Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Por Renato Vargens

Você já se deu conta que em determinados momentos da nossa existência temos a impressão que a vida resolveu conspirar contra a gente? Você já percebeu que em situações deste porte, somos tentados a achar que tudo e todos, concomitantemente resolveram se contrapor à concretização dos nossos sonhos e vontades?

Caro amigo, existem ocasiões que a vida nos reserva surpresas desagradáveis, são lutas que se multiplicam “na e com” a família, são problemas que se avolumam “no e com” o trabalho, isto tudo sem mencionar as crises internas e pessoais, que teimam em se agigantar dentro de nós, fazendo com que nos sintamos absolutamente incapazes de solucionar e resolver os problemas e dilemas da vida.

Caro leitor, não são poucos aqueles que sucumbem diante das pressões. É possível que você sinta que os sonhos plantados na terra fértil do teu coração tenham sido arrancados de modo bruto e violento pelos “coveiros da desesperança”. Quem sabe você sinta que os seus sonhos foram arrebatados abruptamente pelos salteadores da alegria, sendo lançados numa cova úmida e fria.

Meu amigo, não se desespere, seus sonhos não morreram! Podem ter sido arrancados do peito, contudo permanecem ainda vivos batendo forte na expectativa de um milagre. Acredite, ainda que noite seja densa, existe uma luz no fim do túnel!

É indispensável que você compreenda que Deus nunca te deixará sozinho. Na verdade ele se faz presente em todos os momentos da nossa história, não é a toa que o salmista afirma que ele é socorro bem presente na angústia.

Amigo, preste atenção no que lhe vou afirmar: Se a vida teima em lhe armar ciladas e conspirar contra a sua felicidade, saiba que Deus se contrapõe a isto tudo agindo a seu favor. Senão vejamos, observe alguns acontecimentos que marcaram a vida de José: Na juventude, onde os sonhos afloram, onde os desejos “borbulham” na alma, José foi traído pelos seus irmãos e vendido como escravo aos medianitas. Imagine os sentimentos que tomaram conta deste rapaz? Rejeição, medo, desilusão, frustração em ver que aqueles aos quais ele tanto amava o traíra de modo feroz e covarde. Senão bastasse isso, José experimentou uma significativa mudança no seu modo de viver a vida. Isto porque, fora obrigado a deixar forçosamente as “mordomias” do pai, para como escravo servir de mordomo ao oficial de faraó. Por acaso, você já se deu conta que a vida nos proporciona choques como este? Conheço gente que vivia a vida nababescamente, sem se preocupar com o dia de amanhã, entretanto, sem que pudesse perceber, o chão da existência se abriu engolindo sonhos e esperanças.

O Interessante é que José supera a este momento da vida trabalhando e trabalhando muito. Você já percebeu que existem pessoas que tentam superar os traumas da vida trabalhando excessivamente? É possível que José tenha procurado afogar as magoas da decepção familiar trabalhando compulsivamente, quanta gente se transforma num workaholic simplesmente na esperança de cicatrizar as feridas do passado. Entretanto, basta um novo problema, uma nova crise, que tudo vem à tona novamente. Na verdade, foi isso que aconteceu com José, bastou à esposa de Potifar acusá-lo falsamente de um ato que não cometera que sua vida se desorganiza de novo.

A Bíblia nos ensina que a conseqüência deste grande embuste fora à prisão imediata de José. Parece que a vida conspirava contra ele, nada dava certo! Por acaso, você já se sentiu assim? Já teve a impressão que quando mais se “reza” mais assombração aparece? É possível que sim, no entanto, é absolutamente indispensável que você acredite que ainda que não pareça, Deus se faz presente em todos os instantes da nossa caminhada.

Ressalto que foi na prisão que Deus pode lapidar a vida daquele que mais tarde se tornaria um dos maiores administradores da história. Paradoxal isto não? Preste atenção, De que modo José poderia administrar abundância e escassez no Egito, se não tivesse passado pela escola da vida? Veja bem, ele administrou a abastança de potifar, como também a insuficiência de víveres na prisão. O sucesso no futuro se deveu a experiência no passado.

Isto nos ensina que na escola divina muitas vezes Deus escreve a nossa história em aparentes linhas tortas. Talvez você tenha a impressão que Deus é um maquiavélico expectador das tragédias humanas. Por favor, preste atenção no que vou lhe dizer: Deus aproveita a conspiração da vida contra gente para se contrapor às tragédias do dia-a-dia conspirando a favor da gente. Foi isso que ele fez na vida de José, enquanto tudo parecia apontar para o fim, Deus interveio na história ensinando que ele usa toda e qualquer circunstância como instrumento de sua vontade. Nada absolutamente nada pode se contrapor à vontade de Deus! Ele é soberano, Senhor de tudo e de todos! Se o cosmos é sustentado pela força do seu poder quanto mais as nossas frágeis vidas.

Se Deus é por nós quem será contra nós?

Pense nisso!

Renato Vargens

5 comentários:

OlÁ Pr. Renato, bom dia!!

" Quanto mais profunda a tristeza, tanto mais doce o cântico"
C.H. SPURGEON

"..portanto faz parte do modo de Deus agir com a humanidade levar a pessoa ao deserto antes de falar claramente com ela. Antes de grande libertação, foram colocados sob grande aflição. Foi então que Deus apareceu e transformou o choro deles em cânticos".

JONATHAN EDWARDS.

abço a todos
Pr. Paulo

paulo
25 de agosto de 2009 08:41 comment-delete

Oi Pr Renato Vargens!
Gostei da sua postagem, falou no meu coração.
O Forjar de hoje é o preparo para reconhecer a bênção.

“Salmo 39:7 Agora, pois, Senhor, que espero eu? a minha esperança está em ti.”

25 de agosto de 2009 10:31 comment-delete

Pr. Renato:
Belo texto!
Nos anos 1980; quando eu cursava o Seminário Teológico Betel, certo dia, durante o culto diário, um professor falou sobre José do Egito (personagem que eu amo e sobre quem escrevi, conforme abaixo).Em seguida, ele perguntou se algum aluno teria um verso bíblico que resumisse a história de José.; Vários alunos se manifestaram, mas o pregador dizia: "Ainda não é este". Finalmente; perdi a paciência e gritei: "Romanos 8:28!" O pregador respondeu: "Exatamente!"

Mary Schultze.

Anônimo
25 de agosto de 2009 10:59 comment-delete

"Lança o teu cuidado sobre o SENHOR, e ele te susterá; nunca permitirá que o justo seja abalado " salmos 55:22
O que passou Jó, a tudo Jó reconquistou, sejamos fiéis a todo momento, no pouco e no muito, dai Glória !!!!!!!!
Sejamos sempre alegres e otimistas.
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

GILBERT RAPOSO
25 de agosto de 2009 15:02 comment-delete

Obrigada por te me dado o previlégio de ler esse texto!! agradeço ao senhor pela belíssima oportunidade de te-lo como meu Pastor!!!!

26 de agosto de 2009 23:11 comment-delete