terça-feira, maio 12, 2009

Vou apertar, só não vou acender agora.

Sinceramente, só faltava essa!
Renato Vargens

Os principais jornais brasileiros publicaram a noticia de que a Marcha da Maconha, manifestação a favor da descriminalização do uso droga, contou com o apoio e presença do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc. Segundo a imprensa, os cerca de mil manifestantes protestaram contra a decisão de tribunais regionais, que proibiram a marcha em várias cidades do país. Na passeata em questão, segundo informações, o hit cantado era a tal “Vou apertar, mas não vou acender agora”.

Caro leitor, vamos combinar uma coisa: Como pode um Ministro de Estado se prestar a um papel destes? Definitivamente este não é um país sério. Onde já se viu uma autoridade do primeiro escalão do governo, fazer apologia a maconha? Isso é um verdadeiro acinte! Um desrespeito a decência e os valores da família.

Ora, isto posto, sou obrigado a perguntar em bom tom: Que país é este?

Como bem disse Renato Russo, “nas favelas, no senado, sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a constituição, mas todos acreditam no futuro da nação.”

Que país é esse, onde escancaradamente ministros defendem a legalização da maconha? Que país é esse que deputados e senadores legislam visando os seus próprios interesses?
Que pais é este onde deputados constroem castelos?
Que país é esse onde os miseráveis e excluídos se multiplicam a cada dia?Que país é esse onde a morte e violência se tornaram coisas banais?Que país é esse de apagões aéreos e sociais?Que pais é esse cujo chefe da nação é um desmemoriado?
Que país é este de milhões de desempregados?Que país é esse onde o que importa é levar vantagem, ainda que isto signifique negociar valores éticos e morais?Que País é este, onde pessoas morrem por falta de atendimento médico?Que país é este onde se comprovam fraudes, corrupção e marucutaias praticadas por congressistas?
Que país é este? Será talvez o País do faz-de-conta? Ou a pátria amada nada gentil, desavergonhada Brasil.
Renato Vargens
PR. LUIZ CARLOS LORETO disse...

Concordo com o senhor Pr. Renato. Temos que clamar mais e nos posicionar como santos no meio de um mundo corrupto. Parabéns pela mensagem.

Anônimo disse...

cada um faz do seu corpo o que quiser.... quem quiser fumar e acha certo deve ser respeitado e lhe dado esse direito!!!!!!

Renato Vargens disse...

Prezado Anônimo que não teve coragem de se identificar,

A maconha vicia e causa danos no cérebro, vc sabia disso?

Olha o que diz a pesquisadora americana Karen Bolla:

Ao contrário do que os entusiastas da planta acreditam, a maconha pode, sim, causar danos permanentes no cérebro, de acordo com uma cientista norte-americana que está no Brasil para divulgar o seu trabalho. Karen Bolla explica que a erva vicia e quem tenta parar de consumi-la sofre com sintomas que vão da dificuldade de expressão à perda de memória.

Segundo a pesquisadora, 80% dos usuários que tentam largar o vício sofrem com problemas para dormir, com insônia e pesadelos. “Quando essas pessoas tentam dormir têm pesadelos. Acordadas, apresentam nervosismo, ansiedade, perdem o apetite e emagrecem”, explica Bolla.

A pesquisadora conclui: “maconha não é inofensiva como algumas pessoas pensam. Poucas doses podem causar sérios problemas, especialmente nos jovens”.

Os médicos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, que trouxeram a pesquisadora americana para o Brasil, dizem que o resultado vai ajudar no desenvolvimento de técnicas que auxiliem os dependentes a abandonar a droga. E isso é muito importante, porque, segundo eles, tratar a abstinência de maconha hoje em dia não é fácil.

Segundo o neuropsicólogo Paulo Cunha, os pacientes confundem as conseqüências do vício com sintomas de outras doenças. Com a pesquisa, fica mais claro tirar a dúvida e definir o tratamento.

Augusto Elias disse...

Uma pessoa deve ser RESPEITADA por ser filho do Deus do Altíssimo.Orar pelo viciado é sinal de RESPEITO .Falar desse mal para os vicidos e para os simpatizantes é sinal de RESPEITO.O que devemos é saber expressar a plavra RESPEITO.Dizer que CADA UM FAZ DO CORPO O QUE QUER é estar procurando SUBTERFÚGIOS para a prática do pecado!!!!O pecado leva ao vício sim! Devemos dar DIREITO para o viciado sabe como? convidando para sentar e pregar a apalvra de Deus.É abrir as portas que irá conduzir a LUZ!QUANDO A PESSOA ACHAR QUE FUMAR É CERTO,devemos nos posicionar e dizer que está errado.Ovício é ruim,pois tudo que não presta não provém de Deus.Desejo para aqueles simpatizantes ou viciados que Jesus possa libertar cada um .Amém.

Anônimo disse...

Bacon, gordura e outros alimentos também fazem mal a saúde. Alccol também pode fazer. Depende da quantidade. Cada um faz o que quer. Se o cara acha que fumar maconha é bom, comer bacom não faz mal, então é problema dele. Cerveja é liberado pela lei e eu não tomo. Quem quiser toma, não vou ficar criticando quem faz.
Obs: nome: Leonardo Lima.

Renato Vargens disse...

Prezado Leonardo,

Obrigado pelo comentário.

A questão é que o comedor de bacon faz a mal a si mesmo. Já o consumidor de maconha, pode fazer mal a sociedade.

Abraços,

Renato Vargens

Anônimo disse...

O cigarro mata muito mais gente que a maconha e nem por isso o cigarro é proibido. Sou a favor da liberação de todas as drogas, acredito que assim o tráfico perderia o poder,(pois seu poder e riqueza vem justamente da proibição), e haveria menos violência. Quem quiser morrer de tanto fumar ou cheirar que morra... com o cigarro hoje não funciona assim?
Gomes

Anônimo disse...

Eu acho por vez que o que causa o "mal a sociedade" é a não legalização. Pq é isso que gera o tráfico que movimenta o crime em tantos lugares no país, enquanto muitos consumidores, se fossem "legais", não fariam mal a ninguém.

Acredito que consumidor nenhum vai deixar de consumir por ser ilegal. Então porque causar um mal à sociedade inteira tentando pribir? Alguns países desenvolvidos adotam a medida e o Brasil não está melhorando com a proibição, está?

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only