terça-feira, fevereiro 16, 2016

Razões porque Agenor Duque está errado em "distribuir" toalhas ungidas

Por Renato Vargens

Agenor Duque, autointitulado "apóstolo" da Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus" distribuiu uma tolha ungida e afirmou que esse ato é bíblico e que não existe nada de errado do ponto de vista das Escrituras em agir desta forma.

Bom, visando ajudar os cristãos quanto a esse assunto, resolvi escrever abaixo, razões porque Agenor Duque está completamente equivocado em defender a distribuição de objetos ungidos.

1-) O livro de Atos é um livro histórico, e não doutrinário, além disso não encontramos nas epístolas bem como em todo Novo Testamento orientações por parte de Jesus e dos apóstolos sobre a necessidade de ungir lenços, aventais e semelhantes.

2-) O ocorrido em Atos 19:11-12, foi a narrativa  de que algumas pessoas tiveram contato com as peças de roupa de Paulo sendo curadas de suas enfermidades. Ao ler o texto sou tomado pela convicção que Paulo não tomou a iniciativa de ungir lenços e aventais. Na verdade, o texto nos trás a ideia que isso aconteceu de forma espontânea e não dogmática. 

3-) Embora Deus tenha curado inúmeras pessoas através dos lenços e aventais de Paulo, conforme é mencionado no capítulo 19 de Atos, em todo o Novo Testamento não encontramos nenhuma permissão ou ordem nas Escrituras “ensinando ou orientando a prática de distribuição de objetos ungidos. Ademais, vale a pena ressaltar que do ponto de vista hermenêutico não devemos elaborar ou instituir doutrinas em textos isolados, o que é o caso de Atos 19.

4-) Em nenhum lugar no Novo Testamento, encontramos Jesus ou os apóstolos orientando a igreja a ungir objetos. (Para ler mais sobre o assunto clique AQUI)

5-) Em Atos 19, vemos que os lenços foram levados aos enfermos e não vendidos ou comercializados, isto é, não existiu o comércio dos lenços ou dos aventais ungidos, como acontece nos dias de hoje, mesmo porque, a  prática da simonia era fortemente rechaçada pelos apóstolos e igreja.

6-) Não encontramos nos reformadores nem tampouco na Reforma protestante o incentivo aos crentes possuírem objetos mágicos. Na verdade, vemos os reformadores condenando o uso de utensílios como instrumentos de bênçãos e milagres.

Pense nisso!

Renato Vargens



Rds Souza disse...

Mas eles sempre vêm com o argumento que Jesus disse que faríamos obras iguais ou maiores que as D'Ele. Interpretam isso como sendo Jesus dando licença pra criar heresias à vontade.

Renato Vargens disse...

Rds Souza,

Texto fora do contexto vira pretexto.

Abraços,

Renato Vargens

Taciomacedo disse...

Excelente Pastor !
Paz do Senhor !

Regis Batista disse...

Ótimo texto,imagino como deve ser difícil falar sobre esse assunto com tanta calma e sobriedade rs,Deus abençoe!

Rosane Maidano disse...

Porque as pessoas então curadas de enfermidades através da toalhinha? Porque Deus se manifesta então?

Renato Vargens disse...

Rosane,

1-) Quem te garante que foram curados?
2-) O próprio diabo é capaz de fazer sinais e prodígios.
3-) Quem te garante que não existe manipulação e indução coletiva?

Renato Vargens

Confrade CESAR disse...

Sendo assim Souza fala para esses "poderosos" tentar pelo menos se igualar a Jesus e andar sobre ás águas!
Abraço fraterno.

Leva-me á tua glória disse...

Parabéns Pastor! O povo perece, é aprisionado, ludibriado e iludido, por falta de conhecimento. Enquanto muitos, que se dizem servos do Senhor, não terem sede de crescer na graça e no conhecimento, esses canalhocratas da fé, disfarçados de apóstolos, semideuses, supremos-suprasumos e e etc...estarão se alimentando da gordura e da lã das ovelhas incautas. É o que digo sempre:
Enquanto existir carniça, urubu não morre de fome!
Que a misericórdia do Senhor seja sobre as vidas destes gananciosos e que possam se arrepender enquanto há tempo.

