quarta-feira, março 31, 2010

Dicas para construção de uma família feliz. Parte VI

Nem toda transgressão tem que ser punida.
Por Renato Vargens

Nesta semana eu ouvi no "Bem amigos" ( programa esportivo do Esporte TV), que o Jornalista Armando Nogueira era uma pessoa que sabia lidar muito bem com o erro dos outros. Ao ouvir essa afirmação, foi inevitável não pensar naquelas pessoas, que por qualquer desvio ou erro dos seus filhos, descem o cajado sobre eles. Pois é, por acaso você já se deu conta que da existencia de pais que não sabem lidar com a transgressão dos seus filhos? Pois é, nem toda transgressão tem que ser tratada com punição. Claro que existem situações que limites precisam ser estabelecidos, no entanto, nem todos os momentos em que acontece uma transgressão a criança tem que ser punida, mesmo porque transgredir em alguns casos é a afirmação das dúvidas existentes no coração dos pequeninos.
Caro leitor, a transgressão é um espaço de indeterminâncias. Um espaço repleto de possibilidades de sentidos, significados e representações daquilo que vai se constituindo como certo e errado. Ouso afirmar que em alguns casos uma transgressão pode ser mais positiva na formação do caráter de uma criança do que a obediência cega a uma ordem despótica dos pais.

Infelizmente alguns pais fizeram do seu lar um tipo de reality show, onde câmeras filmam e fotografam as falhas e erros dos seus filhos, trazendo sobre eles a punição merecida pelos seus "fracassos." A consequência direta disso é que alguns destes meninos e meninas estão crescendo cheios de medo e pavor, isso sem falar é claro, de que vão viver uma vida aquém do esperado, simplesmente pelo fato de que sua auto-estima foi severamente afetada por tanta repreensão.

Ist posto, afirmo que não vale pena brigar por tudo!

Pense nisso!

Renato Vargens
Daria e Elias disse...

REALMENTE ALGUNS CASTIGOS NA INFÂNCIA SÃO UM VERDADEIRO TERROR, DEIXAM MARCAS PROFUNDAS, NÃO LEVAM A NADA,NÃO EDIFICAM,ETC..............ALIÁS CHEGAM A SER "ABUSO DE AUTORIDADE"
È CLARO QUE HÁ O OUTRO LADO,A FALTA DE CORREÇÃO.

Claudia disse...

Eu penso que correção não tem que ser igual agressão física, mesmo que seja um tapa, é humilhante e filhos não devem ser tratados como animais que levam varadas, cajadadas e seja lá que o mais usem pra agredir.

Crente tinha que ser o primeiro a dar exemplo de tolerância, amor e diálogo. Me corta o coração ver crianças sofrendo qualquer tipo de abuso seja moral ou físico vindo das pessoas que deveriam pretege-las e ama-las. Muito bom você tocar nesse assunto Renato, ainda falta sabedoria e paciência pra muitos pais.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only