares para tratar de assuntos da igreja sem o conhecimento e a aprovação do seu profeta.
21. – De vez em quando prepare surpresas agradáveis para o seu profeta.
22. – Quando seu profeta estiver saindo de viagem, acompanhe-o até o aeroporto ou então vá recepcioná-lo quando retornar. Um discípulo relaxado dirá: “Ele tem esposa. Deixe que ela vá se despedir dele!”
23. – Durante sessões de aconselhamento dê assistência apropriadamente. Você está entendendo o que o pastor esta falando?
24. – Faça anotações do que o seu profeta falar nas reuniões, pois tudo que seu profeta fale ou ensine deve ser importante para você. Para anotar o que outro está falando precisa ser humilde.
25. – Ocasionalmente dê presentes ao seu profeta pessoalmente. Ex. mimos para a mulher que amamenta.  (dê gravatas, canetas, relógios, essas coisas…)
26. – Esteja preparado para proteger a imagem do seu profeta em qualquer situação embaraçosa que possa surgir devido a um erro cometido por ele.
Não ignore o fato de que o seu profeta é humano e pode cometer erros. Aliás, profetas não erram se enganam.
Um bom discípulo tem a consciência de que está atrelado ao seu pastor e se algo acontecer ambos afundarão juntos, portanto ele ora sempre por ele e oferece conselhos sábios.
27. – Seja o conselheiro sábio de seu profeta e não o bajulador de plantão.
28. – O verdadeiro discípulo conhece o seu lugar. Ele é apenas um aprendiz, apenas isso. O bom discípulo é feliz nesta posição.

Pois é cara pálida diante disto tudo falta-me palavras!

Que Deus tenha misericórdia de seu povo.


Pense nisso!

Renato Vargens
Robson Lelles disse...

Esse bispo africano, Dag Heward-Mills, deve ter se inspirado no putriarca terranovista, seus apústulas e demais bispulhas quando escreveu isso.

Ou é simplesmente mais um caso de megalomania psicopática, que tem acometido lideranças eclesiásticas no mundo inteiro, com enfase no Brasil.

Será essa a nova estratégia de Satanás para trazer para si a adoração que é devida somente ao DEUS Altíssimo? Coisa mais antibíblica, sem fundamento. Daqui a pouco estarão criando para si mantos de adoração com fios de ouro e apliques de pedras preciosas.

(vergonha alheia)

Susana disse...

Faltou uma que eu mesma já vi. "Fique em pé juntamente com a congregação para recepcionar o seu profeta que está visitando a subsede" Afinal ele merece honra!

O KOIOTE disse...

é.. o tipo de coisa revoltante que tomou conta da igreja evangélica brasileira, para nossa tristeza e vergonha.
seguidas vezes faço esse tipo de protesto no meu blog também.
Quando pudar faça uma visita: http://covildokoiote.blogspot.com

Deus te abençoe!

Raysa Soares disse...

Eu conheço gente que age mais ou menos assim, é lamentável!!

Ale disse...

Só pode ser piada! Daria um ótimo filme de comédia.

Graça Serrano disse...

Estes fatos começam a serem desenhados quando uns poucos, diplomados por homens, sobem num púlpito e fazem sentarem uns muitos nos bancos das "igrejas" para estabelecer um diálogo unilateral... Aí, os profetas começam se tornarem grandes sabedores iluminados e a platéia santos idiotas incapazes.
Então, o dizer do evangelista
"...a unção que vós recebestes dele fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas {as coisas,} e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, {assim} nele permanecereis." 1 João 2:27
torna-se imprópria e é descartada. O resultado é o que você descreve.

Murillo Leal disse...

Olha, sinceramente com atitude deles,os titulos que esses "IRMÃOS" fazem questão de mencionar ,mesmo que fosse possivel se intitular, não se justificamcom a SIMPLICIDADE EM JESUS. Veja só como são as coisas: enquanto alguns se intitulam apóstolos, Paulo dizia "não sou digno de ser chamado apóstolo" em 1 Coríntios 15:9. triste não?

Obs:Aonde encontro seus livros Renato? tem venda na internet?

Renato Vargens disse...

