terça-feira, outubro 07, 2008

Livres da boca do leão.
Renato Vargens

Era uma vez um leão que ao passear pela floresta encontrou um grupo de gatos conversando. "Vou devorá-los", pensou o rei das selvas. Entretanto, sem saber porque, começou a sentir-se estranhamente calmo. Em virtude disto, resolveu sentar-se com eles, para prestar atenção no que diziam. - Meu bom Deus - disse um dos gatos, sem notar a presença do leão. Oramos a tarde inteira! Pedimos que chovessem ratos do céu! E, até agora, nada aconteceu! Será que o Senhor não existe? O céu permaneceu mudo. E os gatos perderam a fé. O leão levantou-se, e seguiu seu caminho, pensando: veja como são as coisas. Eu ia matar estes animais, mas Deus me impediu. Mesmo assim, eles pararam de acreditar na providência divina. Estavam tão preocupados com o que estava faltando, que nem repararam na proteção que receberam.

Ao longo dos anos tenho aprendido que o Deus o qual servimos é livre para nos ensinar aquilo que quer e do modo que quiser. No processo pedagógico de Deus torna-se necessário com que algumas vezes enfrentemos situações adversas, até porque são através delas que aprendemos a depositar aos pés daquele que tudo pode nossas inquietações e ansiedades na certeza de que no tempo certo ele exercerá sua providência. Entretanto, ainda que saibamos disto não são poucas as ocasiões que agimos como os gatos da história, isto porque, em virtude de nossas preocupações, damos ênfase exagerada as dificuldades, erros, e decepções, esquecendo de agradecer e comemorar os livramentos dados pelo Senhor.

Caro leitor, lembre-se que o Deus que servimos está no controle da sua vida, e que nada absolutamente nada foge ao seu domínio e vontade. Ele é Senhor e Soberano sobre tudo e todos agindo poderosamente em cada momento de nossas vidas respondendo nossas orações como lhe apraz, livrando-nos da boca do leão.

Pense nisso!

Renato Vargens




GILBERT RAPOSO disse...

OBRIGADO DEUS, SEJA FEITA A SUA VONTADE.
GILBERT RAPOSO.

Anderson Paes disse...

É verdade, quantas vezes agimos como criança, não agradecemos o pão de cada dia e reclamamos por não termos balas, doces ou bolos.
Reclamamos porque não ganhamos o brinquedo escolhido mas esquecemos que temos um lar nos protegendo da chuva.
O que nos diferencia de uma criança é somente a idade que passa, pois as atitudes com Deus são as mesmas de um filho para com o seu pai.

SEJA FEITA A SUA VONTADE NA MINHA VIDA SENHOR MEU DEUS E MEU PAI.

Célio R. disse...

...ATÉ QUANDO O LEÃO VAI TER MAIS FÉ DO QUE OS GATOS... O PROBLEMA NÃO É TANTO O RECLAMAR, O PROBLEMA ESTÁ MAIS LIGADO AO AMADURECIMENTO NA FÉ, OU SEJA O TEMPO QUE VAMOS GASTAR PARA ENTENDER A SOBERANIA DE DEUS, PAULO USA UMA METAFORA SOBRE CONTINUAR TOMANDO LEITE... ENQUANTO UMA CRIANÇA TOMA LEITE ELA CHORA RECLAMA E COISAS ASSIM... DE CRIANÇA MESMO, MAS UMA HORA OU OUTRA ELA VAI TER QUE CRESCER..., NÃO SE PODE VIVER COMO CRIANÇA NA FÉ A VIDA INTEIRA.

EDILSON VALDECI disse...

A paz do Senhor Pastor,

A verdade é que não percebemos em meio a tantas dificuldades da vida, que o nosso Deus sempre está nos protegendo das astutas ciladas do maligno. Hoje mais uma vez ele em meio as minhas dificuldades tem me mostrado que tudo o que ele faz tem um propósito. Lindo post.

Fique com Deus.

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only