Fabio Ribeiro Rodrigues disse...

Essa situação mostra que os cristãos estão cada vez mais com pinta de pagão. Já que copia-se os pagões por que não copiar o pagão do exército romana que pediu apenas um palavra(não precisou de nenhumá relíquia ungida) para seu criado ficar curado.aí nós vemos um pagão com pinta de um verdadeiro cristão apoiado somente na palavra foi ele que deu o lema da reforma(sola scriptura) não frente de todos os reformadores rsrsrsrsrs

NILSON & CARLA! disse...

EXCELENTE. HISTERIA COLETIVA, MANIPULAÇÃO DE AUDITÓRIO, TUDO UMA PIADA.
CHEGA DE CHARLATANISMO.

adilson silva disse...

Nem vou comentar vai que o Ungidooooooooooo le e lança uma palavra. ai ja era rsrs .

mais Sobre vender os lenço posso comentar rsrs estralho mais no fim iria ver muito escândalo. e muito triste ver esta situação .

sobre o Beny R. esta com ele qual sua opinião ??? o que vc acha ??

Unknown disse...

Como pentecostal clássico sou doutrinado a não compactuar com estes ventos de doutrinas, que são aspergidos sobre o povo. Estes homens disseminam teses teológicas nocivas nestas igrejas, arrebatando incautos e indoutos que são facilmente manipulados. Além dessas tendências heréticas de lenço embebecido em um suposto azeite milagroso, ainda existem pseudos cajados de Eliseu, capas de Elias, funda de Davi, trombeta de Josué, entre outros...
Que Deus nesses últimos dias posso despertar o seu povo.

Que Deus continue lhe abençoando Pastor Renato.
Gosto muito do seu blog.

A paz do Senhor Jesus.

Alessandro Velez Galvão disse...

Parabéns Pastor Renato.
O fato de confirmação ou não garante que Deus está aprovando o ministério e o ministro.
É só examinar Mt7.20-23.
Graça e paz!!!

paulo erenito da silba disse...

Como diz Jim cimbala. Ainda que este homem ressuscitasse mortos, eu não seguiria este homem

Fabio Ribeiro disse...

Olá pastor! Ótimo texto. Se todo pastor estudasse a bíblia para ganhar almas para Cristo em vez de lê-la com o intuito de apenas explorar a fé destas pobres pessoas que não conhecem o texto sagrado, as igrejas estariam menos inchada, mas, com pessoas que esperariam do seu pastor somente verdades bíblicas e vivendo-as! Pessoas como Agenor não fazem parte da igreja verdadeira, porém, acredito fielmente na perfeição de Cristo e de sua amada igreja e que ninguém pode diminuí-la ou resumi-la a dinheiro e crendices!Forte abraço!

Jonatas de Oliveira Coêlho disse...

Excelente texto, pastor!

Tomo a liberdade de tentar complementar a questão das pessoas sendo curadas por estes atos, levantada nos comentários.

Jesus afirmou que no dia do juízo haverá tal situação:

Mt. 7.21-23 "Nem todo aquele que diz a mim: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no Reino dos céus, mas somente o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos dirão a mim naquele dia: ‘Senhor, Senhor! Não temos nós profetizado em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios? E, em teu nome, não realizamos muitos milagres?’ Então lhes declararei: Nunca os conheci. Afastai-vos da minha presença, vós que praticais o mal."

Creio que estes que estão sendo curados depositam sua fé na palavra de Deus. E, independente da vida do semeador, a semente da Palavra, caindo em bom solo, gerará fruto; porque o poder está na semente, na Palavra viva de Deus, e não no semeador. Deus honra a Sua Palavra; Ele não voltará para Ele sem fazer aquilo para a que foi designada (Is. 55.11). O apóstolo Paulo também fala da possibilidade disto quando afirma:

1 Co. 9.27 "Mas esmurro o meu próprio corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de haver pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado."

Ou seja, é possível inclusive que muitos recebam a benção da salvação e no fim o pregador que foi canal para transmitir a mensagem seja desqualificado.

Contudo, tal prática, como feito pelo pastor, deva ser fortemente confrontada para que o evangelho de Cristo não seja deturpado.

favourite category

...
test section describtion

Whatsapp Button works on Mobile Device only