A síndrome do homem frouxo



A quantidade de homens frouxos que por qualquer coisa se fazem de vítima é uma enormidade. Basta ser contrariado ou até mesmo se sentir ofendido que lá vem "draminha". 

Aliás, a quantidade existentes de homens na igreja sensíveis a tudo é uma enormidade, basta, que alguém contrarie o dito cujo, que lá vem choro. Confesso que tenho fico impressionado com os "mimimi" de alguns desses homens que por qualquer motivo se ofendem e ficam de mal. Ora, por acaso você já percebeu que nossas igrejas estão repletas de homens imaturos emocionalmente? Lamentavelmente, em nossas comunidades encontramos uma multidão de indivíduos que facilmente se magoam e ofendem por tudo, embicando e choramingando pelos cantos se dizendo injustiçados.

Caro leitor, como você sabe, ultimamente tenho escrito sistematicamente sobre homens "bananas" (veja os textos já publicados ao final do post) e uma das características deste tipo de homem é a volatilidade emocional. Ora, é impressionante a quantidade de maridos e pais  "chorões" que ao enfrentarem os conflitos naturais ao trabalho e família dramatizam tudo, reclamando que são vítimas de injustiça. 

Prezado amigo, vamos combinar uma coisa? O que tem de homem frouxo que não sabe e nem tampouco consegue enfrentar de frente seus problemas não está no gibi, não é mesmo? Sinceramente está faltando a muitos homens, hombridade, coragem e disposição de encararem os problemas de frente, abandonando definitivamente o "mimimi. 


Isto posto, amadureça e entenda que para mudar  torna-se indispensável que haja no coração de quem sofre desse mal, disposição de mudança, como também  uma abertura ao Espírito Santo, reconhecendo prioritariamente  a necessidade de uma nova postura comportamental.

Pense nisso!

Renato Vargens

1-) Marido "banana" uma característica dessa geração de homens omissos (aqui)
2-) Homens que deixaram de ser homens, uma tragédia para a família (aqui
3-) Jornalista dinamarquesa desabafa: “europeus estão afeminados e as mulheres estão em perigo” (aqui
4-) Homens cristãos não sejam bananas. Liderem suas casas. (aqui)
5-) O pastor "banana" e a esposa autoritária (aqui

0 comentários: