domingo, março 15, 2009

Quando Deus se torna animador de auditórios.

Renato Vargens
Infelizmente parte dos evangélicos, ao longo dos últimos anos vem contribuindo com a política moderna de pão e circo, oferecendo para o povo sofrido desta terra, diversão e migalhas. Isto de certa forma tem se materializado mediante a promoção de mega-eventos, onde a chamada música gospel, é oferecida como entretenimento.
Pois é, neste Brasil de meu Deus é comum encontrar nas noites de sábado, shows, festas e boates evangélicas. Em concentrações como estas, jovens se reúnem com o propósito exclusivo de se divertir. Para tanto, usam do nome de Deus, fazendo do Criador um tipo de animador onde o que importa no final é a satisfação pessoal.

Caro leitor, não tenho a menor dúvida que ao agirmos desta maneira desobedecemos escancaradamente ao terceiro mandamento, que é tomar o nome do Senhor nosso Deus em vão. Isto afirmo pelo fato de que as estruturas criadas para alegria de nossos jovens não visam a glória de Deus e sim a satisfação humana. Na verdade usamos o nome de Deus de forma interesseira e egoísta, fazendo dele o protagonista de nossas diversões pessoais. Como bem disse C.H Spurgeon “em nenhum lugar das escrituras vemos Deus dizendo que a igreja tem por missão promover o entretenimento ao povo. Além disso, não vemos em nenhum momento ordens do Senhor quanto ao de promover divertimento para aqueles que não tem prazer no evangelho".

Ah! Quero lhe confessar uma coisa: Estou cansado dessa história de Gospel! Estou cansado de gente que se locupleta em nome de Deus! Estou cansado do mercantilismo evangélico, da prosperidade desprovida da ética, bem como dos profetas mercadores dessa geração.
Não suporto mais essa sandice! Chega de pops stars, de megalomaníacos da fé, de adoradores de si mesmos, de propagadores de loucuras. Ah! Que saudade da boa música, ministrada, cantada por gente que ama a Deus, cujo interesse era simplesmente engrandecer o nome do Senhor! Que saudade, do louvor apaixonado, que brotava do peito dos adoradores como um grito de paixão e amor.

Ah! meu amigo, e o que mais me chama atenção, é que a igreja evangélica brasileira diante de tantas aberrações continua advogando a causa de que estamos vivendo momentos de um genuíno avivamento. Segundos os profetas pós-modernos, as marcas do derramamento do Espirito Santo se manifesta de forma sobrenatural com grunhidos, latidos, e outras esquicitices que só de pensar me deixa envergonhado.

Por favor responda sinceramente: Que avivamento é esse, que não produz frutos de arrependimento? Que avivamento é esse que não muda o comportamento do crente? Que avivamento é esse que não converte o coração do marido a esposa e vice-versa? Que avivamento é esse que dicotomiza a relação entre pais e filhos? Que avivamento é esse que relativiza a ética? Que avivamento é esse que comercializa de modo adoecedor a glória de Deus?Alguma precisa ser feita, os valores do reino de Deus precisam ser resgatados, chega da fé mercantilista, chega da "gospelização" da vida!

Amados, mais do que nunca é imprescindível que reflitamos a luz da história sobre o significado e importância da Reforma. Acredito piamente que os conceitos pregados pelos reformadores precisam ser resgatados e proclamados a quantos pudermos, até porque, somente agindo desta forma poderemos sair deste momento preocupante e patológico da igreja evangélica brasileira.

Soli Deo Gloria,

Renato Vargens

Augusto Elias disse...

