É possível ser evangélico e ao mesmo tempo uma atriz pornô?

Por Renato Vargens

O Canal Brasil publicou uma entrevista com uma atriz pornô que se diz evangélica (veja aqui). 

Ora, é óbvio que existe incompatibilidade em ser cristão e ao mesmo tempo trabalhar na indústria pornô, mesmo porque, as Escrituras nos mostram de forma absolutamente clara que um cristão não pode viver na prática do pecado.

O problema é que nos dias de hoje o fato de alguém se dizer evangélico não aponta necessariamente para uma transformação de vida. 

Lembro que antigamente quando alguém afirmava ser católico romano, significava dizer que em alguns casos poderíamos ouvir que apesar da "religião", o indivíduo não era praticante. 

Pois é, esse tipo de comportamento relativista chegou a alguns "evangélicos" o que por si só já é uma grande contradição, até porque, o protestantismo, tem como marca e característica o senso de inclusão, participação e membresia.

Caro leitor, sem a menor sombra de dúvidas vivemos dias complicados, onde o pecado foi relativizado por parte dos evangélicos. Lamentavelmente em nome de uma espiritualidade bonachona, Cristo tem sido apresentado a sociedade como galardoador de bênçãos e não como Messias e Rei que veio ao mundo para salvar os homens dos seus delitos e pecados.

Definitivamente  a igreja desta nação precisa  rever  seus conceitos quanto ao evangelho, membresia e vida cristã. 

Penso que por fatores diversos há muito perdemos o que significa ser evangélico, discípulo de Cristo e membro de uma igreja local.

Como bem nos ensinam as Escrituras os dias são maus. Cabe-nos portanto clamar ao Senhor que tenha misericórdia da igreja brasileira, levando-nos a um estado de arrependimento e conversão.

Com lágrimas nos olhos!



Renato Vargens


2 comentários:

Este comentário foi removido pelo autor.

23 de agosto de 2016 16:07 comment-delete

Tiago,

Assista esse vídeo.

http://renatovargens.blogspot.com.br/2016/05/nao-mataras.html

Renato Vargens

23 de agosto de 2016 22:35 comment-delete