Pode o crente ser possuído por demônios?

Por Renato Vargens
Volta e meia recebo alguém em meu gabinete pedindo que ore por um amigo ou parente que é cristão, e que possivelmente sofre de possessão demoníaca. Sempre que ouço pedidos deste tipo procuro explicar ao meu interlocutor que do ponto de vista bíblico é IMPOSSÍVEL uma pessoa regenerada pelo Espírito Santo e salva pela graça de Deus em Cristo Jesus, ter em seu corpo a manifestação de dois senhores. Até porque, se somos de Cristo, o maligno não pode nos tocar. Em outras palavras isto significa que se alguém se diz cristão estiver endemoninhado, este com certeza nunca conheceu a graça do Senhor, até porque, caso tivesse conhecido, Satanás jamais o possuiria.

Há pouco tempo, fiz uma pesquisa em meu blog onde indaguei aos meus leitores se eles acreditavam na afirmação de que o verdadeiro crente poderia perder a salvação. Na ocasião 100 pessoas participaram da pesquisa, sendo que 41% manifestaram sua crença de que o crente em Jesus poderia perder a salvação eterna.Confesso a você que fiquei surpreso com o resultado da enquete, até porque, jamais poderia imaginar que uma parcela tão grande de pessoas demonstrasse plena convicção de que o crente poderia cair da graça. Ora, a Bíblia é enfática em afirmar a segurança dos cristãos. Para as Sagradas Escrituras, não é possível com que o verdadeiro crente afaste-se definitivamente da graça de Deus, até porque, as doutrinas bíblicas quanto à garantia da salvação são extremamente claras.Por favor, leia atentamente o texto abaixo:

"As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará das minhas mãos. Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las das mãos de meu Pai.” Jo 10:27-29

Caro leitor, o texto em questão é claro. O crente que nasceu de novo, nunca há de perecer nem tampouco pode ter a sua vida arrebatada das mãos do Pai. Satanás não pode violar o “lacre” do Espírito de Deus em nossas vidas. Junta-se a isso o fato de que ninguém é poderoso suficientemente para arrancar os salvos das mãos do Senhor.

Isto posto, é indispensável também que entendamos que o fato de alguém acreditar que o cristão pode jogar fora a salvação que o Pai lhe deu, aponta efetivamente para o desconhecimento das doutrinas bíblicas. Além disso, foi o próprio Senhor Jesus quem disse: “Todo o que o Pai me dá, virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”. (Jo 6:37) Vale também a pena ressaltar de que o Senhor Jesus ao ascender aos céus, deixou-nos o Espírito Santo como garantia da nossa salvação. A presença do Espírito em nós é a esperança e convicção da vida eterna. O Espírito Santo é o penhor, o qual nos garante irrevogavelmente a eternidade com Deus.

“Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa”.(Ef 1:13)

“O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória”. (Ef 1:14)

“E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção”. (Ef 4:30)

“O qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos corações”. (2Co 1:22)

Louvado seja o Senhor Jesus Cristo pela Salvação eterna! Engrandecido seja o seu nome, porque a salvação das nossas almas não depende dos nossos esforços, e sim exclusivamente dele. Somos irremediavelmente salvos, vamos viver com Cristo pelos séculos dos séculos e o maligno não pode nos tocar!

Renato Vargens

21 comentários:

Caríssimo, RENATO VARGENS.
Hoje, isto é, depois do primeiro século,tendo havido a conclusão da Revelação de Deus à humanidade, a saber, tendo nós hoje em dia a Revelação Completa de Deus (a Bíblia Sagrada) nem crentes e nem incrédulos, nem salvos e nem perdidos, são possuídos por demônios! (não há possessão, hoje!)
Tais situações de possessões demoníacas vivenciadas durante o Antigo Testamento e durante o Período Transitório do primeiro século, incluindo o tempo de Jesus aqui, cessaram para todos depois dos dois períodos retros, devendo ser retomadas as possessões demoníacas e outras manifestações demoníacas DURANTE A GRANDE TRIBULAÇÃO, porvir!
Examine direitinho duas coisas:
1- Os casos de supostas possessões demoníacas, hoje! Uma vez que, realmente, são confundidas e confundem-se, com outros aspectos do comportamento humano...
2- II Tessalinicenses 2, Apocalipse 1, 2, 3, 4 e 5, que registram o impedimento colocado por Deus às manifestações "físicas" do Diabo e seus asseclas nesta faixa de tempo que antecede ao ARREBATAMENTO DOS SALVOS POR JESUS CRISTO E QUE INCLUI O NOSSO TEMPO.
Abraços,

