As consequências de um falso evangelho

Por Renato Vargens

Tem muita gente no Brasil que pensa estar pregando o Evangelho sem contudo de fato fazê-lo. 

Na verdade, como já escrevi anteriormente o Evangelho pregado por muitos pastores não é o evangelho dos Evangelhos e sim o evangelho pregado por alguns dos evangélicos.

Esse pseudo evangelho, imbuído de uma pseudo mensagem, tem fabricado pseudo evangélicos que até parecem com verdadeiros evangélicos, sem contudo de fato terem sido regenerados pelo Espírito Santo. Nessa perspectiva o crente tem o linguajar de crente, se veste como crente, sem contudo ter nascido de novo. 

A pregação desse falso evangelho tem gerado pelo menos 06 consequências seriíssimas na igreja brasileira senão vejamos: 

  1. Crentes libertinos que em nome de Deus fazem tudo aquilo que lhes dá na telha, mesmo que isso afronte a Palavra Revelada do Senhor.
  2. Crentes legalistas que nome de uma espiritualidade farisaica desenvolvem uma fé morta e absorta em vinganças, rancores e amarguras.
  3.  Crentes humanistas cujo foco principal não é a glória de Deus, mas a satisfação humana.
  4. Crentes adeptos da riqueza e da prosperidade cujo entendimento é que Deus os salvou para serem ricos e não instrumentos da glória de Deus.
  5. Crentes ensimesmados, solitários, egoístas cuja filosofia de vida é "farinha pouca meu pirão primeiro"
  6. Crentes adeptos do entretenimento e do gospel onde Deus se faz presente como simples galardoador daqueles que dele se aproxima.
Caro leitor, lamentavelmente esse falso evangelho está fundamentado numa falsa mensagem, baseado numa falsa teologia, que tem gerado falsos crentes que por conseguinte tem pregado falsas doutrinas, advogando um falso avivamento de um falso Cristo.

Isto posto, resta-nos portanto, chorar de vergonha, regressar as Escrituras, pregar novamente Cristo crucificado, confessar nossos pecados, arrependendo-nos diante do Eterno, mesmo porque, agindo assim, quem sabe Ele resolva mudar a nossa sorte.

Em Cristo,

Renato Vargens

0 comentários: