Homens de saia, a feminilização da cultura

Por Renato Vargens

Ontem à noite, enquanto me dirigia ao super-mercado testemunhei uma cena no mínimo esdrúxula. Vi um homem  no ponto de ônibus vestindo saia. Isso mesmo, você não leu errado. 

Confesso que levei um susto com a cena, até porque, o cara não parecia homossexual ou transgênico como alguns do nosso tempo. Na verdade, o cara parecia vestir saia opção e nada além disso. 

No mesmo instante lembrei da jornalista dinamarquesa Iben Thranholm, que reclamou em Rede de Televisão  dos efeitos nefastos de décadas de feminismo, que tornou o homem europeu um ser afeminado, deixando de lado virtudes tradicionais como virilidade, honra, coragem, coisas úteis para proteger suas mulheres e sua cultura. (Leia aqui)

Caro leitor, a feminilização da cultura no meu modo de ver é um problema grave da sociedade ocidental. Repare por exemplo nas roupas usadas pelos homens. Alias, não sei se você já percebeu, mais existem homens que se vestem com roupas tão femininas, que a primeira vista, não sabemos se são homens ou mulheres.

Caro leitor, o  feminismo empoderou de tal maneira as mulheres, a ponto de que homens tem considerado "démodé" ser homens. Nessa perspectiva, a masculinidade foi feminilizada, o comportamento firme comum a homens, foi "docificado" ( não estou fazendo apologia ao machismo) proporcionando com isso uma grave crise comportamental na sociedade, além  de uma nítida inversão de papéis.

Verdadeiramente vivemos dias complicados onde o marxismo cultural tem levado os homens a vivenciarem comportamentos absolutamente antagônicos aos modelos ensinados pela as Escrituras.

Isto posto, reafirmo que sem a menor sombra de dúvidas que torna-se necessário resgatar os valores bíblicos relacionados aos papeis de homens e mulheres na sociedade, lutando assim contra os valores deste mundo caído e pecador, que a todo custo tenta desconstruir o padrão tanto de masculinidade como feminilidade, estabelecido pelo Criador.

Pense nisso!

Renato Vargens



4 comentários:

Então quer dizer que Jesus pecou em não ter usado seu paletó gospel? E eu sei que ele viveu em outros tempos, com outros costumes. Mas é justamente isso: o que Ele e seus pares usavam naquela época deixou de ser usado tempos depois. Hoje em dia os homens estão começando a usar saias, as mulheres camisas sociais masculinas, e eu acredito que Deus não tá nem aí pra o que a gente veste, até porque Ele "vê o coração". Não tenho medo de um dia usar uma saia, e tenho certeza que isso não me fará menos cristão do que aquele pastor que tá lá no púlpito de terno e gravata, mas que nos bastidores não usa roupa nenhuma quando mantém um caso extra-conjugal com uma irmãzinha. É questão de relevância.

8 de abril de 2016 10:28 comment-delete

Tadeu,

Você não entendeu foi nada. O problema é mais que a roupa, é a desconstrução dos conceitos e valores relacionados a masculinidade. No texto eu não defendo terno ou qualquer outro tipo de roupa. Na verdade o que faço é alertar a sociedade cristã quanto ao relativismo do nosso tempo.

Renato Vargens

8 de abril de 2016 10:31 comment-delete

Feminilização???? Did you mean "boiolização"????

Nao podemos maia ser NeanderthaIs, pois evoluimos para que? Para termos maia educacaoe e aceitar as diferenças das pessoas, minhas vestes nao me farao mais homen ou afeminado e sim meu comportqmento.

13 de abril de 2016 06:12 comment-delete