Murilo,

Vc poderá compra-los acessando: http://renatovargens.blogspot.com/p/livros-do-pastor-renato-vargens.html

Abraços,

Renato Vargens

Zilene disse...

Dei boas gargalhadas....quase ñ consegui terminar......"Seja o conselheiro sábio de seu profeta e não o bajulador de plantão", essa foi demais......
Falando sério, é de doer os dentes, misericórdia, nem Jesus recebeu tanta bajulação, ops, honra, até por que , acho que dessa forma Jesus dispensava.......
O que será que vem de agora ?

Ricardo B. Marques disse...

Já conheci muitas aberrações de pseudoprofetas que buscam autopromoção, assim como dos tolos que nutrem tais aberrações. Mas essa lista de "28 maneiras de honrar o seu profeta", do bispo africano, ultrapassou tudo que imaginei em termos de descaramento. É puro marketing pessoal e lavagem cerebral, típica daquelas seitas dominadas por gurus exploradores da idiotice alheia, que nós, cristãos evangélicos, tanto condenamos - agora tem "cristãos" fazendo exatamente o mesmo. Cheira a mais um passo rumo à apostasia que precederá o advento do anticristo...

Cris Barros disse...

Confesso que não aguentei ler mais que a 11ª "maneira"....Senti náuseas.
Que o Senhor nos livre de tamanhas loucuras e aberrações.

Marcelo de Andrade disse...

Aleluia! Glória a Deus!

Fico feliz por ver homens como esse "bispo" expandindo e defendendo suas doutrinas, pois isso nada mais é do que a simples comprovação de que a Palavra de Deus é infalível (1 Tm 4.1,2; 2 Tm 4.3,4; 2 Pe 2.1-3).

E, por favor, permita-me exultar e festejar muitíssimo por isso (Lc 21.28) antes que apareça por aqui algum "profeta" dizendo que "A LETRA MATA".

Graça e Paz,

Marcelo de Andrade.

Vinícius Fernandes disse...

De fato não há muito o que falar depois de um show de horror desses.

Mas temos os nossos profetas ditadores (ou será ditadores profetas?) aqui no Brasil também. Aliás, estamos fartos dessa prole.

Pessoas como Edir Macedo, Valdomiro Santiago, e quase toda a turma neopentecostal que estruturam suas "igrejas" com "i" minúsculo em torno de suas figuras, dentro de uma hieraquia tirânicamente rígida praticam exatamente o mesmo tipo de dominação.

Eles fazem o culto à personalidade, travestidos de líderes cristãos, nada mais sendo que falsos profetas, bem como o líder africano.

Mas não sendo bajulador e seguindo o item 27, daria uma Bíblia de presente para esse pessoal e os obrigaria, caso estivesse ao meu alcance, a leitura diária de blogs como esse durante 1 ano, para ver se se converteriam.

Marcos Crecchi disse...

Graça e paz Renato Vargens, coloquei essa matéria no blog da igreja ao gosto do freguês. Adcionei um vídeo c/ reportagem sobre esse tema, de católicos e evangélicos em festa have. Fique à vontade p/ colocar também em seu blog, o conteúdo tem mais a ver.

hermann vargens disse...

Pr. Renato Vargens,

Descobri o seu blog recentemente. Era disso que a Igreja estava precisando (e ainda está). O senhor é mais um a fazer a diferença, a enxergar como alguém que está "do lado de fora" da realidade cristã que estamos vivendo. Com certeza a sua visão e opinião ainda influenciarão muitos a perceber a nossa precária situação... como nós já não temos mais feito a diferença enquanto cristãos! Continue postando :)

PS: Talvez sejamos parentes beeeem distantes! Não conheço muitos "Vargens", rss...

Hermann Vargens

Ângelo dos Santos Monteiro, disse...

Oi, meu nome é Ângelo, tenho um blog no qual a temática é: "Um Olhar Bíblico Teológico Sobre Temas Atuais e Polêmicos". Gostaria de convidá-lo a fazer uma visita no meu Blog:

http://pbangelo.blogspot.com

Paulo César Cândido disse...

É triste, toda a honra e toda a Glória seja dada ao seu profeta!

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only