Montar uma árvore de Natal é abrir uma porta para os demônios entrarem em sua casa?

Por Renato Vargens


A capacidade de alguns evangélicos em satanizar o Natal é de deixar qualquer um boquiaberto. 

Tenho ouvido cada bobagem que você não imagina. Já ouvi gente dizendo que o diabo se esconde na árvore de natal e que o crente ao armar uma em sua casa da legalidade ao capeta. 

Pois é, os defensores de tamanha aberração ensinam que árvores de natal são portas de entrada para demônios e que o cristão que arma em sua residência permitirá que o diabo faça a festa na vida de todos aqueles que nela residem.

De fato é impressionante a quantidade de evangélicos que resolveram fabricar doutrinas cuja base não está fundamentada nas Escrituras. 

Lamentavelmente em nome de Deus, pastores tem proibido suas ovelhas de comemorarem o Natal com suas família. Sei de casos em que os estragos feito por esse ensino nefasto foram irreparáveis. Outro dia  soube de um pastor que proibiu os membros de sua igreja de se reunirem com seus familiares na noite de 24 de dezembro. Para ele, quem assim o fizesse, estaria em  rebeldia contra autoridade espiritual.

Caro leitor, vamos combinar uma coisa? Ninguém tem o direito de se intrometer na vida comum do lar de quem quer que seja. Nenhum pastor, por mais "santo" que seja tem o direito de proibir os cristãos de celebrarem essa data. Ora, celebrar ou não o Natal está no campo da pessoalidade, portanto, se você desejar reunir-se em família ou celebrar a Deus com sua igreja essa data, ninguém tem o direito de condená-lo. Quanto a afirmação de que o diabo se esconde em árvores natal, respondo dizendo que não existe fundamento bíblico para isso. 

Termino esse post com uma frase  do pastor Luiz Sayao, que certa ocasião disse:

"Se por um lado alguns muçulmanos são Chiitas, por outro, alguns crentes são chaatos." 

Quanto aos nobres e brilhantes e idealizadores da satanização do Natal  e  que acreditam que o cramulhão encontra-se escondido em árvores gostaria de sugerir a leitura dos seguintes textos:

1- Por acaso o Natal é uma festa cristã? (aqui)
2- Pastores que odeiam o Natal (aqui)
3- Respostas àqueles que não gostam do Natal (aqui)

Pr. Renato Vargens

9 comentários:

meu amado me desculpe,mas dizer que nenhum pastor pode
se intrometer na família,é um pouco demais,o nome pastor
já diz o que ele faz,conduz as ovelhas,
não sei se vcs sabem, quem deu a certeza que Jesus nasceu
no dia 25 de dezembro?esta data vem sendo comemorada
desde a criação das falsa religião,por Ninrode e Semíramis,
e esta data é uma referencia ao seu filho tamuz,que morreu
nesse dia,e desde a Babilônia esses deuses tem sido adorado
por todos os Impérios que o sucederam,apenas
mudando de nome,até chegar no que conhecemos hj
pra mim esta bem claro na Bíblia que Deus abomina
o culto a outros deuses.Porque que eu vou comemorar
uma festa pagã a um deus falso.
um padre chamado:Carreira das Neves,declara que a
igreja católica cristianizou as festas pagãs,então
acho que deveriam publicar o que Bíblia diz e não
o que achamos,pq se eu disser que não fumo mas que
não tenho nada contra quem fuma,estou sendo no minimo
hipócrita.tudo bem dizer que é porta para demônios
é um pouco demais,mas que estão cultuando outro deus
sem saber isso estão,eu creio no único Deus verdadeiro
e se Ele diz que abomina,acho melhor nos abstermos
de qualquer pratica que faz referencia a outros deuses
mesmo porque isso não é desculpa para reunir a família,
o ano tem 365 dias será que em algum desses dias não dá?.
cuidado igreja o diabo é sorrateiro!vigia!

30 de novembro de 2015 21:33 comment-delete

Essências importadas. Sei que esse não é o seu nome. Com um texto tão grande, ainda maior do que aquele que criticou, buscou onde, na Wikipédia? Ia lê-lo, mas uma pessoa, mesmo pastor, que escreve algo tão"importante" e não se identifica primeiro, não merece nenhum crédito, mesmo ele sendo pastor, pois isso está explícito no texto exposto, pois a birra partiu daí.

1 de dezembro de 2015 08:02 comment-delete

Confesso que ao ler o texto do "essências importadas" me dá um desânimo...

O nível de ignorância é tão grande que as vezes acho que o conceito dualista definitivamente prevaleceu entre os evangélicos.

Renato Vargens

1 de dezembro de 2015 08:12 comment-delete

Infelizmente, o q parece mais desesperador é a realidade de q assuntos simples e claros como o q foi tratado no artigo ñ encontram a profundidade necessária nos evangélicos nem mesmo para comentários. 'Essências Importadas' é um clássico evangélico brasileiro: Sem identidade, sem linha definida, ingênuo, religioso e místico.
" Igreja Reformada nem sempre se reformando".

Félix Miranda

1 de dezembro de 2015 12:07 comment-delete

Os que condenam o Natal são no mínimo incoerentes com seus discursos, mesmo porque, dizem que a festa é pagã, mas não abrem mão do feriado, assim como não abrem mão de nenhum feriado católico. Sem sombra de duvidas um dos problemas evangélicos que mais tem adoecido a igreja é a capacidade dela "dualizar" a fé. Para piorar a situação o maniqueísmo, tem dominado neopentecostais que com uma visão arbitrária e equivocada da "batalha espiritual" tem "satanizado" algumas coisas. Sinceramente fico pensando com os meus botões que se o natal é considerado pagão, as mulheres que se casam de noiva também deveriam ser, até porque, esse também é um hábito pagão. Todavia, elas não o fazem, não é verdade? Dois pesos duas medidas? Complicado sabe!

Pr. Renato Vargens

1 de dezembro de 2015 12:59 comment-delete

Pastor Renato, graça e paz, concordo plenamente contigo, mas já tinha ouvido essa história de Ninrode antes tbm, gostaria de saber se tem alguma informação sobre isso, e se essa história procede. Abraços fraternos.

PR. Jeanhderson Martes

14 de novembro de 2016 16:55 comment-delete

o véu se rasgou desde o dia em que Jesus Cristo morreu na Cruz do calvário em nosso lugar então isso quer dizer que santo é o lugar onde santos convivem e profano são coisas onde Deus não se agrada nós somos santos assim como o próprio Deus nos ordena ser Santo como ele é Santo isso quer dizer que onde estivermos ali a PRESENÇA DE DEUS DEVE ESTÁ

14 de novembro de 2016 17:31 comment-delete

Sei não fala sobre natal tudo bem agora dizer que um pastor não pode se meter nas praticas pessoas de uma familia é o fim! Ja ouvil falar nos crentes sencives do seculo 21 que fazem e acontese dojeito que eles bem querem dai quando o pastor vai aconselhar eles dizem "minha casa, minha familia, meu corpo minhas regras" e ponto e assim que fonciona! Mas naverdade somos ou nao somos um corpo? A vida e a pratica do outro interfere ou n na nossa vida? O motivo de vivermo uma erra tam vasia e isso pessoas se isolam e acham que podem fazer oque bem intende ate diser que papai noel esirte afinal niguem deve se meter!

14 de novembro de 2016 20:34 comment-delete

Apenas uma palavra, idolatria!

14 de novembro de 2016 20:58 comment-delete