segunda-feira, dezembro 29, 2008

Que tipo de pai é você?

Renato Vargens

Conta-se que algumas crianças estavam na rua brincando e conversando. O assunto discutido por eles era nada mais nada menos do que seus pais. Um deles afirmou todo prepotente: "Meu pai conhece o prefeito da cidade e tem muita amizade com ele". Sem titubeios, outro garoto disse todo contente: "Meu pai conhece o governador. eles são muito amigos". Antes que o garoto terminasse a frase outro já se levantou e disse em tom alto de voz, "Meu pai conhece o chefe de Polícia do Estado. Ninguém o prende". Um garotinho, filho do pastor, que estava quieto somente ouvindo, num determinado momento olhou para os amiguinhos e disse: "Meu pai conhece Deus". Um “estrondoso” silêncio tomou conta do ambiente e o pai do pequeno menino, que silenciosamente observava a calorosa discussão, vagarosamente saiu daquele lugar com os olhos cheios de lágrimas e orou a Senhor agradecendo: "Pai, obrigado pelo meu filho e pela influência que tenho dado a ele sobre Ti".

E você? O que tem ensinado a seu filho? Será que o seu comportamento em casa, no ambiente de trabalho, na igreja ou na sua relação familiar aponta para o fato de que verdadeiramente tem conhecido ao Senhor? Ou será que a espiritualidade que vives é capenga, farisaica e egocêntrica?

Pois é, em tempos como os nossos, onde existe uma séria crise de paternidade, precisamos mais do que nunca de homens marcados e transformados pelo poder do Espírito Santo de Deus, até porque, somente assim veremos em nossos filhos valores e virtudes como respeito, afeto e amor.

Pense Nisso!

Renato Vargens
Anônimo disse...

Ola...de alguma forma suas palavras sempre levarão muitos na internet a refletir.
Eu sou pai... tenho 40 anos.. 3 filhas um enteado... meninas 18..13..8... enteado 22
procuro ser ekilibrado...manter conduta cristã.. a de 18 e a de 8 estão no caminho... o de 22 a de 13 são ovelhas desgarradas , amam o o contrario do que conheceram... lar dividido. referindo a suas palavras ..realmente se deve insistir a eles o caminho bom.. mas nem as pessoas citadas na biblia com bons exemplos escaparam de ter filhos que nao amam a Deus

Gilbert Raposo disse...

Temos que dar bons exemplos aos nossos filhos e mostrar-lhes que somos aprendizes também pois eles nos imitam, plantemos a boa semente começando a evangelizar uma alma para DEUS dentro de nossas
casas conscientes do que falamos e somos no dia a dia, tem muita gente vivendo de aparência.

Augusto Elias disse...

Na verdade,por enquanto,não tenho filhos,mas tenho plena convicção da importância do ensinamento correto no que tange a palvra de Deus para com as crianças.É fudamental para os pais usar de sabedoria,digo,pedir o entendimento ao Espírito Santo na hora da aplicação do ensinamento do Senhor.Se eu tivesse um pai ou uma mãe que foram criados diante de Deus, o inimigo não teria me "abraçado" ,apesar de existir alguns jovens criados na igreja com desvio de conduta.È necessário que os filhos se desenvolvam diante dos estatutos do Senhor para frutificar.

Anônimo disse...

É isso, vivo dizendo ao meu esposo que nossos filhos meninos de 4 e 6 anos, precisam sentir nele a transmissão da segurança que Deus dá a nós....
Crianças aprendem por exem´plo e não por ouvir, daí a importancia de se dar um bom testemunho em primeiro lugar dentro de casa. Não podemos talvez evitar que nossos fihos se desviem do caminho, mas podemos desmontrar que apesar de tudo, Cristo ainda é o melhor caminho .... a escolha é deles, mas como diz a palavra .... "o bom filho a casa torna"... que essa seja a esperança de tantos pais que sofrem por ter seus filhos longe de Deus .....

Alexandre Pereira Bornelli disse...

Pastor, recebi seu artigo por email e resolvi acessar seu blog.
Gostei demais do texto, curto e objetivo. Me fez refletir. Por enquanto, tenho apenas um filho de 2 anos e 4 meses e procuro desde já, pela Graça de Deus, ser um pai que transmite a ele o temor do Senhor e a importância de conhecê-lo e amá-lo.
Em Cristo.

Anônimo disse...

Olá, adorei essa mensagem. Tenho dois filhos, uma menina de 8 e um menino de 12 anos e, infelizmente, eles são órfão de pai e essa mensagem me fez refletir no que tenho ensinado aos meus filhos. Pois, numa sociedade tão pervesa como essa, temos que ensinar aos nossos filhos os valores éticos, morais e principalmente o AMOR de DEUS acima de todas as coisas.

Blog do Dumane disse...

Linda mensagem. Parabéns pastor Vargens. Muito obrigado por partilhar estas preciosidades.

Um grande abraço

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only