Evangelizar é muito mais que dizer "Jesus te ama"

Por Renato Vargens

Outro dia vi na internet um grupo de irmãos extremamente bem intencionados expondo num sinal de trânsito uma faixa que dizia: "Jesus te ama".

Muito legal ver a mobilização de crentes no desejo de evangelizar. O desejo desses irmãos em falar do amor de Deus é louvável. Todavia acredito que evangelizar seja bem mais do que dizer pra alguém que Jesus o ama.

Aliás, tem sido comum encontrarmos, irmãos, pastores e Igrejas evangelizando o perdido com a frase em questão. 

Ouso afirmar que uso deste jargão por parte de quem evangeliza, omite verdades indispensáveis a pregação do Evangelho. Ora, evangelizar não significa dizer para o incrédulo que Jesus o ama, aliás, evangelizar é muito mais do que isso, evangelizar é confrontar o homem em seus delitos e pecados, mostrando ao pecador que sem Cristo ele está condenado ao inferno. O problema é que numa sociedade hedonista o evangelho pregado por alguns precisa ser palatável, isto é, agradável aos aos homens, porém desprovido de verdades eternas.

Ao consultar as Escrituras percebemos que tanto João Batista, Jesus e os apóstolos ao pregarem o Evangelho não o faziam numa perspectiva humanista, onde o mais importante é o anuncio de um Deus "paz e amor" que tem por objetivo principal proporcionar ao homem satisfação em todas as áreas da vida. Muito pelo contrário, a Bíblia nos trás inúmeros textos em que os "pregadores" confrontam os homens em seus delitos e pecados chamando-os ao arrependimento. (Lc 13:03; At 26:20; Lc 24:47; At 3:19; II Pd 3:09; Mt 3:02, At 2:38; Mc 1:15; Mc 1:04; Mt 3:11; Lc 3:03; Lc 5:32; At 5:31; At 11:18; At 20:21)

Talvez ao ler esse texto você esteja dizendo consigo mesmo: "Ah! Mas, se a gente falar sobre pecado ninguém vai querer ir a igreja. Precisamos oferecer um "atrativo" especial para que os homens se interessem por Deus."

Pois é, de fato os homens não gostam de ouvir sobre o pecado e suas consequências. Na verdade, os homens preferem um deus cuja mensagem seja exclusivamente amorosa. Contudo, ainda que saibamos que Deus é amor, omitir a verdade inequívoca do juízo divino é pecar de forma efetiva contra a vontade revelada de Deus sobre o destino eterno dos homens que vivem na prática do pecado. 

Bem sei que não podemos e nem devemos esquecer a mensagem principal do evangelho que é o amor de Deus pelo pecador, todavia, Não devemos esquecer que o verdadeiro amor que vem de Deus, gera arrependimento de pecados,e como consequência, obediência a sua palavra.

Isto posto, ao evangelizar anuncie o evangelho pleno cuja notícia ultrapassa o uso do jargão "Jesus te ama." Pregue sobre o pecado, as consequências eternas dele, como também a verdade inquestionável que o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo morreu  numa Cruz para perdoar as transgressões de todo aquele que nele crê concedendo ao pecador vida eterna.

Pense nisso!

Renato Vargens

12 comentários:

HUUU Pensando aqui ""Então o correto seria umas faixas a sim""
Jesus Odeia o Pecado
O pecador Vai Para o Inferno.
Perdoa seu próximo para que Jesus possa Te perdoar.
Jesus esta Voltando arrependa do seu mal caminho.
Não rouba não mata não adultera para que não vai para o inferno.
Vai e não peque mais.
caminhar com Cristo leva um tempo para que cada pessoa possa ser liberta e entender seu papel no corpo de Cristo hoje nos só sabemos criticar não ha ""Unidade"" no corpo. não ha respeito no corpo . Os Filhos das trevas são bem mais Unido porque sera ???
esta resposta voçe vai encontra lendo Genesis. na construção da torre de babel. leia la vai ser bom....
Paz que aja mais \Unidade no corpo.

28 de maio de 2015 13:21 comment-delete

Adilson,

Vejo que você não entendeu nada. Mas, é assim mesmo!

Paz!

Renato Vargens

28 de maio de 2015 13:41 comment-delete

Sim compreendo sua visão porem hoje muitos não querem ouvir a verdade ja pensou alguém com uma faixa asim Jesus o pecador vai para o Inferno. Hoje o evangelho esta crescendo mais com fermento. Temos pouco Timóteo nas igreja. O crescimento vem do amadurecimento muitos ainda são teknon . Quando as igreja são guiada por líder teknon sempre vamos ver estas faixas.

28 de maio de 2015 14:48 comment-delete

Adilson,

Em que lugar do texto eu digo que devemos ter faixas falando do pecado e inferno? Em nenhum momento eu afirmei isso. Evangelizar está pra alem de dizer que Jesus ama o cara. Evangelizar é compartilhar as verdades bíblicas, incluindo que Deus é amor. Todavia, esse tipo de evangelismo de "rua" não produz muitos frutos. A melhor forma de evangelizar é através de relacionamentos onde o evangelho é compartilhado a amigos.

