quarta-feira, março 28, 2018

Respostas àqueles que dizem que Jesus era socialista e comunista

Por Renato Vargens

Tornou-se comum encontrar nas Redes Sociais comentários de cristãos que afirmam que Jesus era socialista e comunista. Os adeptos dessa ideia transloucada dizem que Cristo era esquerdista assim como foram, Marx, Lenin, Stalin, Che Guevara, Fidel Castro, Hugo Chavez, Nicolás Maduro, Mao-Tse-Tung e outros mais.  Ora, sinceramente esse pessoal só pode desconhecer a história não é mesmo? Até porque, se soubessem um pouco que seja, quem foram esses senhores, jamais afirmariam que Cristo pode ser comparado a eles. 

Vejamos por exemplos alguns destes:

Karl Marx -  Foi sustentado pela esposa por 16 anos enquanto escrevia "O Capital" até que ela ficasse pobre. Só teve um único emprego fixo em 64 anos de vida, e foi como como correspondente do jornal “New York Herald” por breve período e que não resultava em quantias suficientes para manter a família. Quatro de seus sete filhos morrerem ainda bebês pela vida insalubre e miserável que sua vagabundice impôs à família, viu duas de suas três filhas sobreviventes se suicidarem, traiu a mulher que o sustentou por anos a fio com a melhor amiga dela, e ainda deu o bebê nascido desta relação para o amigo rico Engels criar.

Joseph Stalin -  Um dos maiores facínoras do século XX que foi responsável pelo assassinato de milhões de pessoas. Em nome do sistema prendeu e torturou seus opositores, mandando-os para trabalhos forçados na Sibéria, internando-os em hospitais psiquiátricos ou fuzilando-os. Além disso, manteve rígida censura sobre os meios de comunicação, cometendo todo tipo de maldade e atrocidade. 

Che Guevara - O Queridinho da esquerda latino-americana foi na verdade um assassino perverso. Racista, homofóbico, cometeu crimes bárbaros contra a humanidade, matando inclusive crianças.

Fidel Castro - O ditador querido da esquerda brasileira. Com mão de ferro, oprimiu Cuba, levando os moradores daquela ilha a absoluta pobreza. Agiu também com mão de ferro levando para o "paredão" seus desafetos e inimigos. Fidel foi facínora da pior espécie. 

Nicolás Maduro - o amigo da esquerda brasileira. Esse senhor, cria de um outro ditador Hugo Chavez, acabou com a venezuela onde a fome e a miséria se fazem presentes. O Bolivarianismo por eles instalado é a síntese da desgraça fruto de um socialismo onde quem enriquece são os revolucionários de uma agenda maldita.

Mao-Tse- Tung - Ditador chinês responsável pela morte de milhões de pessoas, incluindo cristãos que sofreram em nome do comunismo todo tipo de perseguição e sofrimento. 

Vladimir Lenin - Conjugava como ninguém o verbo matar.  Sobre o domínio de Lenin a Rússia (e a Ucrânia) se transformaram em um mar de túmulos. O chamado terror vermelho implantado por esse senhor para defender a revolução russa fez com que um genocídio muito mais vasto e devastador do que o próprio nazismo se instaurasse em solo russo, causando assassinatos em massa, desespero e morte. Lenin mandou assassinar de próprio punho milhões de pessoas, entre eles muitas crianças, mulheres e idosos, simplesmente por esses pertencerem a comunidades que não aceitavam a ditadura socialista. Jamais demonstrou ter tido a menor culpa pelo que fez, tal como um psicopata em relação às suas vítimas indefesas.

Caro leitor, por favor responda sinceramente: Diante as biografias desta gente, você ainda tem coragem de afirmar que Jesus era comunista?  Sinceramente espero que não, mesmo porque, comparar o nosso Senhor a estes sanguinários é um acinte, um disparate, um infortúnio.

Pense nisso!

Renato Vargens





Pb. José Roberto da Rocha disse...

O interessante é que esses esquerdistas se inspiraram tanto em Jesus,que a primeira coisa que fazem,quando assumem o poder,é banir o cristianismo! O que será que existe na cabeça desses pastores que apoiam esse regime ?

Haroldo de Sousa disse...

Quem compara cristianismo a socialismo não conhece, absolutamente, nenhum dos dois.

Basta uma análise na parábola dos talentos, na qual cada servo RECEBE SEGUNDO SUA CAPACIDADE.

Depois, na prestação de contas, aquele que não produziu nada, do pouco que recebeu, não foi beneficiado com a distribuição de renda daquele que trabalhou e duplicou seu patrimônio. Pelo contrário: o que nada fez perdeu o pouco que tinha para o que produzira mais.

Também, quando Jesus multiplicou pães e peixes, os "militantes da distribuição de renda" logo atravessaram o lago para chegarem onde ele estava (João 6:25 e ss) e, com a maior cara lavada perguntaram "Jesus, quando chegaste aqui", dando a entender que não estavam atrás de "pão de graça". Nisto foram recriminados por Jesus que lhes disse: "me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes".

Isso põe por terra qualquer argumento de que Jesus multiplicou pão na intensão socialista de "distribuir alimentos a quem não trabalhava, mas viva atrás de pão fácil.

De gênesis a apocalipse, a bíblia é anti-socialismo.

Além disso, os fundamentos e objetivos socialistas são "o espírito do anticristo", o que não vou discorrer aqui.

Pastor Gaspar disse...

Um texto bastante relevante! É lamentável ver pastores subindo no palanque do lula e o chamando de filho de Deus como fez Ariovaldo Ramos e outros.
"Comparar o nosso Senhor a estes sanguinários é um acinte, um disparate, um infortúnio."

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only