Indiana Jones, os neopentecostais e os caçadores da Arca Perdida.

Por Renato Vargens


Ontem revi o grande sucesso cinematográfico protagonizado por Harrison Ford, "Indiana Jones e os caçadores da arca perdida.

O filme conta a estória de um arqueólogo que foi contratado para encontrar a Arca da Aliança a qual continha as tábuas dos dez mandamentos dadas por Deus a Moisés no Monte Sinai . Segundo o roteiro de George Lucas, o exército que a possuisse seria invencível, o que fez com os nazistas a procurassem no intuito de que o poder que dela emanasse fosse usado a favor da Alemanha de Hitler.

Confesso que ao assistir esta famosa película holiwoodiana, lembrei-me da existência de algumas denominações neopentecostais que acreditam no poder "sobrenatural" da Arca, o que se percebe nitidamente  na enorme quantidade de igrejas que construíram réplicas deste utensílio do templo, acreditando que através delas Deus operará milagres espantasos.

Caro leitor, as vezes tenho a impressão que esse pessoal "pirou na batatinha"! Lamentavelmente para esse tipo de gente, Deus não passa de um grande receptáculo de onde se pode extrair poder  para  satisfazer suas vontades hedonistas.

Pois é cara pálida, diante do imblóglio que se encontra parte da igreja evangélica brasileira acredito que a única solução para este grave problema eclesiástico seja um retorno às antigas doutrinas da graça, pregadas pelos apóstolos e pelos reformadores, porque caso contrário experimentaremos dias de absoluta apostasia.

Pense nisso!

Renato Vargens

5 comentários:

Pr. Renato, graça e paz!!!

Eu brinco lá na Igreja, que nós somos os últimos dos seguidores de Cristo, não que vamos entrar em extinção mais a cada dia nos sentimos mais e mais afastados destes modismos, ( arca,shofar, etc e etc...).
Pregamos o evangelho simples de Cristo, sem duendes, fadas e monstros.
Graça e paz!!!

Nascimento
24 de agosto de 2010 09:23 comment-delete

É de chorar...Eu e meu marido não aguentamos mais ver o que fizeram com a igreja de Cristo...E prá quem quer pregar o genuíno evangelho, como nós, vemos uma grande barreira das pessoas, que mesmo ouvindo o que é correto, às vezes nos perguntam, pq não fazemos assim também...colocar esses enfeites de culto, atraem as pessoas, a igreja vai crescer...Aí eu me lembro de Isaías 53, que diz: "Não havia Nele, beleza ou formosura que nos agradasse..." O verdadeiro e puro evangelho, não agrada a essa igreja mundana que temos visto...Não há atrativos (cantores, arcas, shofar...), é a Palavra, a simples, mas poderosa e eficaz Palavra de Deus... Anseio pela volta de Cristo!

24 de agosto de 2010 13:35 comment-delete

Eu sou de Cristo, não sou judeu, os amo e quero o seu bem, mas praticar ritus de A.C; exclareçamos a este povo sempre que houver oportunidade, alguns dias atráz fui colocar vidros na casa de um pastor que adota esta religiosidade, tive um suave debate em cima das santas escrituras e o irmão ficou com o semblante nada agradável, porém silênciou cedendo ao novo testamento deixado para os que são de CRISTO.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

24 de agosto de 2010 15:07 comment-delete

Meu Deus!!! Estão mais religiosos do que praticantes de algumas religiões! Paulo já dizia sobre isso em (RM 8. 24) Porque em esperança fomos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará?
25 Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos.

NADA DE AMULETOS ENTÃO!!!!!

25 de agosto de 2010 01:28 comment-delete

Em relação ao comentário deixado por mim acima, em relação ao pastor da arca, eu o ví dirigindo seu carro com som promovendo um candidato as eleições, meus irmãos estou envolvido em meu lugar por crentes que estão com suas vidas aprisionadas a favores de vereadores/deputados, o famoso cabide de emprego, é lamentável, mas este povo quer falar de JESUS quando sobra tempo, será que estão ensinando certo ?

25 de agosto de 2010 14:35 comment-delete