Pastor Gilson Celestino dos Santos
Primeira Igreja Batista Holística em Vila Formosa - São Paulo-SP
www.batistaholistica.com
www.pastorgilson.wordpress.com
professor.gilson@yahoo.com.br

16 de julho de 2009 09:14 comment-delete

o problema é o de saber se a pessoa é verdadeiramente (enfatizo esse adverbio de modo) um cristão, alguém nascido de novo e salvo. OU se é apenas cristão de nome. Se alguém tem Cristo ocupando o centro de tudo, eu não acredito e biblicamente é impossível que o Satanás consiga fazer nela sua morada. Não esqueçamos que os anjos do Senhor acampam ao redor dos que o temem. João Gomes

Anônimo
16 de julho de 2009 09:31 comment-delete

Prezado Pastor Gilson,

Obrigado pelo seu comentário.

Apesar de respeitar sua opinião, discordo plenamente do senhor.

abraços,

Renato vargens

16 de julho de 2009 09:36 comment-delete

Pr. Renato, creio que o crente que teve um encontro real com Cristo jamais perde sua salvação e nao pode ser possuído por demônios. Uma vez que somos de Cristo, somos templo de Seu Espírito e assim sendo, como poderia satanás nos possuir? JAMAIS! Somos muitas vezes oprimidos, mas JAMAIS possuídos! EM Cristo, Monica

16 de julho de 2009 09:54 comment-delete

Que Deus te abençoe pastor!
Nada toca o verdadeiro cristão!
Belo texto!

16 de julho de 2009 10:32 comment-delete

Pastor, 90% dos anos de minha vida fui umbandista e kardecista, naqueles momentos de se dar plenamente para incorparar espiritos demoniacos, eu nunca me pus a disposição de me deixar inconsciente, ou seja nunca me pegaram, acho que em vários casos de crentes estarem endemoniados é emoção da carne sugerida pelo agente que conduz o culto/a oração, pessoas sem conhecimento biblico são influenciaveis, a carencia tambem pode a pessoa querer atenção para si, enfim é complexo.
hoje o amor em CRISTO me conduz.

Anônimo
16 de julho de 2009 11:36 comment-delete

concordo 100% com o texto
pq pela Graça fomos salvos E NÃO pelos nossos méritos!!

16 de julho de 2009 12:22 comment-delete

Pastor Renato conheci uma moça evangélica, crente fiel, casou-se na igreja e tudo mais, se desentendeu com o esposo e separaram-se, ela era jovem, conheceu um rapaz, caiu em prostituição, e suicidou. Penso que ela colocou fora, ou perdeu a sua salvação. Que me diz?

Janete
16 de julho de 2009 13:42 comment-delete

Prezada janete,

Tudo leva crêr que sua amiga nunca tenha sido salva. Outra coisa importante, é que o fato dela ter se suicidado não implica em um pecado capital.

Renato Vargens

16 de julho de 2009 14:43 comment-delete

Pastor Renato!!!

E se o crente afastar-se da presença de Deus, deixando de ir aos cultos, voltando á praticar coisas terríveis diante do nosso Deus e morrer nessas condições ele ainda vai ser salvo, mesmo a pessoa conhecendo a palavra de Deus e não obedecendo....
Gostaria de uma explicação, pois estou confuso!!!

Eduardo
16 de julho de 2009 15:41 comment-delete

Eduardo,

Se alguém se desvia é porque nunca teve uma genuina experiência de conversão. Se de fato O conhecemos permanecemos nEle e o maligno não nos toca. Se vivemos na prática do pecado é porque não o conhecemos e nem tampouco fomos salvos.

abraços,

16 de julho de 2009 16:36 comment-delete

Eduardo,

Se alguém se desvia é porque nunca teve uma genuina experiência de conversão. Se de fato O conhecemos permanecemos nEle e o maligno não nos toca. Se vivemos na prática do pecado é porque não o conhecemos e nem tampouco fomos salvos.

abraços,

16 de julho de 2009 16:37 comment-delete

Aquele que Deus determinou a salvação jamais irá perder.Existem muitos crentes que em momentos difíceis que o Senhor autoriza a passar,são as provações,acham que é o mal quem está no controle,onde se confudem provações com tentações,não é verdade!Deus é poderoso!Desta forma,quem terá poder para mudar os planos de Deus. manifestação maliguina se dá em quem está sem Jesus,sendo asim,as pessoas não tiveram um encontro com Cristo verdadeiramente!!!
QUE DEUS NODS GUARDE!!!

