quarta-feira, novembro 29, 2017

Uma triste inversão de valores




Será que você não fica chocado com isso? Pois é, eu fico! Antes que os defensores dos animais se levantem e me execrem, condenando-me por especismo, dizendo que os seus bichinhos tem todo o direito de serem tratados com “singular humanidade”, aliás, segundos alguns, os animais são “seres humanos” como outro qualquer; é importante afirmar que não possuo absolutamente nada contra estes. Claro que animais, precisam ser tratados com carinho, atenção e respeito, além obviamente de serem bem tratados por seus donos. Em nossa família, eu, meus irmãos e mãe, sempre tivemos muitos cães e sempre os tratamos com muito carinho, Contudo, confesso que fico estarrecido em saber que cães e gatos levam vidas de príncipes enquanto o homem criado a imagem e semelhança de Deus morre de fome e frio.

A cena registrada num shopping brasileiro retrata também a inversão de valores de uma sociedade que relativizou tudo. Nessa perspectiva, gente tem sido tratada como bicho, e bicho como gente.  

Bem sei que alguns dirão que é exagero e que a mãe das crianças, colocou sobre os seus filhos uma coleira, só pra que eles não se perdessem. Pois é, ainda que a motivação da mãe tenho sido a melhor possível, sou do tempo em que pais davam limites aos seus filhos sem precisar contudo colocá-los em cabrestos.

O temporas  O mores!

Renato Vargens 

favourite category

...
ministério pastoral

Whatsapp Button works on Mobile Device only