terça-feira, julho 06, 2010

Como manter a saúde integral do ministério?


Por Renato Vargens
Mensagem Pregada no café da manhã com ministros do Evangelho na Escola de Pastores em Niterói-RJ

Alguns pontos a serem considerados:

1º -  Vivemos em um mundo absolutamente frenético.
2º -  Vivemos numa sociedade que nos pressiona o tempo todo exigindo resultados.

A Igreja, por exemplo, é assim. Ela exige dos pastores resultados imediatos. Na verdade, o ministério pastoral é extremamente árduo. Servir a Cristo como pastor ao contrário do que alguns pensam não é nada fácil. Na verdade, não são poucos os líderes que vivem debaixo de uma enorme pressão espiritual. A igreja em alguns casos é implacável exigindo do pastor muito mais do que ele possa dar.

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos afirma que cerca de 90% dos pastores estão trabalhando entre 55 a 75 horas por semana. O percentual de esgotamento está no máximo, com somente 50% dos pastores cumprindo seus anos de trabalho como pastor. A pesquisa também afirma que mais de 50% dos graduados nos seminários deixam o ministério depois de 5 anos. Mais de 1200 pastores a cada mês deixam o ministério devido a tensão ou situações relacionadas com a igreja, assuntos familiares ou falha moral.

O divórcio entre os ministros subiu em mais de 65% nos últimos 20 anos. Cerca de 94% dos ministros sentem a pressão de ter que ter uma “família perfeita”. Pesquisas revelam que 71% dos pastores dizem que estão tendo problemas financeiros. Cerca de 67% das esposas de pastores dizem que não estão satisfeitas com seu matrimônio e 33% dos casamentos pastorais sofrem de tensões causadas pela quantidade de trabalho.
Mais de 90% dos pastores levam para casa “bagagem mental e emocional do trabalho ministerial. Dados confirmam que 75% dos pastores dedicam menos de uma noite por semana a seu cônjuge e amizades. Cerca de 80% dos pastores crêem que o ministério afetou suas famílias de uma maneira negativa. 70% dizem que não têm alguém que consideram como amigo mais chegado e 97% dizem que não foram preparados adequadamente para enfrentar assuntos que encontram na igreja.
 3º - Vivemos numa sociedade egoísta onde uma das suas principais características é relativização da vida e da existência.

 4º - Vivemos numa sociedade manipuladora e ensimesmada que usa e descarta as pessoas segundo os seus próprios interesses.


Diante do exposto vale a pena lembrar o que o apóstolo Paulo disse ao escrever ao jovem Timóteo: "Tem cuidado de ti mesmo" (1 Tm 4.16a). O termo grego épeche implica em "cuidar de", "prestar atenção em", "velar por". Infelizmente, sob a alegação de estarem muito ocupados cuidando dos negócios da igreja e das pessoas, os líderes acabam não cuidando de si próprios.

Dicas práticas para a construção de um ministério pastoral plenificado e feliz:

1)      Relacione-se Intimamente com a Palavra de Deus, entendendo que ela é absolutamente poderosa para transformar nossas vidas e existência.
2)      Xô aperreio. Procure se desligar dos seus problemas.
3)      Celebre a vida. Brigue menos e festeje mais.
5)      Valorize sua família.
6)      Seja diligente com o seu tempo.
7)      Viva a vida, celebra a vida pois ela é efêmera.
8)      Não se esqueça de que sua família é o seu maior tesouro.



Renato Vargens 


Paulo Fagundes disse...

Parabéns pelo artigo. Precisamos entender que o pastor não está numa condição humana superior, apenas exerce uma função de liderança pelo ministério a que foi chamado. Ele vai enfrentar as mesmas batalhas espirituais na sua vida pessoal como qualquer pessoa, e além disso, está comprometido em travar batalhas espirituais pelo seu rebanho. Por isso se você tem um pastor que deseja ardentemente servir a Deus com fidelidade, ensinando e pregando a sã doutrina, mas você acha que ele deveria ser melhor neste ou naquele ponto. Bem, veja de que forma você pode ajudá-lo e não valorize demais as deficiências mas elogie naquilo que vai bem, tenha consideração e respeito e entenda que Deus precisa de cada um de nós para que o ministério do nosso pastor seja edificado e assim toda congregação se fortalece junto. Estude sempre a bíblia para que ele não cometa a única falha que não pode cometer, que é se desviar da verdade.

Em Cristo,

Paulo Fagundes.

http://tomeasuacruzesigame.blogspot.com/

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only