16 de julho de 2009 17:33 comment-delete

Olha Pr, concordo plenamente e assino em baixo na maioria dos comentario..fiquei simplismente horrorizada em saber que alem de hereticas a Igrejas estao virando esotericas? me explica esse negocio de Batista Holistica por favor, e o comentario do Pr Gilson com todo respeito foi ZERO.. Marcia

Anônimo
16 de julho de 2009 17:53 comment-delete

Prezado Anônimo,

Rádio pirata?

Abraços,

Renato Vargens

16 de julho de 2009 18:20 comment-delete

É, Renato! Esse assunto é deverasmente instigador. Embora pessoalmente não me empolgue com o mesmo. Mas quero dizer que o seu texto é pertinente. Ora, afirmar que o cristão pode perder a salvação é uma forma indireta de dizer que a salvação seria pelos méritos pessoais e não do Cristo. O que contraria o teor bíblico, claor.
Parabéns pela instigação.

16 de julho de 2009 19:17 comment-delete

Pr. Renato,

Crentes endemoninhandos? Impossível. A lógica Jonanina é simples: Se somos de Deus, o maligno não pode tocar-nos.

Quanto a maravilhosa doutrina da perseverança dos santos, nada a acrescentar. Quero apenas render graças a Deus por tão grande salvação, que é eterna e concedida pelo Deus imutável!

Um abraço,

Leonardo.

17 de julho de 2009 00:57 comment-delete

Caro pastor, admiro muito o seu ponto de vista sobre o viver cristão, achei especialmente interessante o ponto de vista sobre se é ou não possivel um verdadeiro cristão cair da graça, gostaria portanto de contar a minha esperiência, pois a cerca de cinco anos havia desviado-me de Deus e Este, por Seu amor por mim castigou-me grandemente. Abaixo encontra-se este breve relato que foi retirado do livro "O Anjo de IAHWEH" por mim escrito.

Enquanto aguardava na rodoviária o ônibus para Uberaba, sentado, escondendo o rosto para que suas lágrimas não fossem tão públicas, escutava uma criança que lamentava com sua mãe, estando eles sentados em bancos atrás de Rogério. Ele criticava sua mãe por tê-lo castigado batendo nele, pois pelo que parecia, o menino e a mãe tinham visto um outro menino fazendo bagunça ao lado deles e mãe nada fez e nem sequer disse qualquer coisa, sentindo-se encorajado a criança imitou o “bagunceiro” e acabou levando umas palmadas.
– Por que você não fez nada com ele?... Mas em mim você bateu!... – Era o que a criança queria saber.
Foi quando a mãe respondeu-lhe:
- É você que é o meu filho e não o outro!...
Aquelas palavras bateram fundo no coração de Rogério. “É você que é o meu filho!” Para ele não havia a menor dúvida, Deus o castigara, não porque estava irado, mas porque o amava, ele era o Seu filho.

“Eu repreendo e castigo a todo aquele que amo; sê pois zeloso, e arrepende-te.” Apoc. 3:19

Rogério Lelis Rocha

Anônimo
17 de julho de 2009 17:35 comment-delete

Caro pastor, admiro muito o seu ponto de vista sobre o viver cristão, achei especialmente interessante o ponto de vista sobre se é ou não possivel um verdadeiro cristão cair da graça, gostaria portanto de contar a minha esperiência, pois a cerca de cinco anos havia desviado-me de Deus e Este, por Seu amor por mim castigou-me grandemente. Abaixo encontra-se este breve relato que foi retirado do livro "O Anjo de IAHWEH" por mim escrito.

Enquanto aguardava na rodoviária o ônibus para Uberaba, sentado, escondendo o rosto para que suas lágrimas não fossem tão públicas, escutava uma criança que lamentava com sua mãe, estando eles sentados em bancos atrás de Rogério. Ele criticava sua mãe por tê-lo castigado batendo nele, pois pelo que parecia, o menino e a mãe tinham visto um outro menino fazendo bagunça ao lado deles e mãe nada fez e nem sequer disse qualquer coisa, sentindo-se encorajado a criança imitou o “bagunceiro” e acabou levando umas palmadas.
– Por que você não fez nada com ele?... Mas em mim você bateu!... – Era o que a criança queria saber.
Foi quando a mãe respondeu-lhe:
- É você que é o meu filho e não o outro!...
Aquelas palavras bateram fundo no coração de Rogério. “É você que é o meu filho!” Para ele não havia a menor dúvida, Deus o castigara, não porque estava irado, mas porque o amava, ele era o Seu filho.

