domingo, dezembro 20, 2009

O pastor se converteu! Aleluia!

Por Renato Vargens

Do Oiapoque ao Chuí, é comum observarmos uma enorme multidão de pessoas frequentando os nossos cultos dominicais. Em cada canto deste imenso país o que vemos são templos cheios de pessoas, as quais religiosamente “prestam seu culto ao Senhor.” Em alguns lugares neste "brasilzão" de meu Deus, ser crente virou moda,  isto porque, artistas, modelos, jogadores de futebol, além de socialites e emergentes, descobriram na fé cristã um tipo de amuleto pelo qual podem ser protegidos da inveja e do mal. Entretanto, apesar da efervescência gospel, sou obrigado a confessar que boa parte destes que freqüentam os nossos encontros, não tiveram uma genuína experiência de conversão. Na verdade, tais pessoas, movidas por um misticismo exacerbado, além de uma fé fundamentada no hedonismo, procuram em Deus as bênçãos que tantam necessitam.
Isso me faz lembrar a história de William Haslam. Haslan foi ordenado ao ministério pela igreja da Inglaterra, em 1842, onde serviu numa paróquia em North Cornwell. O Rev. Haslan era perito em antiquidades e arquitetura. Em 1851, nove anos depois de sua ordenação, enquanto dissertava sobre o tema " O que vocês pensam de Cristo?" o Espírito Santo abriu-lhe os olhos, para enxergar o Cristo de quem falava, e o coração, para crer nEle. A mudança que lhe sobreveio foi tão óbvia que um pregador local que visitava a igreja, se pôs em pé e gritou: "O pastor se converteu! Aleluia!"

De imediato sua voz se perdeu em meio aos louvores de 300 ou 400 pessoas que estavam na congregação. A noticia se espalhou como rastilho de pólvora: "O pastor se converteu por meio da sua própria pregação no seu próprio púlpito". Ora, sua conversão foi o inicio de um grande avivamento na paróquia, que durou quase três anos com um senso vivido da presença de Deus, havendo conversões quase todos os dias, e em anos posteriores Deus o chamou para um ministério muito incomum de levar muito de seus colegas clérigos ao relacionamento pessoal com Jesus Cristo.

Caro leitor, isto posto, chego a seguinte conclusão: Como seria bom se alguns dos nossos pastores tivessem um genuína experiência de conversão. Quão maravilhoso seria se alguns dos nossos líderes religiosos abandonassem suas doutrinas espúrias e perversas convertendo-se a Cristo. Com certeza viveríamos dias diferentes!
Pense nisso!

Renato Vargens
Joao disse...

Feliz ou Infelizmente, o que está escrito e previsto pelas escrituras Sagradas é inalteravel. Por mais que a gente almeje ver a maioria dos pastores e do povo em geral convertidos, a palavra de Deus mostra-nos que sempre será a menoria a ter um encontro genuino com o Senhor. O mais importante é que, cada um de nós procure fazer parte dos que entraråo pelo caminho estreito, mas nunca devemos alimentar sonhos que o próprio Deus, já os declarou impossiveis. É certo que devemos procurar ter o numero máximo possivel de verdadeiras conversoes, mas o resto dependerá de cada um de nós.



JOAO MAPIE
MAPUTO-MOÇAMBIQUE

Gilbert Raposo disse...

Pessoas estudiosas da palavra podem pregar, porém com avivamento do Espirito Santo é diferente e verdadeiro e impactante, vemos por ai discursos belos em suas dissertações, mas vazios aos corações.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

Laudinei- NEI disse...

O pastor se converteu...Aleluia.

Esta deve ser nossas orações:
"Deus converta pastores"

OBS: Claro que creio que a maioria dos pastores são convertidos, mas tem uma turma deles, principalmente os que estão na midia e influenciam pessoas, que necessitam urgente de conversão, para o bem da vida deles e do rebanho que os seguem.



Laudinei
exemplobereanoblogspot.com.br

Anônimo disse...

Quero desejar a você, pastor Renato Vargens um Feliz Natal. Que Jesus continue sempre te iluminando e te guiando para abrir nossos olhos( os leitores), para nos mostrar o que está certo ou errado para não sermos levados por qualquer doutrina "estranha".

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only