sexta-feira, dezembro 17, 2010

tá fazendo biquinho tá?

Por Renato Vargens
 
Por acaso você já reparou a existência de inúmeras pessoas que nunca estão satisfeitas com nada, e que em virtude disto reclamam de tudo? Pois é, infelizmente tais pessoas apesar de estarem empregadas, gozarem de boa saúde, além de possuírem uma bonita família, estão sempre mal-humoradas destilando amargura em seus relacionamentos afetivos e familiares.

Pessoas com este tipo de comportamento não conseguem enxergar nas adversidades, oportunidades significativas para o amadurecimento pessoal. Antes pelo contrário, mediante o aparecimento de conflitos e problemas comportam-se pessimamente reclamando da vida, dos amigos, do trabalho, da igreja e de tantas outras coisas mais.

Ora, ninguém gosta de ficar ao lado da mulher murmuradora, nem tampouco daquele que vê defeito em tudo. Os murmuradores profissionais atraem para si, sentimentos adversos daqueles que com ele se relaciona, levando-os a impressão de que estão sozinhos e isolados neste “mundo cruel”. Junta-se a isso o fato de que alguns destes, são assombrados por fantasmas inexistentes os quais os levam a uma vida esquizofrênica e adoecida.

Caro leitor, de que forma você tem lidado com a vida? Há pouco ouvi uma história interessantíssima que dizia:

“Uma senhora partiu de uma estação de trem com uma sacola contendo sementes. E aos poucos, no trajeto de sua viagem, ela jogava um pouquinho em cada ponto. Intrigado um jovem resolveu perguntar por que ela ficava jogando algo no chão durante a viagem. E ela gentilmente respondeu: "olha meu jovem, eu tenho que fazer esse trajeto duas vezes por ano. E eu sempre achei a paisagem desse lugar muito feia, sem vida, seca, sem brilho algum. Então resolvi comprar um punhado de sementes, e aproveito minha viagem para semear sementes de flores ao invés de ficar reclamando da feiúra do lugar. Você está vendo aquelas violetas? Plantei-as no ano passado. E aquelas roseiras? Elas foram semeadas há dois anos... "

Interessante não é verdade? Esta senhora poderia fazer a viagem reclamando de quão feia era a paisagem, no entanto, ela preferiu semear flores. E você, o que tem semeado? Queixumes ou esperança?

Será você um crente bicudo, ou alguém que através de atos de fé e confiança semeia coisas boas em suas relações?

Pense nisso!
 
Renato Vargens
Janise, Com ou Sem Crise disse...

"É mesmo assim Papai" rsrsrs... Só queria fazer uma "adendo", mas complementando, se me permite.
No Twitter ontem, minha sobrinha dizia que o tempo muda tudo e eu no meu entender, corrigi: o tempo não muda nada, nós é que temos que fazer a mudança, e foi o que a "senhorinha" do texto fez.
Se deixarmos o tempo passar, ele passa, mas leva durante todo o percurso nossa ações.
(ops,será que me fiz entender?)

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only