Os apóstolos brasileiros e a doença do dragão

Por Renato Vargens

No terceiro filme da trilogia "O Hobbit" uma cena me chamou a atenção quando Thorin, infectado pela avareza caiu "doente" vítima da mesma "doença do dragão" que tinha possuído Smaug anteriormente.  A trama, adaptada do livro de J.R.R. Tolkien, fala de anões que amam ouro, indo enfrentar um dragão que também ama ouro, culminando numa batalha entre cinco exércitos pelo ouro.

Ao assistir o filme de Peter Jackson foi inevitável  não lembrar de alguns dos "apóstolos" brasileiros que contaminados pela doença do dragão usam dos púlpitos para pregar temas relacionados as riquezas e dinheiro. Tais profetas da mentira, em nome da ganância e avareza, tem fabricado doutrinas cujo objetivo principal é o enriquecimento pessoal. Nessa perspectiva, as Escrituras são usadas segundo a conveniência "apostólica" fazendo da Palavra de Deus um instrumento de manipulação onde o dinheiro é o foco do ensino e pregação.

Confesso que quando vejo as mirabolantes campanhas da prosperidade capitaneadas pelos "apóstolos" lembro da afirmação de Paulo  que dizia: que o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males e que algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos." ( I Tm 6:10)

Prezado amigo diante do exposto permita-me lhe alertar dizendo que se a igreja que frequenta, bem como o pastor, bispo ou "apostolo" que a dirige  falam intermitentemente em dinheiro e prosperidade, sem contudo, proclamar a salvação pela graça mediante a fé em Cristo, talvez tenham sido contaminados pela doença do dragão, o que poderá lhe trazer severos prejuízos a alma.

Isto posto, o melhor remédio para essa letal "doença", é o abandono do falso ensino, e a apliacação de um remédio certeiro, isto é, a volta as Escrituras.

Pense nisso!

Renato Vargens

3 comentários:

Na teologia da prosperidade o foco é ajuntar tesouros na terra. No evangelho é diferente:
“Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. (Mateus 6:19-21 NVI)

31 de março de 2015 08:58 comment-delete

Na teologia da prosperidade o foco é ajuntar tesouros na terra. No evangelho é diferente:
“Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. (Mateus 6:19-21 NVI)

31 de março de 2015 08:58 comment-delete

Ajuntando tesouros pro anti-cristo,pois quando ele chegar,assim como fez hitler confiscando a riqueza dos judeus,ele tambem vai confiscar a riqueza de todas as religiões.

31 de março de 2015 13:35 comment-delete