“Eu repreendo e castigo a todo aquele que amo; sê pois zeloso, e arrepende-te.” Apoc. 3:19

Rogério Lelis Rocha

Anônimo
17 de julho de 2009 17:35 comment-delete

Pr.Renato,

Permita-me lhe discordar. Eu creio que um crente fiel e que permanece fiel, nunca perderá a sua salvação, pois como dito ninguem a pode rouba-la, porém eu não posso crer que um crente fiel seja sempre fiel e não aconteça de um dia ele se desviar e perder o direito a salvação enquanto desviado e até ser condenado se não se arrepender, analisando a Bíblia Sagrada eu encontro respaldo para o meu pensamento, é de pleno conhecimento nosso que o homem tem o livre arbítrio, e que Adão era a imagem e semelhança de Deus, perfeito, e nunca tinha cohecido o pecado, mesmo assim pecou e perdeu a graça. Lúcifer era um anjo de valor, foi feito pelo próprio Deus e o Senhor só faz o que é perfeito, porém mesmo assim pecou contra Deus e ainda convenceu a terça parte dos anjos perfeitos criaturas de Deus a se levantar contra Deus, Lúcifer sempre foi pecador? Deus o fez assim? Adão também já foi criado não convertido? E a queda de Saul? Não era ele varão valoroso de Deus? Se um homem de Deus fiel e salvo não correr o risco de se desviar dos caminhos santos, o diabo peleja por ele em vão, o que se explica doeste verso: "Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia." (I Coríntios 10 : 12) Por acaso um homem caído pode ser salvo? Ou será necessário se reerguer?

OBS: És uma benção, Deus continue te abencoando, e se um dia eu for ao Rio de Janeiro pedirei a Deus a oportunidade de visitar a sua igreja.

Gedson Oliveira

20 de julho de 2009 02:39 comment-delete

AMEMMMMM!!Como precisava ler este artigo, eu confesso que já me entresteci muito em alguns ministérios da qual fui membro, que sedenta, amo a Deus, tenho um temor e tremor por ELE, mas, algumas ocasiões me machucaram, tentava dialogar com lideres de algumas coisas no meu interior e até tentar confessar alguns pecados ocultos tb, qual era a minha decepção?Dedos apontados, pessoas indignadas, e sempre vinha vá fazer cura e libertação, vc esta com espirito disso, daquilo....A última um pastor que eu gosto muito até, mas que infelizmente acho que fomos infelizes, eu me afastei da igreja e qdo voltei e fui na frente, vem de novo, "igreja estenda as mãos" e espirito disso, espirito daquilo, demonio da prostituição, demonio da mentira, nossa era tanto demônio, que fiquei com vergonha, isso é ruim sabe, depois todos na igreja te olham com olhar de "pena", ou de acusação, conclusão, sai da igreja de novo!!!!Pq na verdade a igreja é um hospital, precisamos encontrar um discipulador, um ajudador/amigo/lider/pastor, que diante de nossas duvidas, ansiedades, podemos ter a liberdade de poder sem vergonha ou receio/medo, colocar pra fora o que nos incomoda!Não é assim que a palavra diz, confessarmos nossos pecados uns aos outros???AHI, n[os chegamos para contar com alguém que poderia talvez nos ajudar por estarmos debaixo da cobertura espiritual ali e vem mais acusação.PRECISAVA DESTE TEXTO COMO RESPOSTA PARA MINHA INSATISFAÇÃO EM RELAÇÃO A ESTE ASSUNTO MESMO.

MAS DEUS É MARAVILHOSO, APRENDI QUE O MELHOR É BUSCAR SOMENTE NELE EM PRIMEIRO LUGAR, HOJE AOS POUCOS ESTOU TENDO O DOMINIO DE CONTROLAR MEUS IMPULSOS, APRENDENDO A LER MAIS, A BUSCAR MAIS E TER O DISCERNIMENTO PARA TUDO.CHEGA DE RELIGIOSIDADE!
OBRIGADA E PARABÉNS!!!
DEUS ABENÇOE MUITO.

20 de julho de 2009 14:33 comment-delete