Não tenho dúvidas de que essa "galera",que está procurando estradas,atalhos,vias átraz de carros fretados ou não,se tiveram alguma experiência com o Senhor,estão desmemorizadas.Muitas pessoas sabem que foram tocadas por Jesus,de chegar ao ponto da mente ser transformada e cosequentemente o comportamento também.Eles esquecem da verdadeira adoração,da realidade de um louvor e se dedicam prazerosamente nos pulos e gritos estéril quase que intermitentes.No ano passado,fui com duas irmãs em um evento desses aí( mega-evento)A fila, sem sombra de dúvidas,era quase da distância da minha residência(Largo da Batalha) á igreja Cristã da Aliança do Sapê.Uma das irmãs,muito arisca,resolveu ir para a frente do clube,por sorte,estava iniciando uma outra fila e as pessoas,ao mesmo tempo que entravam,iam em direçaõ ao interior do ginásio.Tomei um verdadeiro pavor!Estava áquele Vaguinho(cantor)gritando aos berros:"Irmão Lázaro,cadê você,eu vim aqui só pra ti ver".Pastor Renato,ali acabou toda a minha empolgação.Um evento que era para o Senhor, foi realizado sem palavras,só música,rebolado(tipicamente baiano),nada contra, desde que moralmente fosse correto e muitas palmas ritimadas.É preciso que esse povo,que carrega um certo caradurismo estudem a palavra,se toquem,reflitam nas escrituras.Po! Um enriquecimento sem causa por parte dos "artistas"( o ilícito de uma maneira geral).Peço ao Senhor Deus que ele levante homens com o compromisso de recuperar os conceitos pregados pelos reformadores,onde o senhor citou com muita propiedade.Obs;é preciso que sejamos oposição a este século,mas com discernimento nos caminhos do Senhor.

augusto Elias disse...

Sou do Ministério de Música da igreja .Não quero ser hipócrita,comecei com muita empolgação,sabendo muito pouco da profundidade daquele espaço( púlpito,lugar SANTO),indo pela empolgação, deixando a arazão quase delado.O poder do Senhor na minha vida me transformou,digo,vem me transformando cada vez mais,porque isso é uma constante em nossas vidas,pois os louvores precisam ser ministrados,antes de tudo,sendo conduzido atrvés de oração.Não somos ímpios, somos criaturas de Deus com fundamento na palavra.Hoje sei da importância de estarmos alí.Precisamos ser canal,instrumentos nas mãos do Senhor para que Ele possa fazer o que quizer através de nós nas vidas dos nossos irmãos.Não devemos ir pra os shows gospel sem outro objetivo,a não ser de adorar o Senhor,paquera,namoro,encontros,tudo isso é muito bom,mas é consequência do poder de Deus( abro aqui um parentese pra dizer que muitas pessoas vão para algo desse tipo pra casar, passear,um progama qualquer)É preciso buscar a palavra, o conhecimento vivendo a veradeira adoração.Amém.

Anônimo disse...

Pastor Renato Vargens
Cada vez que leio um de seus artigos me renovo a cada leitura.
Amado Pastor seus comentários vão de acordo com a realidade na medida correta.
Gostaria de pedir um favor o Senhor se lembra ha um tempo atras, um artigo que falava que tudo ia se tornar gospel, sorveteria gospel, motel gospel enfim tudo pra ele seria gospel, se o Senhor achar me mande, gostaria de mandar pros meus irmãos evangelicos.
Que Deus lhe Abençoe mais e mais.
Abraços.

Anônimo disse...

Caro pastor e fiéis em Cristo.Acredito que ainda veremos e ouviremos muita mais,pois estou certa de que Cristo está às portas.
Sigo confiante da certeza de que Ele venceu o mundo! Sinto muita tristeza quando me deparo com irmãs e irmãos,casados,"crentes"no Senhor Jesus adentram na igreja com novidades que surgem em seus corpos de uma semana para outra,como tatuagens,pircens... e depois simplesmente marcam uma assembléia para pedido de perdão.Eu me pergunto: - como ficam esses pré-adolescentes,adolescentes e jovens que vivenciam isto?
Como mãe fico preocupada pois na cabeça deles estão colocando a idéia de que: -" eu faço algo que quero por mero capricho ou desobediencia , depois é só pedir perdão que está tudo bem.
Lamentável...

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only