quinta-feira, março 11, 2010

O diabo odeia a caneta.

Por Renato Vargens

Em Abril de 1521, Martinho Lutero declarou diante o tribunal de Worms: "Não posso fazer de outro modo. Mantenho o que escrevi. Que Deus me ajude." Suas Noventa e Cinco teses afixadas à porta da igreja em Winttenberg em 31 de outubro de 1517 iniciaram a maior revolução na história da Igreja Cristã: a Reforma Protestante.

Lutero pregou e escreveu com ousadia e coragem sobre os abusos, erros e pecados da igreja romana. Por estas e outras razões os sacerdotes católicos queriam a sua morte.

O reformador alemão costumava dizer que o diabo odeia a caneta. Aliás, vamos combinar uma coisa? A caneta de Lutero promoveu UMA mudança substancial no mundo, o que com certeza, instigou o ódio do adversário das nossas almas.

Caro leitor, acredito que em dias complicados como os nossos onde o Evangelho da Salvação Eterna tem sido transformado por alguns no evangelho das indulgências, torna-se necessário que a Igreja de Cristo redescubra a "caneta" fazendo dela instrumento de ensino protesto e denúncia.

Diante do exposto somos desafiados a publicar em blogs, sites e livros, a sã doutrina, até porque, agindo desta forma contribuiremos significtivamente para um novo momento da igreja evangélica brasileira.

Pense nisso!

Renato Vargens
OH ! GLÓRIA. disse...

Nós que nos chamamos de evangélicos, temos muito que aprender ainda em relação ao que JESUS nos determinou ao nos deixar registrados seus ensinamentos, ainda é muito parcial em relação a sua integralidade, que o SENHOR tenha misericórdia de nós.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

milerfreitas disse...

É verdade... uma pena que alguns pastores também não gostem da "caneta", ou melhor: da educação. É muito triste constatar que muitos pastores temem que os membros começem a estudar a Bíblia. Tenho ouvido pastores dizer que não aconselham ninguem a fazer seminário, pois - segundo eles - todos que começam a estudar, causam "problemas". Eles querem o povo ignorante, dependente de suas pregações - vãs e repetitivas - recheadas de conselhos práticos para uma vida bem sucedida. Enquanto isso, os ministros do diabo estão se preparando, estudando novas formas de nos combater.

Em Cristo
Maxmiler Freitas
- Servo dos Servos de Deus

alxgomes disse...

Grande verdade, tenho um blog, agora me inspirei mais ainda em mante-lo.

Pr.armando disse...

Pr. Armando, disse: Graça e Paz meu amado Pr.Renato, gostaria de parabenizá-lo pelo seu conhecimento teológico e deixar claro que eu também concordo com parte que foi dito: Que Um avivamento e renovação autêntico nada mas é, do que praticar as escrituras e não mudá-las. Porém não lhe dá o direito de generalizar todos os renovados pentecostais. Pois vivi há 13 anos em uma igreja batista tradicional conservadora, não perdia um culto de doutrina era aplicado e dinâmico para exemplo de todos, assumia vários departamentos achando que o excesso de atividades eclesiásticas me santificaria, mas também aprendi a ser um religioso, radical, crítico, ao ponto de debochar de meus irmão de outras denominações e pensar que só eu e minha igreja estariam com a verdade e iriam para o céu. Engano meu,estava, era inchado e não cheio de santidade e unção e quando percebi isto, começei a orar e em uma tarde de domingo ao estar meditando nas escrituras sagradas, senti um renovo da parte de Deus, algo a mais Deus tinha para mim, além de uma simples denominação e rótolo. Ele queria que eu vivesse, andasse, e respirasse a sua unção e a sua misericórdia. Pois quem somos nós para apontarmos a + b quando o Senhor Jesus próprio falou: " Que atirem a primeira pedra quem nunca pecou" e "Que antes de tentarmos tirar o cisco dos olhos de alguém, 1º tirasse a trave do seu". O Senhos Jesus jamais criticaria alguém tentando acertar, usando o seu nome e pregando a sua palavra, como Ele mesmo disse aos seus discípulos: "Que, quem não é contra nós é por nós". É claro! desde que seja, com ordem e descência. Atualmente tenho 8 anos de renovado, e quando experimentei pela 1ªvez o renovo do Senhor me senti completo, passei a ter sensibilidade com as pessoas, aumentou a minha comunhão e minha fé com Deus e os dons espirituais comesaram a aflorar em minha vida, assim como, os frutos do espirito e meu coração não hávia mais lugar para criticar ou debochar de mais ninguém. Agora tenho uma vida de oração, pregação e comunhão com Deus servindo ao meu Senhor com alegria e liberdade. E digo a todos que o meu 1º ano de avivamento superou os meus 13 anos de tradicional, falo isso de mim não criticando os outros. Aprendi a viver uma vida verdadeiramente santa. Não tire este depoimento como uma crítica ao seu trabalho. Pois faça deste depoimento um testemunho VIVO, SANTO E AGRADÁVEL AO SENHOR DE UMA VIDA VERDADEIRAMENTE AVIVADA, RENOVADA E PENTECOSTAL, PARA HONRA E GLÓRIA DO SENHOR JESUS. Sei que por cuidado ou zelo pela sua denominação, este testemunho pode não aparecer, mas o importante é que passei um pouco de minha esperiência para ti e espero não ter magoado seu coração e que ore por mim, pois estarei orando por ti. Hoje sirvo a Deus em uma igreja batista renovada do qual sou pastor.GRAÇA E PAZ.

Anônimo disse...

Tenho a impressão de que abusos e erros atualmente são cometidos em todas as religiões.Talvez seja a hora de abraçar as pessoas ao invés das religiões que separam os fihos de Deus.Sim, somos todos filhos de Deus, independente da religião que sigamos.A melhor de todas as religiões é a que nos faz sentir filhos de Deus, sem que vivamos sobre ameaça de castigos ou de abandono ás "chamas do inferno", pq ser bom e indulgente tem que ser algo natural em nós.Como pode alguém pregar a palavra de Deus, quando não reconhece em outro um irmão em Cristo?Seja como for, todo caminho de bondade, devoção e dedicação ao bem é bem vindo.Que todos nós possamos ter um pouco da coragem de Luthero em modificar o que é necessário para que possamos viver mais próximos de Deus e lançar nossos olhares críticos também ao que fazemos.

Marielen Cordeiro disse...

Os fariseus tinham uma conduta tão condicionada, tão firme, que até parecia perfeita. Tudo ia bem até que surge um galileu pé de chinelo, que chega com um grupinho, senta num monte, bota a mão no queixo e ensina. Ele confirma que o que o povo aprendeu estava certo. Mas então vem as palavras de aprofundamento e verdade: EU PORÉM VOS DIGO... Explicando a essência, Jesus libertou a cada um de nós de uma obediência cega, sujeita a manipulações humanas, e nos deu o discernimento de enxergar os bastidores de cada ensinamento. Pena que muitas pessoas abrem mão por conformismo, por imaturidade... Mas que sejamos discípulos do Senhor Jesus, ensinando e fazendo o povo pensar. Devemos lembrar dos momentos das parábolas, em que Jesus botava a massa cinzenta do povo pra ferver, pra tirar as teias de aranha do tradicionalismo e abrir os pensamentos para a orientação e sabedoria vindas do Pai!
Coloquemos nossas canetas, lapiseiras, mouses, carvões à disposição do anúncio do puro evangelho!

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only