Renato Vargens

28 de maio de 2015 15:22 comment-delete

sim a faixa foi sou um suposição não estou dizendo, que deveria ter um faixa a sim, correto este Evangelino de rua não produz muito resultado. Porem se este "jovem" estão la com as faixas porque alguém autorizo eles esta la. correto hoje ganhar uma alma para Jesus ou levar para igreja e muito trabalhoso por este motivo o ""Evangelino"" tem sofrido muito que esta nesta onda não permanece por falta de um alimento mais consistente, O primeiro fruto tem sido deixado de lado Amor "Ágape" vivemos dentro das igreja um evangelho superficial mais creio que pastor como vocês igrejas vamos ter uma surpresa onde muito vão procura uma boa palavra de verdade que traz vida que confronta, que tira do pecado ai vamos ter que estar preparado para socorrer estes irmão.
hoje não deveria ser a sim ""Quer aceitar a Jesus irmão " e sim a sim ""Quer largar o pecado e vim para Jesus.

28 de maio de 2015 15:46 comment-delete

Achei interessante a postagem, principalmente quando o Pastor Renato Vargens mencionou sobre essas pessoas serem bem intencionadas. O problema todo hoje tem sido isse. Essas pessoas estão aprendendo de forma errada, vemos que a tendência desse seculo é um evangelho humanista. Entao, sentem vontade de evangelizar, mas partem de um ponto errado, que é apresentar um Cristianismo que só tem a função de suprir as necessidades dos seres humanos. Confesso que por alguns anos cometi esse mêsmo erro, graças a Deus meus olhos foram abertos quanto a forma de enxergar o Cristianismo, como Cristo sendo o centro.

28 de maio de 2015 17:35 comment-delete

Bom na verdade eu compreendi o que o Pr. Renato disse e concordo plenamente. Boa intenção dos rapazes em evangelizar, cada um faça sua parte mas este tipo na verdade não produz muitos frutos pois todos sabem que Deus é amor, o problema é que, a verdadeira pregação é o confronto com a carne, com o pecado em que vivemos, é como o remédio amargo que no começo amarga mas traz a cura e logo depois produz prazer, alívio e conforto.
Eu já fiz algumas viagens cantando em praças com um grande coral, as praças logo lotavam, panfletos eram distribuídos aos milhares mas no dia seguinte ninguém aparecia na igreja para ouvir a palavra da salvação.
Temos que pregar a verdadeira palavra da salvação e do confronto, quem ouvir será tocado pelo Espírito Santo e será salvo, quem não ouvir será como o duro de coração, infelizmente são muitos os que tem seu coração fechado para Deus e aberto para o pecado e a maldade.
A melhor maneira de pregação na rua seria a sua vida, o seu viver na comunidade onde mora, onde estuda e onde trabalha, viver prega mais do que falar.

Abraço e parabéns pelo texto.

28 de maio de 2015 21:23 comment-delete

Também concordo plenamente.

Graça e paz!

28 de maio de 2015 22:13 comment-delete

Caro Pastor...concordo c/ o Senhor. Dias atrás um missionário veio à minha igreja e ele estava contando que no país onde ele vive c/ s/ família, ele não pode, falar claramente sobre JESUS. Ele convive com as famílias, que desconhecem a salvação em Cristo, porém não podem evangelizar e têm que mostrar com as suas vidas que são diferentes dos nativos daquele país onde o cristianismo é proibido e perseguido. Qual dua opinião sobre isto? Enviar uma família de missionários aos paises que os perseguem, onde são impedidos de evangelizarem....Agora aqui...n
em minha própria família, quer ouvir de mim o que os apóstolos de Jesus pregavam, imagine então um vizinho, um colega, um desconhecido

28 de maio de 2015 23:26 comment-delete

Pelo título do artigo já dá pra entender o que o pastor quis dizer.
Além de dizer "Jesus te ama", é preciso falar sobre pecado, arrependimento, juízo divino, etc.
Atrair as pessoas com eventos que só promovem o bem-estar, inflam o ego e não falam de mudança é contribuir para que essas pessoas se afastarem ainda mais da realidade da vida cristã.

12 de fevereiro de 2016 14:28 comment-delete

De repente o farol abriu e os carros se foram...
.
.
.
Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás. Eclesiastes 11:1
.
.
.
Não importa se é faixa ou uma simples camiseta... temos que lançar nosso pão... quem dá crescimento para a semente é o Espírito Santo...
NUNCA se desencoragem por comentários desmotivadores...
Se tiverem oportunidade faça...
.
.
.

23 de abril de 2016 10:32 comment-delete

Quem quiser vir apos mim neguose a se mesmo te sia cr...

13 de julho de 2016 18:32 comment-delete