Trote e sexo oral

Por Renato Vargens
Acho uma verdadeira palhaçada esta história de trote. As ruas das principais cidades brasileiras estão lotadas de estudantes universitários pintados e vestidos de modo espalhafatoso pedindo dinheiro para os transeuntes a fim de um bando de marmanjos irresponsáveis possam embebedar-se com dinheiro arrecado. Para piorar a situação A Universidade Federal Fluminense (UFF) emitiu neste domingo um comunicado em que diz repudiar a atitude de alunos veteranos que teriam aplicado um trote violento em calouras do curso de Direito. Na última quarta-feira, veteranos teriam obrigado as alunas consideradas "bonitas" a fazerem sexo oral ou beijá-los na boca em troca de não irem às ruas para arrecadar a quantia de R$ 250. Uma das alunas conseguiu escapar ao cerco dos veteranos e denunciou os estudantes.

Caro leitor, até quando teremos que ler notícias deste tipo? Ora, se não bastasse isso, volta e meia ouvimos casos de estudantes que morreram em virtude das aberrações cometidas por esse tipo de gente. Vamos combinar uma coisa? Comportamentos e atitudes como estas ferem a dignidade e o respeito pela vida. Fico a pensar que tipo de profissionais teremos daqui alguns anos?

As universidades espalhadas por esse imenso país deveriam se posicionar veementemente proibindo com que seus alunos continuem praticando atos inconseqüentes como os relatados pelos meios de comunicação. Além disso cada cidadão de bem, ao ser abordado por "tais calouros" não deveriam em hipótese alguma contribuir com a perpetuação de atitudes como estas.

Ah! Dias difíceis os nossos!

Que Deus tenha misericórdia deste país!

Renato Vargens

4 comentários:

Concordo em número, gênero e grau com o que disse.
Toda e qualquer forma de trote deveria ser definitivamente proibido, ou substituído por outra forma de recepção dos novatos nas universidades. Já ouvi de um caso em que o trote consistia em arrecadar cestas básicas para serem distribuídas em comunidades carentes.
Quanto ao que esses pôias fizeram deveria ser punido da mesma forma, só que num cavalo... Talvez assim eles pensassem duas vezes ou mais quando tiverem idéias tão bestiais.
Minha opinião.

Anônimo
24 de agosto de 2009 17:22 comment-delete

Renato,
Como teonomista, creio piamente que aquilo que o Senhor criou para Israel é válido para toda a humanidade, no caso, a Lei Moral. Quando os valores morais bíblicos são preteridos em prol de uma suposta "humanização das leis" que nada mais é do que o crivo social à dissolução, o que esperar do mundo? Sem os parâmetros divinos de moral, o homem está "livre" para pecar impunimente nesta vida (ainda que, caso não seja membro do Corpo de Cristo, vá pagá-lo eternamente no inferno).
Não é incoerente o crente que prega a fidelidade à Escritura e opõe-se à Lei Moral? Não é um verdadeiro conflito de interesses?
Abraços.
Cristo o abençoe!

24 de agosto de 2009 19:45 comment-delete

Poxa, isso não é mais trote, está virando estupro!! Pior, é que é o reflexo da juventude, futuro do país. Pena que são alguns, que acabam tendo força diante de tais brincadeiras...

25 de agosto de 2009 08:44 comment-delete

o mundo jaz no maligno... o que pode esperar de um mundo dominado pelas trevas? Coisa boa que náo sai...

É por isso que os cristãos devem pregar a todas as criaturas para o arrependimento dos pecados e serem salvos da condenação eterna!

Esse é a missão de cada salvo em Jesus!

Anônimo
15 de julho de 2010 00:56 comment-delete